04 de agosto de 2021
Mais
    Capa Notícias Polícia Cerca de 100 kg de pescado irregular são apreendidos durante fiscalização
    BARÃO DO MELGAÇO

    Cerca de 100 kg de pescado irregular são apreendidos durante fiscalização

    A região de Barão de Melgaço é conhecida pelas peixarias, e faz parte da Rota do Peixe do Vale do Rio Cuiabá

    Imagem: PESCADO 1 Cerca de 100 kg de pescado irregular são apreendidos durante fiscalização
    Pescado apreendido – Foto: Assessoria Sema-MT

    A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), com apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), apreendeu nesta quarta-feira (21.07) cerca de 100 kg de pescado irregular que estava sendo transportado por um comprador, na região de Barão de Melgaço (MT).

    A operação foi fruto do serviço de inteligência da Polícia Judiciária Civil (PJC) que conseguiu identificar o suspeito, que possivelmente venderia a carga para peixarias da região e da Capital. A região de Barão de Melgaço é conhecida pelas peixarias, e faz parte da Rota do Peixe do Vale do Rio Cuiabá.

    O suspeito foi conduzido à delegacia enquadrado pelo descumprimento da Lei Federal nº 9.605/98, que trata dos crimes contra o meio ambiente.

    Foi identificado o transporte e comércio dos exemplares que estão fora da medida permitida por Lei, acima da quantidade permitida para transporte, e ainda, pelo pescado ser fruto de pesca predatória com o uso ilegal de redes de pesca.

    Imagem: PESCADO Cerca de 100 kg de pescado irregular são apreendidos durante fiscalização
    Pescado apreendido – Foto: Assessoria Sema-MT

    “As fiscalizações acontecem para coibir a pesca ilegal e preservar o estoque pesqueiro. Esta prática vem contribuindo para a redução de peixes nos nossos rios”, explica o investigador da PJC, Hamilton Andrade Zamarioli, que participou da ação.

    Denúncias

    O cidadão pode denunciar crimes ambientais pelo disque denúncia (0800 65 3838), pelo site Fale Cidadão (https://ouvidoria.controladoria.mt.gov.br/falecidadao/) ou pelo aplicativo MT Cidadão.