01 de agosto de 2021
Mais
    Capa Notícias Comércio do tráfico é fechado e drogas com destino a MT são...
    DEFRON

    Comércio do tráfico é fechado e drogas com destino a MT são apreendidas

    Aproximadamente 700 quilos dos entorpecentes tinham como destino o Estado de Mato Grosso

    Imagem: 478de703 e89c 426b ade3 f87cd7d95c97 Comércio do tráfico é fechado e drogas com destino a MT são apreendidas
    Drogas apreendidas – Foto: Polícia

    Os investigadores da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (DEFRON) fecharam um comércio de entorpecentes na cidade de Dourados (MS), nesta quarta-feira (30). Conforme informações do Delegado da Defron, aproximadamente 700 quilos dos entorpecentes tinham como destino o Estado de Mato Grosso (MT), onde o 1kg das buchas de maconha, conhecida como skunk, é avaliada em R$ 2,5 mil. No total a Polícia apreendeu 1.103 quilos de maconha e 13 quilos de skunk.

    Ainda durante a ação da Polícia, dois veículos foram apreendidos. Os carros estavam preparados para o transporte de uma grande quantidade da maconha.

    Imagem: a8bb1c79 e88f 438e a965 c7f35ab2a2cb Comércio do tráfico é fechado e drogas com destino a MT são apreendidas
    Casa que era alugada pelos criminosos – Foto: Polícia

    No Logan, foi encontrada grande quantidade de maconha e skunk, sendo que no pátio da casa havia outro veículo, um Ônix, também abarrotado de maconha e skunk. Nenhuma pessoa foi encontrada no imóvel.

    A ação aconteceu no bairro Bonanza, região estratégica para armazenamento temporário de drogas, conforme a Polícia.

    Duas pessoas suspeitas de integrarem uma facção criminosa conseguiram fugir após perceberem a chegada dos policiais.

    Imagem: e7dc87d8 40bf 4bcf 92bf b4eb5704aadd Comércio do tráfico é fechado e drogas com destino a MT são apreendidas
    Drogas nos veículos – Foto: Polícia

    Segundo apurado pela Defron, integrantes da facção criminosa de MT alugavam o imóvel e desde então o utilizavam como depósito e também como uma espécie de hotel para os membros da facção que seguiam para a região de fronteira.

    Além da maconha, foram apreendidos documentos de uma mulher residente em Dourados e que atuava como apoio aos membros da facção criminosa.