30 de julho de 2021
Mais
    Capa Destaques Investigadores apreendem armas de fogo e objetos durante operação
    'SÉTIMO MANDAMENTO'

    Investigadores apreendem armas de fogo e objetos durante operação

    Um homem, alvo das investigações, foi preso em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo

    Imagem: armas Investigadores apreendem armas de fogo e objetos durante operação
    Armas apreendidas – Foto: PJC

    Três armas de fogo e diversos objetos de origem ilícita foram apreendidos pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (5), em uma operação deflagrada pela Delegacia de Poconé (MT) para apurar informações levantadas em investigações de roubo a uma propriedade rural do município.

    A operação denominada “Sétimo Mandamento” tinha o objetivo de dar cumprimento ao mandado de busca e apreensão domiciliar expedido pela Vara Única de Poconé com base em investigações da Polícia Civil que identificaram o possível local em que os objetos subtraídos estavam escondidos.

    Um homem, alvo das investigações, foi preso em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Outros objetos encontrados na casa foram apreendidos para apurar a possível origem ilícita dos produtos.

    O roubo que deu início as investigações ocorreu no dia 10 de maio quando funcionários da fazenda, na zona rural de Poconé, foram rendidos por dois homens armados que anunciaram o assalto. As vítimas foram rendidas e amarradas com fios de carregadores, momento em que mais dois criminosos chegaram à propriedade.

    Os suspeitos exigiram as chaves da sede da fazenda e após revirarem toda propriedade fugiram levando diversos objetos como televisão, aparelhos celulares, motosserra, esmeril, som automotivo e botijão de gás.

    Assim que foi acionada dos fatos, a equipe de policiais da Delegacia de Poconé iniciou as investigações conseguindo informações sobre um dos possíveis envolvidos no crime e também sobre o local em que os objetos estariam escondidos. Segundo o levantamento, o local também funcionaria como ponto de venda de drogas e de bens de origem ilícita.

    Com base nos levantamentos, o delegado Maurício Pereira Maciel representou pelo mandado de busca e apreensão domiciliar que foi deferido pela Justiça e cumprido na manhã desta segunda-feira (5). No local, foram apreendidas três armas de fogo, tipo espingarda, uma motosserra, e outros materiais que coincidiam com a descrição dos objetos roubados e que passarão por reconhecimento da vítima.