31 de julho de 2021
Mais
    Capa Esportes Juíza faz alerta para que torcedores evitem aglomerações em MT
    FUTEBOL

    Juíza faz alerta para que torcedores evitem aglomerações em MT

    Em decorrência da subida do Cuiabá para a Série A do Brasileirão a Câmara Temática de Grandes Eventos, que funcionou durante a Copa do Mundo foi reativada

    Imagem: cec onibus Juíza faz alerta para que torcedores evitem aglomerações em MT
    Aglomerações de torcedores em hotéis e outros pontos em dias de jogos causa preocupação e pode render punições – Foto: Reprodução

    A juíza Patricia Ceni, responsável pelo Juizado Especial do Torcedor (JET), que atua no entorno de 5 quilômetros dos locais onde são realizados eventos com grande potencial de aglomeração de pessoas, alertou as torcidas para a necessidade de evitar aglomerações.

    A magistrada destacou que, ainda que a torcida não esteja liberada para participar dos eventos esportivos, muita gente tem se encontrado em frente a hotéis, onde grandes equipes e jogadores famosos se hospedam. O próximo desafio será o jogo entre Cuiabá e Flamengo, marcado para hoje (1/7/21) na Arena Pantanal em Cuiabá.

    A preocupação do momento é com o atrativo da Arena Pantanal. Com o aceso da equipe do Cuiabá a Série A do Brasileirão, grandes times estão vindo jogar na Capital e uma das funções das Forças de Segurança é evitar aglomerações. A juíza explicou que os cinco jogos da Copa América foram um grande teste para as equipes que atuam neste setor e nenhum episódio mais preocupante foi registrado.

    “O JET é responsável por todo e qualquer delito relacionado aos crimes de menor potencial ofensivo ou previstos no Estatuto do torcedor. O Juizado Especial do Torcedor continua sua atuação mesmo com as restrições geradas pela Pandemia. Os trabalhos fazem parte da parceria estabelecida com as Forças de Segurança”, disse a magistrada Patrícia Ceni.

    “Em decorrência do Estatuto do Torcedor qualquer episódio que tenha relação com eventos esportivos e também decorrentes de atos relacionados, acabam sendo julgados pelo JET. Isto no entorno de até 5 quilômetros do local do evento. Estaremos lá para julgar ocorrências, mas queremos evitar os problemas”, revelou a magistrada.

    Algumas torcidas já estão promovendo aglomerações e as autoridades monitoram as atividades a fim de se evitar problemas maiores. Em decorrência da subida do Cuiabá para a Série A do Brasileirão a Câmara Temática de Grandes Eventos, que funcionou durante a Copa do Mundo foi reativada. O trabalho é desenvolvido em parceria entre Sesp, Semob, Guarda Municipal, Samu, entre outros parceiros.

    Conforme a Resolução nº 12/2019 do TJMT o JET deve atuar em demandas oriundas nos acontecimentos esportivos, artísticos, religiosos e culturais, de grande destaque e que atinjam grande massa de público no Estado de Mato Grosso. São considerados grandes eventos, acontecimentos com mais de 10 mil pessoas, e que demandem ações coordenadas e padronizadas no âmbito do Poder Judiciário e dos demais segmentos de segurança pública e defesa social.

    De acordo com o Estatuto do Torcedor que promove tumultos, pratica ou incita a violência, ou invade local restrito aos competidores em eventos esportivos pode ser condenado a penas de 1 a 2 anos e multas.