27 de julho de 2021
Mais
    Capa Destaques Preço da saca da soja avança em Rondonópolis
    ECONOMIA

    Preço da saca da soja avança em Rondonópolis

    No melhor momento dos contratos externos, o ritmo dos negócios se acentuou

    O preço da saca de soja avançou de R$ 152 para R$ 155, em Rondonópolis (MT). Durante esta semana, o mercado brasileiro de soja teve um dia mais movimentado e de preços firmes, com dólar acima de R$ 5 e contratos subindo na maior parte do dia em Chicago, de acordo com avaliação da consultoria Safras & Mercado.

    No melhor momento dos contratos externos, o ritmo dos negócios se acentuou. Cerca de 200 mil toneladas de soja trocaram de mãos.

    Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 158 para R$ 159. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 157 para R$ 158. No Porto de Rio Grande, o preço aumentou de R$ 163 para R$ 165.

    Em Cascavel (PR), o preço passou de R$ 157 para R$ 159,50 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 163 para R$ 165.

    Em Dourados (MS), a cotação subiu de R$ 148 para R$ 149. Em Rio Verde (GO), a saca aumentou de R$ 152 para R$ 157.

    Soja em Chicago

    Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira (1) com preços mais altos, mas abaixo das máximas do dia. O mercado foi sustentado a maior parte do dia ainda pelo impacto positivo dos números divulgados na última quarta, 30, pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

    Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com baixa de 0,25 centavo de dólar por bushel ou 0,01% a US$ 14,29 3/4 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 13,95 1/2 por bushel, com perda de 3,5 centavos ou 0,25%.

    Nos subprodutos, a posição agosto do farelo subiu US$ 5,90 ou 1,56% a US$ 383,40 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em agosto fecharam a 62,65 centavos de dólar, perda de 0,77 centavo ou 1,21%.