04 de agosto de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil Primeiro dia de vacinação de adolescentes contra a Covid tem alta procura
    PORTO ALEGRE

    Primeiro dia de vacinação de adolescentes contra a Covid tem alta procura

    Movimentação foi intensa nos seis postos de saúde autorizados a realizar nesta quinta-feira a vacinação de adolescentes com comorbidades a partir de 15 anos contra a Covid-19

    Imagem: Adolescentes tomando vacina Primeiro dia de vacinação de adolescentes contra a Covid tem alta procura
    Reprodução

    A movimentação foi intensa nos seis postos de saúde autorizados a realizar nesta quinta-feira a vacinação de adolescentes com comorbidades a partir de 15 anos contra a Covid-19 em Porto Alegre. Na unidade de saúde Bananeiras, na avenida Aparício Borges, a maioria dos jovens foi acompanhada dos pais para receber a primeira dose do imunizante da Pfizer/BioNTech, o único autorizado no Brasil para o grupo. “Estou mais aliviada. Achei que fosse ser imunizada no mês de setembro ou outubro”, ressaltou Luíza Bolzan, 16 anos, que não esperava ser imunizada tão cedo.

    Em outubro, ela fará a segunda dose. A mãe, Raquel, afirmou que a vacinação foi o melhor dia dos últimos dois anos. “Estávamos em Capão da Canoa, e o meu marido avisou que a vacinação seria nesta quinta-feira. Estou muito feliz pela Luiza”, acrescentou.

    Já Maria Clara Rodrigues Corrêa, 15 anos, que estava na companhia da mãe, Kelly, ainda estava sem acreditar. “Estou processando tudo que aconteceu. Agora, estou com esperança de voltar a encontrar meus amigos”, relatou a jovem. Aa afirmou que estava mais aliviada, mas lamentou o fato de esperar tanto tempo pela vacinação em função de “bobagens políticas”. “Muitas pessoas podiam ser salvas se a vacinação acontecesse há mais tempo”, destacou.

    Os adolescentes com comorbidades, para receber a vacina, necessitam apresentar um documento de identidade, comprovante da comorbidade (receita, laudo de exame, laudo ou relatório médico) e um comprovante de residência em Porto Alegre, que pode ser no nome dos pais ou responsáveis. Também é possível apresentar uma declaração de próprio punho do proprietário da casa, afirmando que o adolescente mora junto na residência, além de um comprovante de residência em nome do proprietário (conta de luz, água ou telefone).

    As comorbidades contempladas na vacinação são obesidade grave, pneumopatias crônicas graves, imunodeprimidos, hemoglobinopatia grave, doença cardiovascular, doença neurológica crônica e diabete Mellitus. Porto Alegre recebeu 4.452 doses da Pfizer que foram destinadas à imunização de adolescentes dos 12 a 17 anos com comorbidades, pois é o único imunizante contra a Covid-19 autorizado para aplicação no grupo pela Anvisa. A priorização deste público na campanha de vacinação foi definida em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

    A imunização também foi realizada nas unidades de saúde Macedônia, no bairro Restinga; Primeiro de Maio, no bairro Cascata; Rubem Berta, na zona Norte da Capital; na Santo Alfredo, no bairro Partenon; e na Tristeza, na avenida Wenceslau Escobar.  Na sexta-feira, a imunização contra o coronavírus será aberta para o público com 12 anos ou mais.