02 de agosto de 2021
Mais
    Capa Destaques Réu que matou caminhoneiro após discussão banal é condenado
    JUÍNA

    Réu que matou caminhoneiro após discussão banal é condenado

    Consta na denúncia que a vítima foi atingida por disparos de arma de fogo pelas costas

    Denunciado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo, Rubens Lopes Ferreira, vulgo Rubinho, foi condenado nesta quinta-feira (1º), no município de Juína, a 18 anos e oito meses de prisão. O crime foi cometido contra o caminhoneiro Dayvid Paulino de Moraes em outubro de 2019 após desentendimento sobre a forma como seria realizado o carregamento de madeira em um caminhão.

    Consta na denúncia que a vítima foi atingida por disparos de arma de fogo pelas costas. Segundo o MPMT, mesmo ferida, a vítima tentou se esconder do denunciado, mas não obteve sucesso. “Encurralada pelo denunciado, a vítima ajoelhou-se e implorou por sua vida, momento em que o denunciado mirou a arma de fogo sentido a cabeça da vítima que, em um ato de desespero, conseguiu desarmá-lo, ocasião em que o mesmo foragiu. Apesar de ter recebido socorro médico, em razão da gravidade das lesões, a vítima não resistiu e faleceu na mesma data”, diz a denúncia.

    A arma utilizada para a prática do homicídio, conforme o MPMT, foi adquirida ilegalmente pelo réu em 2016. Para aplicação da pena, o juiz Wagner Dupim Dias levou em consideração a atenuante da confissão e também a agravante da reincidência, já que o réu já havia cometido outro crime com trânsito em julgado em 2009. Foram consideradas também as qualificadoras: utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima e motivo torpe.

    Durante o julgamento, a acusação ficou a cargo do promotor de Justiça Dannilo Preti Vieira.