04 de agosto de 2021
Mais
    Capa Cidades Cuiabá Tenente é condenado à prisão por morte do soldado Abinoão
    AFOGAMENTO NO MANSO

    Tenente é condenado à prisão por morte do soldado Abinoão

    A condenação se dá 11 anos após o crime; vítima fazia treinamento do Bope

    Imagem: abinoao julgamento Tenente é condenado à prisão por morte do soldado Abinoão
    O soldado Abinoão (detalhe), que morreu durante treinamento – Foto: Reprodução

    O Conselho Especial de Justiça Militar condenou o Dulcézio Barros Oliveira a seis anos de prisão pelo crime de maus-tratos seguido de morte do soldado da PM de Alagoas, Abinoão Soares de Oliveira.

    O julgamento ocorreu na última segunda-feira (5) e a pena deverá ser cumprida em regime semiaberto. O tenente-coronel Dulcézio também foi condenado à perda da patente, função e emprego público.

    A condenação se dá 11 anos após o crime que ocorreu na região do Lago do Manso. Na ocasião, Abinoão participava de um treinamento do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

    Dulcézio era um dos instrutores à época.

    No mesmo julgamento, foram absolvidos Heverton Mourett De Oliveira, Ricardo Tomas Da Silva e Hildebrando Ribeiro Amorim.

    Crime

    O soldado alagoano Abinoão esteve em Cuiabá para participar do treinamento para Tripulante Operacional Multi-Missão, realizado pela então Secretaria de Justiça e Segurança Pública.

    O soldado morreu após levar um “caldo” na lagoa na qual era feita uma atividade de resistência.

    Na mesma situação, outras três pessoas também passaram mal, mas foram socorridas.