Mais
    Agora MT Destaques Paulo Guedes diz a senadores que não faltará recursos para vacinas
    TERCEIRA DOSE

    Paulo Guedes diz a senadores que não faltará recursos para vacinas

    Em audiência no Senado o ministro disse que recursos para terceira dose e imunização de adolescentes estão assegurados; ele afirmou que o Governo está otimista com o avanço da imunização

    FONTE
    VIA

    Imagem: guedes audiencia virt senado Paulo Guedes diz a senadores que não faltará recursos para vacinas
    Paulo Guedes respondeu questionamento dos senadores sobre aquisição de vacinas para reforçar enfrentamento da Covid-19 – Foto: Agência Senado

    A reserva de recursos para aplicação das terceiras doses de vacinas contra a Covid-19 foi uma das preocupações levantadas pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), durante audiência nesta quinta-feira, 26, com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele questionou o gestor se o projeto de Lei Orçamentária de 2022, a ser enviado ao Congresso Nacional até o final deste mês, trará a previsão de recursos para esse fim.

    Relator da Comissão Temporária da Covid-19, Wellington manifestou ao ministro preocupação com o planejamento financeiro, visto que o Ministério da Saúde já decidiu vacinar a população acima de 70 anos com a terceira dose a partir de setembro. Ele ainda lembrou que outros países começam a pensar em aplicar a dose extra de imunização em outros públicos.

    “Entendo que a tendência é que toda a população seja contemplada. É claro, tentar vacinar todos que ainda não se vacinaram. Considerando apenas os maiores de 14 anos, isso significa mais de 170 milhões de doses que precisariam ser adquiridas nos próximos meses. A União está preparada para fazer esse aporte? Isso será levado em consideração? ” — questionou Wellington.

    Guedes assegurou que não faltará dinheiro para as vacinas e respondeu que o Governo está otimista com o avanço da imunização e o retorno das atividades econômicas. De acordo com o ministro, apesar de o Orçamento de 2021 destinar apenas 7% do seu total ao combate aos efeitos da pandemia (em 2020, foram 25%), não faltará recurso para produção e aquisição de imunizantes contra a Covid-19. O ministro informou que, neste ano, 22% dos gastos com a pandemia estão direcionados para a aquisição de vacinas, enquanto no ano passado foi apenas 0,5%.

    “Nós estamos otimistas com o ritmo de vacinação, com a produção de vacinas locais, com a abertura de uma fábrica da Pfizer no Brasil, e tudo isso indica que nós vamos ter capacidade [de oferecer mais vacinas]. O que podemos assegurar, a exemplo do que aconteceu agora, é que não faltam recursos para as vacinas. Não vai faltar recurso para as vacinas. O Brasil não vai ficar de joelhos por falta de recursos” — afirmou.

    Durante a audiência, Wellington também observou que os repasses para as famílias brasileiras e aos Estados e municípios foram custeados mediante expressivo aumento da dívida pública federal e que o Conselho Monetário Nacional (CMN) reconheceu em agosto passado que o refinanciamento da dívida pública federal enfrenta “severas restrições nas condições de liquidez”. Fagundes questionou Guedes sobre os reais problemas no financiamento do Estado brasileiro e também soluções.

    Os senadores também demonstraram preocupação com o efeito da inflação no bolso do brasileiro. O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) lembrou que há previsões pessimistas de o índice chegar a 11% neste ano, enquanto a alta dos combustíveis tem impactado a economia das famílias.

    CRESCIMENTO
    O ministro respondeu que o Governo tem trabalhado para um “crescimento econômico sustentável”, com a aprovação de medidas importantes, como as reformas estruturantes. Ele disse ainda que o governo tem reduzido gastos e garantido investimentos, por meio do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), em torno de R$ 544 bilhões, além da modernização de marcos regulatórios.

    Guedes disse acreditar que o cenário pode melhorar com o avanço dessa pauta, aliada à atuação do Banco Central com autonomia para o controle da inflação. Já em relação à política de ajuste de preços dos combustíveis, ele criticou a incidência do ICMS nas bandeiras e sugeriu que os governos estaduais reavaliem a manutenção da cobrança da forma que está hoje. Ele defendeu um imposto fixo, e não em percentual sobre os combustíveis.

    Relacionadas

    Jovem de 22 anos morre após colisão entre moto e viatura da PM

    Uma jovem motociclista de 22 anos morreu após uma colisão envolvendo uma moto e uma viatura da Polícia Militar (PM) no início da manhã...

    Hospital Municipal tem início de incêndio e pacientes são transferidos

    O Hospital Municipal São Benedito pegou fogo na noite deste domingo (15), em Cuiabá (MT). Os pacientes foram retirados às pressas do local. Várias viaturas...

    Prefeito inaugura Centro Municipal de Educação Infantil no Residencial Pedro Casaldaliga

    A inauguração do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Enézio Machado Vieira no Residencial Pedro Casaldaliga aconteceu na manhã desta quarta-feira (18), em Rondonópolis...

    Audiência pública debate assistência à Saúde Mental no SUS em Mato Grosso

    A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realiza, na sexta-feira (20), a partir das 9h, uma audiência pública para debater as demandas de assistência...

    Caminhão fica pendurado após ponte de madeira ceder na MT-458

    O motorista de um caminhão passou um susto na manhã desta quarta-feira (18) na MT-458, conhecida como estrada do Viola, após a ponte de...

    Estado investe R$ 41 mi e prefeito destaca “novos tempos” em cidade de MT

    O governador Mauro Mendes assinou, nesta quinta-feira (19), três convênios e uma autorização de licitação para garantir a construção de 213 casas e o...

    Covid-19 | Publicada lei que autoriza doar vacinas a outros países

    O Congresso Nacional autorizou o governo a doar imunizantes contra a covid-19 a outros países afetados pela pandemia, em caráter de cooperação humanitária. Essa...

    Morre 3° trabalhador vítima de soterramento após estrutura desabar em empresa

    Mais uma vítima do soterramento que aconteceu na empresa de fertilizantes no Distrito Industrial não resistiu aos ferimentos e morreu. Diego Roberto Rafael Pereira...

    Homem é preso por estuprar sobrinhas e a própria filha

    Um homem foi preso pela Polícia Civil (PC) suspeito de estuprar as duas sobrinhas e a própria filha que morava junto com ele. O...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas