Mais
    Agora MT Manchetes PF cumpre mandado em Sinop contra Galvan, investigado por atos antidemocráticos
    PGR PEDIU

    PF cumpre mandado em Sinop contra Galvan, investigado por atos antidemocráticos

    Além do presidente da Aprosoja, operação também cumpre mandados judiciais contra outros acusados de incitar atos violentos contra a Democracia

    FONTE
    VIA

    Imagem: Antônio Galvan
    Antônio Galvan, presidente da Aprosoja Brasil, ainda não se pronunciou sobre a operação deflagrada pela PF – Foto: reprodução

    Os imóveis do do presidente da Associação dos Produtores de Soja Brasil, Antonio Galvan, em Sinop, estão entre os alvos da operação deflagrada na manhã de hoje (20) pela Polícia Federal para cumprir mandados contra acusados de atos antidemocráticos.

    A ordem de busca e apreensão autoriza o confisco de documentos, computadores e outros materiais relacionados à investigação. Os mandados foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal a pedido da Procuradoria Geral da República.

    Ao todo são 12 mandados nos estados de Santa Catarina (6), São Paulo (2), Rio de Janeiro (1), Mato Grosso (1), Ceará (1) e Paraná (1) e também no Distrito Federal. Além de Galvan, estão entre os alvos o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) e o cantor Sérgio Reis.

    A Polícia Federal disse que não concederá entrevistas sobre a operação, mas confirmou que o objetivo é “apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”.

    ÁUDIO E BLOQUEIO
    A nova investida das autoridades ocorre após a divulgação de um áudio polêmico em que o cantor Sérgio Reis convocava caminhoneiros para parar o país por 72 horas, à partir do dia 07 de setembro, para exigir a destituição dos ministros do STF. “Se eles não obedecerem nosso pedido, eles vão ver como a cobra vai fumar, e ‘ai’ do caminhoneiro que furar esse bloqueio”, disse o cantor.

    O presidente da Aprosoja, Antonio Galvan, também é um incentivador do protesto marcado para o mês que vem a pedido do presidente Bolsonaro. Galvan e chegou a ser criticado  publicamente pelo ex-ministro Blairo Maggi, um dos maiores produtores de soja do mundo, pelo alinhamento automático às pautas bolsonaristas.

    Maggi defendeu o direito de todos se expressarem de forma individual, mas condenou o uso político da Aprosoja. Ele também alertou que a instabilidade institucional é ruim para o país e também para a categoria.

    Após as críticas de Blairo Maggi a Aprosoja divulgou, ontem (19), uma nota à imprensa negando que apoie ou financie atos antidemocráticos e reafirmando o compromisso da entidade com o Estado Democrático de Direito e o equilíbrio entre os Poderes da República.

    A Aprosoja também afirma que “não financia e tampouco incentiva a invasão do Supremo Tribunal Federal (STF) ou quaisquer atos de violência contra autoridades, pessoas, órgãos públicos ou privados em qualquer cidade do País”.

    REAÇÕES
    Em publicações nas redes sociais o deputado federal Otoni de Paula disse que continuará expressando o que pensa.

    Antonio Galvan ainda não se pronunciou sobre a operação.

     

    Relacionadas

    Jayme diz que lançamento de Bivar foi “extemporâneo” e reforça independência do UB para compor com o PL em Mato Grosso

    Em entrevista ao portal AGORA MT, o senador da República Jayme Campos (UB) deu como “praticamente fechado” o palanque à direita no Estado para...

    Proprietários de imóveis tem até dezembro de 2022 para regularizar situação na Receita e escapar do novo IPTU

    Os rondonopolitanos cujos carnês do Imposto Predial e Territoial Urbano constem como “territorial” no cadastro da Prefeitura têm até o dia dezembro deste ano...

    Edital para credenciamento de médicos peritos e psiquiatras de Rondonópolis e outros 12 municípios é prorrogado

    A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) prorrogou por mais 12 meses, a partir desta quinta-feira (23), o edital de credenciamento de...

    Wellington celebra Ferronorte e prevê lançamento com presença de ministro

    O senador da República, Wellington Fagundes (PL), confirmou à reportagem avanços na implantação da ferrovia Ferronorte, malha ferroviária que abrange a cidade de Rondonópolis,...

    Empresas apresentam propostas para retomada das obras de infraestrutura em bairro de Rondonópolis

    A Prefeitura de Rondonópolis realizou, nesta quarta-feira (22), a sessão pública do processo licitatório para a retomada das obras de asfalto no bairro Sagrada...

    Lei determina que concessionárias informem consumidores sobre transferência de débito para empresas de cobrança

    Foi sancionada a lei 11.792/2022 de autoria do deputado Thiago Silva que determina que concessionárias de serviços públicos, empresas de telefonia, estabelecimentos comerciais e...

    Beneficiários com NIS final 3 recebem hoje Auxílio Brasil

    Beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 3 recebem hoje (21) a parcela de junho do Auxílio Brasil. O valor mínimo do...

    Desembargador manda soltar ex-ministro Milton Ribeiro

    O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal (TRF-1), concedeu liberdade ao ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, preso pela Polícia Federal suspeito de chefiar...

    Governo de MT já liberou mais de R$ 5,1 milhões de créditos a pequenos empresários em 2022

    O Governo de Mato Grosso, por meio da agência de fomento Desenvolve MT, já liberou mais de R$5,1 milhões em crédito para apoiar pequenos...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas