Mais
    AgoraMT Variedades Cobrança de dívidas e o juiz
    ARTIGO

    Cobrança de dívidas e o juiz

    Hélio Fialho Júnior, filho de Eunice e Hélio, é paulista e cresceu no comércio, mas sonhava em ser advogado. Realizou o sonho em 2013. Desde então, é palestrante e faz serviço comunitário como advogado pro bono. Escreve na coluna Entendendo Direito desde 2016

    - Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSOélio Fialho
    Hélio Fialho – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

    Bom dia, boa tarde, boa noite e boa madrugada.

    Estamos a cada dia mais nos afastando do momento mais tumultuado da pandemia, mas, infelizmente 2022 será um ano difícil, teremos provavelmente um racionamento de energia elétrica, um aumento no dólar e um desabastecimento de alimentos (creio que no Mato Grosso não, mas no Brasil sim).

    Mas o que isso tem a ver com as suas dívidas?

    Vamos do mais básico de tudo, em um negócio, normalmente há um devedor e um credor ( alguém que tem algo a receber) e como o momento estará muito difícil, será um “Deus nos acuda”, tanto para o credor quanto devedor .

    O Brasil com sua tradição Romano-germânica no Direito, sempre teve muito cuidado com o devedor. Para falar a verdade, o devedor sempre foi protegido, tendo uma série de direitos dentro da execução.

    Calma, execução não é que o credor vá matar o devedor não. A execução é quando o juiz invade o patrimônio do devedor para tomar os bens e dar ao credor, no entanto, sempre houve o cuidado de o juiz não tomar os bens do devedor a ponto de ele ficar na miséria, mas isso está mudando.

    Os grandes banqueiros e investidores quando perguntados porque não investem mais no Brasil, costumam reclamar que aqui o devedor tem direitos demais, e é muito difícil receber uma dívida no Brasil, que não tenha uma garantia real (um bem dado em garantia).

    Eles sempre argumentaram que se os juízes não fossem tão protetivos com o devedor, eles poderiam emprestar mais dinheiro, com juros menores, e no final das contas todos sairiam ganhando.

    É um bom argumento econômico e aparentemente os juízes estão mais sensíveis a esses argumentos, tanto é que eles têm permitido a penhora de parte do salário do devedor, quando esse é depositado na conta corrente, mesmo que lei diga expressamente que se os valores menores que 50 salários mínimos normalmente não deveriam ser penhorados, para pagar dívidas.

    É claro que o credor tem que receber, agora com a modernização da execução, e disponibilização de um super programa de computador para os juízes, chamado sisbajud o juiz pode pesquisar sua vida financeira com lupa e saber praticamente tudo sobre seu dinheiro, ou seja, o juiz poderia proteger o devedor fraco e tomar os bens do devedor forte.

    Mas, os juízes em geral parecem ter abandonado o principio da proteção dos devedores e estão implacáveis. Em São Paulo, parece ser uma tendência que os juízes autorizem via programa sisbajud uma ferramenta chamada “teimozinha”, que ficará pesquisando e penhorando suas contas bancárias 24 horas por dia, até você pagar tudo o que deve ou a dívida caducar.

    Parece até justo, mas a proteção ao devedor vem desde o direito romano e não é a toa. Vou mostrar um exemplo simples que mostra que a proteção ao devedor ainda merece ser acolhida pelos juízes.

    Um chefe de família, que está endividado no cartão de crédito, tomou R$ 600 emprestado e rapidamente já deve R$ 5.000, com salário de R$ 1.200 mensais depositados em conta corrente. Se o juiz não defender o devedor, de uma cobrança justa, mas que levaria o devedor a miséria, não permitindo que a execução tome todo esse valor mensal, a família desse devedor possivelmente irá a condição de dificuldade severa e isso também não é justo.

    Agora é observar os juízes e ver se a sabedoria milenar dos romanos será respeitada e o devedor continuará sendo cuidado para não ir a miséria, ou se chegamos em um novo pensamento, onde quem deve tem que pagar mesmo com a ruína da família.

    Importantes

    LEI ORÇAMENTÁRIA

    Deputados federais terão até R$ 17,6 milhões para emendas, prazo começa amanhã

    A Comissão Mista de Orçamento (CMO) começará nesta segunda-feira (25) a receber emendas ao projeto de lei orçamentária para o ano que vem (PLN...
    AUMENTO

    Frio e seca deixam frutas e legumes mais caros nos supermercados

    A Apas (Associação Paulista de Supermercados) trouxe más notícias na sexta-feira (22) para os consumidores que têm o hábito de se alimentar de forma...
    CONTROLE DAS EMOÇÕES

    Confira seis dicas práticas e fáceis para combater a ansiedade

    A pandemia não alterou apenas as rotinas das pessoas no dia a dia – também interferiu de maneira decisiva, e negativa, nas suas emoções...
    CERVEJA

    Conheça a origem de uma das bebidas mais antigas do mundo

    A cerveja é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo, inclusive no Brasil, país em que 68,6% de sua população consome tal...
    NA CONVENIÊNCIA

    Funcionário leva choque elétrico e perde a consciência ao fazer limpeza de freezer

    O funcionário de uma conveniência no centro de Rondonópolis foi socorrido pelo Samu na noite deste sábado (23) após levar um choque elétrico e...
    MENOR TAXA

    Rondonópolis chega a dez dias sem óbitos decorrentes da Covid-19

    Com o avanço da vacinação, Rondonópolis tem registrado cada vez menos casos de Covid-19. A notícia foi dada pelo secretário de Saúde, Vinícius Amoroso...
    SOCORRIDA PELO SAMU

    Motociclista faz cruzamento proibido e acaba ferida em batida com carro

    Um acidente envolvendo uma motocicleta e um carro foi registrado neste sábado da Vila Operária. A batida foi no cruzamento da rua Claudemiro dos...
    A PARTIR DE 2022

    Áustria apresenta proposta para legalizar o suicídio assistido

    O governo austríaco apresentou neste sábado (23) sua proposta para legalizar o suicídio assistido a partir de 2022, em resposta a uma decisão judicial,...
    PROTOCOLO

    Governo autoriza retorno do público aos estádios com comprovante de vacinação ou teste negativo

    O Governo de Mato Grosso autorizou a presença de público pagante nos jogos do Campeonato Brasileiro realizados na Arena Pantanal. O retorno do público...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    Nova cidade do Mato-Grosso oferece oportunidade de empreendimentos e investimentos

    O Mato Grosso é o pilar do agronegócio no Brasil e tem este setor como responsável por 50% do Produto Interno Bruto (PIB) da...
    AMOR E SOLIDARIEDADE

    Projeto ‘Jardim de Deus’ atende crianças carentes e se mantém através de doações

    Um lugar para as crianças se alimentarem, conversarem e se sentirem acolhidas. Assim é conhecido pela vizinhança o salão em que funciona o ‘Projeto...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    No coração de Mato Grosso, Santiago do Norte é cenário de investimentos e desenvolvimento

    Em meio a uma das maiores crises sanitárias e econômicas de sua história, o Brasil procura alternativas para seguir crescendo economicamente. Na região central...
    FUTURO PROMISSOR

    Distrito planejado atrai empreendedores para interior do Mato Grosso

    O impacto do Mato Grosso na economia brasileira já não é novidade e cada vez mais o estado se torna parte fundamental no PIB...

    Editoriais