Mais
    AgoraMT Notícias Distribuição de absorventes já é autorizada em Rondonópolis; ALMT pode derrubar veto...
    POBREZA MENSTRUAL

    Distribuição de absorventes já é autorizada em Rondonópolis; ALMT pode derrubar veto no Estado

    Lei municipal é autorizativa; no âmbito estadual a medida é defendida desde 2016 pela deputada Janaína Riva e depende agora da apreciação do veto do governador Mauro Mendes

    Imagem: Absorvente Distribuição de absorventes já é autorizada em Rondonópolis; ALMT pode derrubar veto no Estado
    Projetos pretendem amparar mulheres que não tem recursos para comprar os absorventes higiênicos – Foto: Reprodução

    O veto do presidente Jair Bolsonaro à distribuição de absorventes higiênicos para estudantes e mulheres de baixa renda causou polêmica. O veto ainda pode ser derrubado pelo Congresso Nacional, medida que pode ser tomada também pela Assembleia em relação a um projeto semelhante instituindo a distribuição em Mato Grosso. No Estado, vários municípios, incluindo Rondonópolis, já tem leis nesse sentido.

    Em Rondonópolis a distribuição foi prevista em um projeto do vereador Beto do Amendoim (PTB). A proposta também foi vetada pelo prefeito José Carlos do Pátio, mas o veto foi derrubado pela Câmara Municipal. O projeto tem caráter autorizativo, ou seja, o prefeito tem permissão, mas não é obrigado a fazer a distribuição.

    Além de Rondonópolis, cidades de menor porte como Nortelândia e Indiavaí aprovaram leis instituindo a distribuição no âmbito municipal. Para a deputada Janaína Riva (MDB), isso demonstra que a decisão de combater a ‘pobreza menstrual’ é, sobretudo, uma questão de vontade política.

    “Na minha opinião falta empatia por parte dos gestores para entender o quanto é grave a pobreza menstrual, o dano que isso acarreta à saúde da mulher”, disse.

    Imagem: Janaina Riva Distribuição de absorventes já é autorizada em Rondonópolis; ALMT pode derrubar veto no Estado
    A deputada estadual Janaína Riva disse que falta empatia aos gestores e que é preciso ‘naturalizar’ a menstruação – Foto: Assessoria

    HISTÓRICO
    A deputada fala com conhecimento de causa. Há anos ela tenta implementar a distribuição de absorventes e esbarra na resistência dos gestores estaduais.

    O primeiro projeto, aprovado em 2016, foi vetado pelo então governador Pedro Taques. O projeto foi reapresentado por Silvio Fávero (já falecido) em 2019 e reapresentado no ano passado, desta vez numa parceria com Janaína Riva (PL nº 981/2020).

    Após longas discussões e duas emendas, o texto foi aprovado em junho de 2021, mas foi vetado integralmente pelo governador Mauro Mendes.

    O governador alega falta de previsão orçamentária para bancar os custos da distribuição, mesma explicação dada pelo presidente Jair Bolsonaro. Mas, segundo Janaína, o argumento não é convincente.

    “Municípios pequenos já sancionaram leis semelhantes. Então o que falta é vontade dos gestores de encontrarem uma forma para que as mulheres em situação de vulnerabilidade possam ser atendidas”, afirma.

    O veto do governador ainda aguarda análise da Assembleia Legislativa, que pode mantê-lo ou derrubá-lo garantindo a distribuição.

    DANOS
    Caso a Assembleia derrube o veto do governador Mauro Mendes, o estado será obrigado a assegurar o fornecimento de cotas mensais de absorventes higiênicos para meninas que estudam na rede pública. A distribuição será feita em postos de saúde e nas escolas.

    Imagem: estudante
    Políticas de combate à ‘pobreza menstrual’ pode ajudar a reduzir evasão escolar entre meninas – Foto: Reprodução

    Segundo a deputada, a medida pode reduzir a evasão escolar e vai dar mais dignidade às mulheres que não têm recursos para comprar os absorventes.

    “Muitas mulheres, por falta de condição, utilizam miolo de pão, papel, panos e outros materiais que podem trazer prejuízo à saúde. Esta situação causa também um problema grave para as meninas que não tem como comprar os absorventes e acabam deixando de ir às aulas no período menstrual”, ressalta.

    Janaína defende ainda um esclarecimento maior da população e, em especial, dos homens que ocupam cargos relevantes no Poder Público. Segundo ela é preciso naturalizar a questão da menstruação.

    “As pessoas precisam entender que menstruar faz parte da vida das mulheres. Acho, aliás, que a medida (distribuição de absorventes) é mais importante até que a distribuição de preservativos. O ato sexual é voluntário, diferente da menstruação que é uma situação involuntária e permanente”, explicou.

    Importantes

    LEI ORÇAMENTÁRIA

    Deputados federais terão até R$ 17,6 milhões para emendas, prazo começa amanhã

    A Comissão Mista de Orçamento (CMO) começará nesta segunda-feira (25) a receber emendas ao projeto de lei orçamentária para o ano que vem (PLN...
    AUMENTO

    Frio e seca deixam frutas e legumes mais caros nos supermercados

    A Apas (Associação Paulista de Supermercados) trouxe más notícias na sexta-feira (22) para os consumidores que têm o hábito de se alimentar de forma...
    CONTROLE DAS EMOÇÕES

    Confira seis dicas práticas e fáceis para combater a ansiedade

    A pandemia não alterou apenas as rotinas das pessoas no dia a dia – também interferiu de maneira decisiva, e negativa, nas suas emoções...
    CERVEJA

    Conheça a origem de uma das bebidas mais antigas do mundo

    A cerveja é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo, inclusive no Brasil, país em que 68,6% de sua população consome tal...
    NA CONVENIÊNCIA

    Funcionário leva choque elétrico e perde a consciência ao fazer limpeza de freezer

    O funcionário de uma conveniência no centro de Rondonópolis foi socorrido pelo Samu na noite deste sábado (23) após levar um choque elétrico e...
    MENOR TAXA

    Rondonópolis chega a dez dias sem óbitos decorrentes da Covid-19

    Com o avanço da vacinação, Rondonópolis tem registrado cada vez menos casos de Covid-19. A notícia foi dada pelo secretário de Saúde, Vinícius Amoroso...
    SOCORRIDA PELO SAMU

    Motociclista faz cruzamento proibido e acaba ferida em batida com carro

    Um acidente envolvendo uma motocicleta e um carro foi registrado neste sábado da Vila Operária. A batida foi no cruzamento da rua Claudemiro dos...
    A PARTIR DE 2022

    Áustria apresenta proposta para legalizar o suicídio assistido

    O governo austríaco apresentou neste sábado (23) sua proposta para legalizar o suicídio assistido a partir de 2022, em resposta a uma decisão judicial,...
    PROTOCOLO

    Governo autoriza retorno do público aos estádios com comprovante de vacinação ou teste negativo

    O Governo de Mato Grosso autorizou a presença de público pagante nos jogos do Campeonato Brasileiro realizados na Arena Pantanal. O retorno do público...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    Nova cidade do Mato-Grosso oferece oportunidade de empreendimentos e investimentos

    O Mato Grosso é o pilar do agronegócio no Brasil e tem este setor como responsável por 50% do Produto Interno Bruto (PIB) da...
    AMOR E SOLIDARIEDADE

    Projeto ‘Jardim de Deus’ atende crianças carentes e se mantém através de doações

    Um lugar para as crianças se alimentarem, conversarem e se sentirem acolhidas. Assim é conhecido pela vizinhança o salão em que funciona o ‘Projeto...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    No coração de Mato Grosso, Santiago do Norte é cenário de investimentos e desenvolvimento

    Em meio a uma das maiores crises sanitárias e econômicas de sua história, o Brasil procura alternativas para seguir crescendo economicamente. Na região central...
    FUTURO PROMISSOR

    Distrito planejado atrai empreendedores para interior do Mato Grosso

    O impacto do Mato Grosso na economia brasileira já não é novidade e cada vez mais o estado se torna parte fundamental no PIB...

    Editoriais