Mais
    Agora MT Brasil Mortes por atropelamento de crianças aumentam em 2021
    RANKING

    Mortes por atropelamento de crianças aumentam em 2021

    Até agosto deste ano, mais de seis mil crianças foram hospitalizadas em estado grave, um aumento de 9% em relação a 2020

    FONTE
    VIA

    Imagem: Acidentes envolvendo crianca Mortes por atropelamento de crianças aumentam em 2021
    Acidentes envolvendo criança – Reprodução

    O número de crianças e adolescentes internados e mortos por atropelamento cresceu em 2021. Entre janeiro e agosto deste ano, foram mais de seis mil pacientes de 0 a 19 anos hospitalizados em estado grave em todo o país, 521 casos a mais na comparação com o mesmo período do ano passado, um aumento de 9%.

    “Nesse momento de maior circulação das crianças nas ruas, precisamos reforçar o alerta aos pais, educadores e também provocar as autoridades para que invistam em políticas públicas voltadas à educação para o trânsito”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), Antônio Meira Júnior.

    Nos oito primeiros meses de 2021, mais de seis mil vítimas foram hospitalizadas em estado grave em todo o país. “O levantamento reacende o alerta de que a segurança das crianças e adolescentes depende da conscientização de todos”, alerta Meira.

    Os dados fazem parte dos índices de morbidade e mortalidade infantojuvenil do Sistema Único de Saúde (SUS) e foram levantados para um estudo da Abramet, com o suporte agência de informações 360°.

    O levantamento também permitiu observar que o grupo de 10 a 14 anos foi o mais impactado com o aumento das internações por atropelamento, com um crescimento de 17% em relação ao mesmo período do ano anterior. Foram 1.842 casos contra 1.575, em 2020. O aumento também foi observado na comparação com 2019, quando foram registradas 1.739 internações.

    Nos adolescentes de 15 a 19 anos, também observou-se incremento de 10%. Entre as crianças de 5 e 9 anos o aumento foi de 8%. Somente em relação aos menores de 5 anos houve queda nos atropelamentos. Dos pacientes internados no período, os meninos representam 76% das vítimas.

    No recorte regional, a Abramet identificou um aumento de internações por atropelamento de 45% no Centro-Oeste e 14% no Sudeste. O Sul permaneceu com os índices estáveis, enquanto o Norte e Nordeste apresentaram queda (14% e 7%, respectivamente).

    Goiás lidera o ranking de aumentos por estado. Enquanto em 2020 foram registradas 283 internações e, em 2019, 397, neste ano o total de janeiro a agosto foi de 550, uma variação de 94% em relação a 2020. Na comparação entre 2020 e 2021, Tocantins e Rio de Janeiro também trazem números em alta: aumento de 88% e 58%, respectivamente. O ranking é seguido por Rondônia (23%), Paraíba (22%) e Minas Gerais (18%).

    A visualização desses indicadores, bem como dos indicativos estaduais e regionais, são importantes para implementar políticas públicas e estratégias específicas nos locais que são foco de acidentes, afirma o diretor científico da Abramet, Flavio Adura. “As estratégias de educação devem abranger todos os públicos. Além dos próprios condutores, que devem respeitar sempre os pedestres — sobretudo nas proximidades de escolas — , pais, responsáveis, comunidade e as próprias crianças precisam incorporar essa cultura de segurança.”

    Apesar dos aumentos, muito em razão da volta da circulação das crianças nas ruas, os especialistas alertam que o problema é constante ao longo dos anos e deve ser combatido por meio de conscientização. No estudo da série histórica, foi demonstrado que, na última década, cerca de 120 mil crianças e adolescentes foram hospitalizados no SUS e mais de 8,6 mil morreram vítimas de atropelamentos.

    “É característico da criança não conhecer do risco, a constante exposição ao perigo, condição que coloca sua saúde e sua vida sob constante ameaça. Trazer as regras do trânsito para uma linguagem compreensível para esse público é um desafio que a sociedade tem que enfrentar se quiser evitar ou atenuar essa dolorosa realidade”, pontua o José Montal, especialista em mobilidade e saúde.

    Relacionadas

    Polícia Militar apreende artefatos explosivos encontrados por trabalhadores

    A Polícia Militar localizou e apreendeu nesta quinta-feira (19), em Cuiabá-MT, dois artefatos explosivos, que, posteriormente, serão detonados em local seguro. Conforme o Boletim de...

    Entregador tem várias fraturas pelo corpo após cair em buraco na BR-364

    Um entregador ficou ferido após cair em um buraco no momento em que seguia para fazer uma entrega em uma empresa que fica localizada...

    Encceja 2022 | Inep publica edital e inscrições começam dia 24 de maio

    Já está publicado no Diário Oficial da União (D.O.U) desta segunda-feira (16), o edital do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e...

    Hospital Regional fecha leitos e suspende cirurgias eletivas

    Na última sexta-feira (13), o Hospital Regional de Rondonópolis informou ao Município que fechou 24 leitos de enfermaria e suspendeu  a realização de cirurgias...

    Covid | Quatro a cada dez brasileiros aptos estão sem 3ª dose da vacina

    O mês de maio já pode ser considerado o de menor avanço da vacinação contra a Covid-19 no Brasil em 2022, refletindo a estagnação...

    Homem é assassinado e suspeito é espancado por amigos da vítima

    Um homem identificado como Igor Ferreira de Lira morreu após ser atingido por vários dissipados de arma de fogo, na Avenida Beira Rio, na...

    Governo japonês inicia inscrições para bolsas de pós-graduação destinadas a brasileiros

    O Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT) do governo japonês abriu as inscrições para os programas de bolsas de estudo de 2023...

    Assembleia de SP aprova cassação do ex-deputado Arthur do Val

    A Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) aprovou nesta terça-feira (17) a cassação do ex-deputado estadual Arthur do Val (União Brasil). Ele já havia...

    Brasil registra 62 mortes e mais de 20 mil novos casos de Covid nas últimas 24h

    O Brasil registrou 62 mortes por Covid e 20.521 casos da doença, neste sábado (21). Com isso, o país chega a 665.657 mortes e...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas