Mais
    AgoraMT Economia Número de crianças investidoras aumenta 65% em um ano na Bolsa
    ECONOMIZE

    Número de crianças investidoras aumenta 65% em um ano na Bolsa

    Participantes com até 15 anos de idade passaram de 13.070, em outubro do ano passado, para 21.630 em neste mês em 2021

    De olho no futuro das crianças, pais e responsáveis estão deixando de lado a tradicional poupança para fazer o “o pé de meia” de seus filhos e migrando para a bolsa de valores. Em um ano, o número de investidores com até 15 anos de idade cadastrados na B3 aumentou 65,5%.

    O número passou de 13.070 – 7.347 (homens) e 5.723 (mulheres) – em outubro de 2020, para 21.630 – 12.082 (homens) e 9.548 (mulheres) – em outubro deste ano.

    Na faixa etária dos 16 aos 25 anos, a participação vem se mostrando expressiva também. Em outubro deste ano, a bolsa soma 481.023 pessoas com este perfil. Em igual período de 2020 eram 415.237, ou seja, alta de 15,84%.

    O movimento vem agradando economistas ouvidos pelo R7 Economize nesse Dia das Crianças. Para eles, o aumento do cadastro de CPFs de menores de idade na bolsa de valores mostra que a educação financeira está finalmente começando a tomar forma no Brasil.

    Para Miguel José de Oliveira, diretor executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças), a falta de educação financeira da população sempre foi vista como um grande problema.

    E, segundo ele, afeta, inclusive, pessoas esclarecidas, jovens que ainda estão na faculdade, são imediatistas, querem as coisas na hora e acabam se endividando com cartão de crédito por nunca pensarem em economizar e juntar dinheiro, por exemplo.

    “O número de investidores menores de idade na bolsa mostra que os pais estão orientando os filhos a darem mais valor ao dinheiro. As próprias escolas estão mais preocupadas em trazer informações sobre o assunto e mostrar para as crianças o impacto do dinheiro em nossas vidas. Claro que anda precisamos avançar muito, o número de endividados no país ainda é elevado, mas é nos jovens que se começa”, MIGUEL DE OLIVEIRA.

    Trazer a educação financeira para a vida da criança, na opinião de Oliveira, é uma forma de mostrar para ela que não dá para ser imediatista e comprar tudo o que deseja e que é preciso fazer uma poupança, juntar o dinheiro e finalmente conquistar o que quer.

    “Escolas, bancos e a própria Febraban estão fazendo diversas campanhas de conscientização da população, mas é em casa que se tem a base”, diz Oliveira.

    André Braz, economista do Ibre (Instituto Brasileiro de Economia), da FGV (Fundação Getulio Vargas), também acredita que os números da bolsa de valores mostra que a conscientização financeira vem aumentando.

    Braz ressalta que abrir uma conta para menor de idade na bolsa de valores é burocrático e exige a autorização dos pais a cada investimento que será feito.

    “Se houver parceria e os pais sejam os responsáveis legais pelos investimentos e saiba orientar os filhos, é muito legal”, frisa.

    O economista acredita que o maior contato do jovem com o mercado financeiro, seja em casa ou nas escolas, que agora incluíram a disciplina em seu programa curricular, despertará o seu interesse para uma vida mais responsável e com mais cuidados com o dinheiro.

    “A medida que o jovem tem contato com o mercado financeiro ele se encanta. Descobre as possibilidades e recompensas de se ter uma vida responsável e que é preciso trabalhar e poupar para se ter conforto ao chegar na terceira idade. Você investe cedo para ganhar os retornos desse investimento mais rapidamente.” ANDRÉ BRAZ

    Bráz destaca que o mundo está mudando e exigindo cada vez mais o desenvolvimento do empreendedorismo entre os jovens.

    “Aquele emprego de registrar ponto, de entrar às 8h e sair às 18h, está acabando. Se você não é empreendedor, vai precisar fazer uma reserva para financiar a sua vida na terceira idade. O esforço financeiro de jovens é menor do que o de uma pessoa madura”, afirma.

    O jovem, de acordo com ele, pode investir pouco dinheiro que aquele tempo que o recurso ficará aplicado trabalhará para ele.

    “Ele tem o tempo ao seu lado enquanto uma pessoa madura terá de fazer um esforço financeiro maior para juntar mais dinheiro, renunciando ao consumo presente para financiar sua aposentadoria.”

    Ainda que a reforma da Previdência estabelece que o profissional saia com mais de 60 anos do mercado de trabalho, a longevidade do brasileiro vem crescendo cada vez mais.

    “Estamos vivendo cada vez mais e essa vida terá de ser financiada com o dinheiro que juntamos ao longo da vida. Quanto mais cedo começarmos a guardar, menos precisaramos sacrificar nosso consumo atual.”

    Juliana Inhasz, professora de economia do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa) acredita que esse movimento já vem acontecendo há tempos.

    “As pessoas tem tido maior exposição à informação. Isso é muito propício nessas novas gerações que se informam por meio de streaming, redes sociais (YouTube , TikTok, instagram etc) e influencers que falam sobre finanças.” JULIANA INHASZ

    A professora, lembra, porém, que muitas vezes “os influencers falam de um jeito como se fosse fácil ganhar dinheiro” e acabam fazendo com que essas gerações pouco experientes caiam nessa falácia, criando uma expectativa negativa. Por isso, é preciso ter muito cuidado com o conteúdo que se acompanha na internet.

     

    Importantes

    PERRENGUE

    Simaria faz show de óculos escuros após levar picada de abelha no olho

    Simaria, da dupla com Simone, passou um perrengue neste sábado (16). A cantora contou que levou duas picadas de abelha nos olhos. Com show...
    NÃO SABE O MOTIVO

    Virginia Fonseca é banida do TikTok e lamenta: ‘Maior do Brasil’

    Virginia Fonseca teve a conta do TikTok banida. A influenciadora disse não ter entendido o motivo do bloqueio e lamentou. "Eu nunca postei nada lá,...
    ATUALIZAÇÃO

    Em MT, taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 está em 28,3%

    A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (17.10), 543.072 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados...
    IMEA

    Agricultores pisam no freio e vendas antecipadas da safra de soja perdem ritmo

    As vendas antecipadas de soja perderam ritmo no último mês em Mato Grosso. É o que revela o novo levantamento da comercialização divulgado esta...
    SAÚDE

    Cronograma de vacinação inclui segundas doses de Astrazeneca, Pfizer e Coronavac

    A Secretaria Municipal de Saúde divulgou neste domingo (17/10) o cronograma de vacinação contra a COVID-19 dessa semana. Amanhã (18) está programada a segunda...
    ALTERNATIVAS

    Direito à saúde mental será tema de Roda de Conversa nesta segunda (18)

    Promotores de Justiça que atuam em Mato Grosso, na defesa da criança e do adolescente e da cidadania, participam nesta segunda-feira (18), às 9h,...
    TRAMITAÇÃO

    Mesa Diretora define calendário do PLOA de 2022

    A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), por intermédio da Mesa Diretora, definiu o calendário para a tramitação do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA...
    AGRICULTURA

    Falta de insumos para a safra já preocupa autoridades nacionais

    O risco da falta de insumos para o plantio da safra 2021/2022 é real e pode comprometer os resultados do agronegócio brasileiro no próximo...
    RELATORA NA CÂMARA

    Rosa Neide defende aprovação de projeto contra incêndios florestais; votação será na terça

    A Câmara dos Deputados deve votar na próxima terça feira (19) o Projeto de Lei 11276/18, que institui a Política Nacional de Manejo Integrado...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    Nova cidade do Mato-Grosso oferece oportunidade de empreendimentos e investimentos

    O Mato Grosso é o pilar do agronegócio no Brasil e tem este setor como responsável por 50% do Produto Interno Bruto (PIB) da...
    AMOR E SOLIDARIEDADE

    Projeto ‘Jardim de Deus’ atende crianças carentes e se mantém através de doações

    Um lugar para as crianças se alimentarem, conversarem e se sentirem acolhidas. Assim é conhecido pela vizinhança o salão em que funciona o ‘Projeto...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    No coração de Mato Grosso, Santiago do Norte é cenário de investimentos e desenvolvimento

    Em meio a uma das maiores crises sanitárias e econômicas de sua história, o Brasil procura alternativas para seguir crescendo economicamente. Na região central...
    FUTURO PROMISSOR

    Distrito planejado atrai empreendedores para interior do Mato Grosso

    O impacto do Mato Grosso na economia brasileira já não é novidade e cada vez mais o estado se torna parte fundamental no PIB...

    Editoriais