Mais
    AgoraMT Destaques Rondonópolis terá Escola Militar do Corpo de Bombeiros
    EDUCAÇÃO

    Rondonópolis terá Escola Militar do Corpo de Bombeiros

    A Escola Estadual André Maggi será transformada na E.E. Militar Dom Pedro II

    Imagem: Implantacao da escola Dom Pedro II Rondonópolis terá Escola Militar do Corpo de Bombeiros
    Implantação da escola Dom Pedro II – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

    Rondonópolis (MT) agora vai contar com uma escola militar sob a direção do Corpo de Bombeiros Militar. A Escola Estadual André Maggi será transformada na E.E. Militar Dom Pedro II, que é fruto de uma parceria da Diretoria Regional de Educação (DRE) com a Secretaria de Estado de Educação (SEDUC) de Mato Grosso (MT).

    As aulas devem começar no próximo ano letivo, em janeiro de 2022.

    As aulas continuam em período integral com o diferencial da disciplina militar adicionado à rotina diária da escola. Outro diferencial é que a escola será vocacionada para o esporte.

    Imagem: Valdelice cefrapro Rondonópolis terá Escola Militar do Corpo de Bombeiros
    Valdelice Holanda – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

    “A escola continuará em tempo integral, mas agora será um projeto diferenciado. Ela vai ser o mesmo projeto da arena pantanal de Cuiabá, uma escola de tempo integral vocacionada para o esporte. Somos a segunda escola em Mato Grosso com esse perfil, então a gente vai alinhar a política das Escolas Dom Pedro II no Brasil às escolas de tempo integral. Também vamos começar a partir do sétimo ano, atualmente a escola André Maggi é um a escola somente com ensino médio e nós vamos ampliar esse atendimento” esclarece a diretora da DRE, Valdelice de Oliveira Holanda.

    O Colégio Militar Dom Pedro II é primeira escola militar sob a direção do Corpo de Bombeiros Militar em Rondonópolis. A 1ª instituição foi inaugurada em agosto de 2018, em Alta Floresta. A Escola já existe também em Cuiabá. Rondonópolis é a 3ª cidade a aderir a integração.

    O Comandante Regional Bombeiro Militar, Coronel Vanderlei Bonoto, explica que a ideia é melhorar as condições da educação.

    Imagem: Ten Cel Bonoto Rondonópolis terá Escola Militar do Corpo de Bombeiros
    Coronel Bonoto – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

    “A legislação estadual é muito clara. O diretor da escola militar é indicação do Corpo de Bombeiros e cabe ao diretor designar os seus coordenadores pedagógicos entre os professores concursados. Nosso objetivo não é chegar na escola e dizer que tudo está errado. Na verdade vamos aproveitar tudo que funciona muito bem, melhorar essas condições para que a gente consiga desenvolver nosso trabalho dentro da nossa lei de regulamentos que são muito bem definidas” explica o coronel Bonoto.

    A diretora da DRE, Valdelice de Oliveira, ainda esclarece que não haverá seletivo.

    “Nós abraçaremos toda a comunidade no limite de vagas que serão disponibilizadas. Abraçaremos a comunidade em torno. Então as matriculas vão ser feitas igual é atualmente em todas as outras escolas. Estaremos fazendo a divulgação provavelmente na primeira semana de janeiro. As matriculas serão feitas pelo sistema da Seduc. O processo de atribuição já está ocorrendo com os professores efetivos. Para os contratados quando houver a necessidade, haverá um seletivo. O Estado vai fazer um seletivo. Os professores que estão atualmente atribuídos na escola André Maggi serão migrados para a escola Dom Pedro II. Não haverá nenhum prejuízo. Nós só vamos respeitar a vontade dele. Caso ele não queira permanecer, o funcionário ou o professor, ele tem essa liberdade, mas está garantida a permanência de todos os professores e funcionários da unidade escolar” relata Valdelice.

    OUTRA NOVIDADE 

    A diretora da DRE, Valdelice Holanda, divulgou que Rondonópolis também terá um Plano Nacional das Escolas Cívico-Militares (PECIM).

    “Também teremos uma escola PECIM que é uma escola cívico militar. Então nós teremos uma PECIM que será a Escola Estadual Professora Stela Maris. Nós tivemos uma reunião com a comunidade e essa não será uma escola militar, será uma escola cívico militar. É um programa, onde inicialmente são por 12 meses e a tendência é até 3 anos e se a comunidade gostar do projeto, se der certo esse programa pode ser reeditado por mais 3 anos, ou mais. Os nosso parceiros serão os militares do exército. E é um programa diferente dos militares. O diretor continua sendo o mesmo. Nós só teremos monitores de oficiais do exército para poder fazer todo o trabalho. É muito parecido na questão da disciplina. Diferentemente também das militares, as PECIMs têm uma proposta muito forte pedagógica” finaliza Valdelice.

     

     

     

    Importantes

    COMBATE AO CRIME

    Jovem com diversas passagens criminais é presa por tráfico de drogas

    Uma jovem de 18 anos foi presa pela Polícia Militar (PM) e deve responder pelo crime de tráfico de drogas, na noite deste domingo...
    SEU DINHEIRO

    Caixa paga Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 9

    A Caixa paga nesta segunda-feira (29) o Auxílio Brasil para beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 9. O valor médio do benefício...
    RANKING

    Brasil é líder na produtividade agropecuária global

    Desde os anos 2000, o Brasil tem liderado a produtividade agropecuária mundial entre 187 países. É o que mostra um estudo do Economic Research Service, órgão...

    Líderes brasileiros são os que mais valorizam a curiosidade em profissionais, aponta estudo

    A curiosidade é cada vez mais reconhecida pelos líderes de negócios como uma característica de grande valor, não só no Brasil, mas no mundo...
    ACIDENTE FATAL

    Acidente entre três veículos deixa motociclista ferido e uma pessoa morta

    Um acidente envolvendo três veículos deixou uma pessoa morta e outra ferida neste domingo (28), em Tangará da Serra-MT. De acordo com as primeiras informações,...
    COMUNITÁRIOS

    Itiquira é eleito para presidir Unisal e defende unidade

    A União das Associações de Moradores da Região Salmen (Unisal) elegeu neste domingo sua nova diretoria. Duas chapas estavam na disputa e venceu a...
    PESQUISA

    Cientistas tentam desvendar mistério dos resistentes à Covid-19

    Você esteve em contato direto com pessoas que tiveram Covid-19 e nunca foi infectado? Você fez o teste de PCR ou imunológico e deu...
    EM RONDONÓPOLIS

    PM tira droga de circulação e prende quatro indivíduos no bairro Mathias Neves

    Quatro indivíduos foram presos e 12 tabletes de substância de maconha apreendido neste domingo (28), no bairro Mathias Neves, em Rondonópolis-MT. A Polícia Militar (PM)...
    EM DEZEMBRO

    Conselho deve decidir sobre aumento de juros do crédito consignado

    O CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social) deverá decidir em dezembro sobre a elevação das taxas de juros do crédito consignado do INSS (Insituto Nacional do...
    TÃO ESPERADA

    Black Friday da Reserva Feita viagens está de volta

    A Reserva Feita Viagens já é famosa por oferecer sempre ótimas promoções de viagens o ano todo com o diferencial de proporcionar aos clientes...
    SINTA A NOSTALGIA

    Loja Kimera Geek aposta em experiência especial e monta ambiente totalmente inspirado em filmes e séries

    Já pensou em entrar em uma loja e se sentir dentro da sua série, jogo, anime ou filme preferido. Esta é a experiência que...
    MUDANÇA DE VIDA

    Contadora de Rondonópolis deixa escritório e ensina a ganhar dinheiro com marketing digital

    Muitas pessoas depois que se formam veem na profissão um caminho para a vida toda, mas foi em uma mudança de profissão que a...
    EFICIÊNCIA E SEGURANÇA

    Ferrovia estadual trará benefícios ao produtor e impacto positivo na economia do Mato Grosso

    Mesmo com os desafios impostos pela pandemia, o agronegócio em Mato Grosso manteve-se alta no último ano. Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab),...

    Editoriais