Mais
    AgoraMT Economia Safra de grãos 2021/2022 tem novo recorde previsto pela Conab
    PRODUÇÃO

    Safra de grãos 2021/2022 tem novo recorde previsto pela Conab

    O plantio da oleaginosa já teve início nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Paraná

    A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) publicou o 1º Levantamento da Safra Grãos 2021/2022. A previsão é de uma safra de grãos recorde para o período, com o acréscimo de 35,87 milhões de toneladas em relação ao volume obtido no ciclo anterior. A estimativa é de um aumento de 14,2%, que, se confirmado, elevará a produção total a 288,61 milhões de toneladas, registrando um novo recorde para a agricultura nacional.

    Essa produção faz referência a uma estimativa de cultivo em uma área de 71,5 milhões de hectares. O espaço é 3,6% maior do que o registrado em 2020/2021. Esse crescimento é impulsionado principalmente pelas culturas de soja e milho 2ª safra.

    No início de outubro, as áreas estão sendo preparadas e os plantios das culturas de primeira safra estão em fase inicial. No Brasil, é possível cultivar três safras agrícolas, sendo que as culturas de segunda e terceira safras são cultivadas na mesma área em sucessão à colheita das culturas de primeira safra, sobretudo da soja.

    Para este novo ano agrícola, o cultivo das culturas em sucessão à colheita das culturas de primeira safra soma cerca de 21,5 milhões de hectares. Com isso, para todas as culturas cultivadas para a produção de fibras e grãos, são utilizados cerca de 50 milhões de hectares.

    Produção
    O destaque entre as culturas é para o cultivo de soja, que apresenta tendência de aumento tanto de área cultivada como de produção. De acordo os dados da Companhia, a área a ser semeada deve crescer 2,5%, passando de 38,9 milhões de hectares para 39,91 milhões de hectares. Já a expectativa de produção deve alcançar 140,75 milhões de toneladas, o que mantém o país como o maior produtor mundial do grão.

    O plantio da oleaginosa já teve início nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Paraná. As atividades seguem em ritmo mais acelerado em comparação ao mesmo período do ano passado.

    Já, para o milho, está prevista recuperação na produção com previsão de aumento de 1,6% na área plantada, podendo chegar a 4,41 milhões de hectares, na primeira safra. A produtividade, neste primeiro momento, é estimada em 6.416 quilos por hectare, resultando em uma produção de 28,3 milhões de toneladas. No somatório para as três safras do produto, a Conab espera uma produção de 116,3 milhões de toneladas.

    A produção de arroz deve se manter relativamente estável em torno de 11,6 milhões de toneladas. Já o feijão, tende a apresentar um ligeiro crescimento de 0,8% na área a ser semeada na primeira safra. Como o produto é cultivado ao longo do ano, o volume é ajustado dentro do próprio ano safra. A estimativa é que a produção total de feijão chegue a 2,97 milhões de toneladas nas três safras. A produção da dupla arroz e feijão, de acordo com as estimativas iniciais, garantiria o abastecimento do mercado interno.

    No caso do algodão é esperado um aumento de 10,2% na área plantada da cultura, totalizando 1,51 milhão de hectares cultivados. A produção de pluma tende a ser de 2,67 milhões toneladas, volume próximo ao registrado na safra 2018/19. Entre as culturas de inverno, destaque para o trigo, que está em fase de colheita da safra 2021. O volume esperado para produção neste ano é de 8,19 milhões de toneladas.

    Mercado
    A partir deste levantamento, a Conab irá informar dois quadros de suprimentos para algodão, arroz, feijão e milho. Essa dupla informação será apresentada até o final da comercialização da safra 2020/2021. No caso do milho, por exemplo, os dois quadros serão apresentados até fevereiro do próximo ano, quando se encerra a 3ª safra do cereal.

    Em relação ao mercado externo, o algodão em pluma e a soja seguem com cenário positivo. Neste levantamento, a Conab manteve o volume previsto de 2,1 milhões de toneladas para a exportação da fibra de algodão na safra 2020/2021 e houve uma amena redução para os embarques previstos de soja para o período, que ficou estimado em 84,3 milhões de toneladas.

    Mais especificamente sobre o milho, a partir dos efeitos do clima na produção e da reversão do destino de contratos de exportação para o mercado doméstico, a expectativa é de queda nas exportações em relação ao ano safra anterior, sendo mantida a estimativa de 22,0 milhões de toneladas exportadas do grão. Da mesma forma, a projeção de importação manteve-se inalterada em 2,3 milhões de toneladas.

    Quanto ao trigo, a Companhia espera aumento de produção aliado ao incremento do consumo interno em 3,8% para esta nova safra. O cenário é favorável, de modo que os estoques de passagem estarão em níveis mais confortáveis, sendo que a previsão é que fechem o ano em 1,09 milhões de toneladas, apresentando uma clara tendência de recomposição após duas safras de volumes reduzidos.

    Em relação aos preços pagos aos produtores nas principais praças, observou-se, no mês de setembro em comparação com o mês de agosto, uma redução de 2,0% para o arroz no RS, queda de 6,1% nas cotações do feijão cores SP e estabilidade no feijão preto PR. Preços estáveis também para o trigo no PR e soja no MT e no PR. Em MT, foi registrado queda de 7,8% nos valores de milho e um ligeiro aumento de 1,4% nos preços do algodão.

    Monitoramento da soja
    Durante o webinário sobre 1º Levantamento da safra de Grãos, a Conab também apresentou os resultados do trabalho de mapeamento da soja nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Rondônia. Realizada em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a iniciativa visa aprimorar a metodologia da estimativa da Conab.

    A expectativa é que a Companhia realize o mapeamento da oleaginosa da safra 2021/2022 nas regiões produtoras do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (Matopiba).

    Importantes

    LEI ORÇAMENTÁRIA

    Deputados federais terão até R$ 17,6 milhões para emendas, prazo começa amanhã

    A Comissão Mista de Orçamento (CMO) começará nesta segunda-feira (25) a receber emendas ao projeto de lei orçamentária para o ano que vem (PLN...
    AUMENTO

    Frio e seca deixam frutas e legumes mais caros nos supermercados

    A Apas (Associação Paulista de Supermercados) trouxe más notícias na sexta-feira (22) para os consumidores que têm o hábito de se alimentar de forma...
    CONTROLE DAS EMOÇÕES

    Confira seis dicas práticas e fáceis para combater a ansiedade

    A pandemia não alterou apenas as rotinas das pessoas no dia a dia – também interferiu de maneira decisiva, e negativa, nas suas emoções...
    CERVEJA

    Conheça a origem de uma das bebidas mais antigas do mundo

    A cerveja é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo, inclusive no Brasil, país em que 68,6% de sua população consome tal...
    NA CONVENIÊNCIA

    Funcionário leva choque elétrico e perde a consciência ao fazer limpeza de freezer

    O funcionário de uma conveniência no centro de Rondonópolis foi socorrido pelo Samu na noite deste sábado (23) após levar um choque elétrico e...
    MENOR TAXA

    Rondonópolis chega a dez dias sem óbitos decorrentes da Covid-19

    Com o avanço da vacinação, Rondonópolis tem registrado cada vez menos casos de Covid-19. A notícia foi dada pelo secretário de Saúde, Vinícius Amoroso...
    SOCORRIDA PELO SAMU

    Motociclista faz cruzamento proibido e acaba ferida em batida com carro

    Um acidente envolvendo uma motocicleta e um carro foi registrado neste sábado da Vila Operária. A batida foi no cruzamento da rua Claudemiro dos...
    A PARTIR DE 2022

    Áustria apresenta proposta para legalizar o suicídio assistido

    O governo austríaco apresentou neste sábado (23) sua proposta para legalizar o suicídio assistido a partir de 2022, em resposta a uma decisão judicial,...
    PROTOCOLO

    Governo autoriza retorno do público aos estádios com comprovante de vacinação ou teste negativo

    O Governo de Mato Grosso autorizou a presença de público pagante nos jogos do Campeonato Brasileiro realizados na Arena Pantanal. O retorno do público...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    Nova cidade do Mato-Grosso oferece oportunidade de empreendimentos e investimentos

    O Mato Grosso é o pilar do agronegócio no Brasil e tem este setor como responsável por 50% do Produto Interno Bruto (PIB) da...
    AMOR E SOLIDARIEDADE

    Projeto ‘Jardim de Deus’ atende crianças carentes e se mantém através de doações

    Um lugar para as crianças se alimentarem, conversarem e se sentirem acolhidas. Assim é conhecido pela vizinhança o salão em que funciona o ‘Projeto...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    No coração de Mato Grosso, Santiago do Norte é cenário de investimentos e desenvolvimento

    Em meio a uma das maiores crises sanitárias e econômicas de sua história, o Brasil procura alternativas para seguir crescendo economicamente. Na região central...
    FUTURO PROMISSOR

    Distrito planejado atrai empreendedores para interior do Mato Grosso

    O impacto do Mato Grosso na economia brasileira já não é novidade e cada vez mais o estado se torna parte fundamental no PIB...

    Editoriais