Mais
    AgoraMT Economia Setor de serviços cresce pelo 5º mês e tem o maior nível...

    Setor de serviços cresce pelo 5º mês e tem o maior nível desde 2015

    Segmento mais importante da economia nacional está 4,6% acima do nível pré-pandemia, mas segue 7% abaixo do recorde histórico

    O volume de serviços cresceu 0,5% na passagem de julho para agosto. Trata-se da quinta alta consecutiva do setor, que representa cerca de 70% de toda a produção da economia brasileira, de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (14) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

    Com a sequência de avanços, o segmento atingiu o maior patamar desde novembro de 2015 e agora figura 4,6% acima do nível pré-pandemia. Ainda assim, o setor segue 7,1% abaixo do recorde histórico, alcançado em novembro de 2014.

    Nos últimos 12 meses finalizados em agosto, o crescimento do setor apurado é de 5,1%, o que mantém a trajetória de alta iniciada em fevereiro e corresponde à taxa mais intensa da série histórica da PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), que teve início em dezembro de 2012.

    Rodrigo Lobo, gerente responsável pela pesquisa, aponta que a trajetória de recuperação do setor é motivada pelo avanço da campanha de vacinação e pelo aumento da mobilidade das pessoas.

    “Desde junho do ano passado, o setor acumula 14 taxas positivas e somente uma negativa, registrada em março, quando algumas atividades consideradas não essenciais foram fechadas por determinação de governos locais em meio ao avanço da segunda onda do coronavírus”, explica ele.

    Atividades
    O quinto avanço consecutivo do setor de serviços foi impulsionado por quatro das cinco atividades pesquisadas, com destaque para informação e comunicação (1,2%) e transportes (1,1%), após resultados negativos em julho.

    Já os serviços prestados às famílias avançaram 4,1% em agosto, quinta taxa positiva desde abril, acumulando crescimento de 50,5% no período. O avanço é novamente guiado pelo segmento de alojamento e alimentação, como os hotéis e restaurantes.

    Apesar da série positiva, os serviços prestados às famílias ainda operam em patamar 17,4% abaixo do verificado em fevereiro de 2020, último mês sem medidas restritivas para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

    Com o menor impacto no índice, outros serviços cresceram 1,5% e eliminaram o recuo apurado em julho. Para Lobo, a atividade foi impulsionada pelos serviços financeiros auxiliares e, em menor medida, pelos serviços de pós-colheita correlacionados à agropecuária. “Uma vez que é feita a colheita, há um conjunto de serviços que são utilizados nesse processo agrícola”, explica ele.

    Por outro lado, os serviços profissionais, administrativos e complementares recuaram 0,4% em agosto, depois de três taxas positivas seguidas. Com o resultado negativo, o setor voltou a figurar 0,2% abaixo do patamar pré-pandemia, se juntando aos serviços prestados às famílias.

    Importantes

    EM BRASÍLIA

    Trabalhadores fazem manifesto contra PEC-32; Lira reclama de privilégios

    Servidores púbicos de vários estados do País realizaram hoje (19) uma manifestação no aeroporto de Brasília contra a Proposta de Emenda Constitucional 32 (PEC...
    DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA

    Brasil tem a menor média móvel de mortes por covid-19

    Em 19 de abril de 2021 o Brasil registrou a maior média móvel de mortes em decorrência da Covid-19: cerca de 3 mil óbitos...
    SENTE FOME A TODO TEMPO?

    O que é fome emocional e saiba como controlá-la

    Já sentiu a necessidade de descontar na comida algum tipo de sentimento? Você não está sozinho. A fome emocional é uma situação bem comum,...
    DEFINIÇÃO

    Prefeito faz reunião ampliada para definir ações para os próximos mutirões sociais

    O prefeito José Carlos do Pátio, reuniu o secretariado e vereadores da base aliada na tarde desta segunda-feira (18), no Paço Municipal, para debater...
    QUEM NÃO QUER?

    Rafa Kalimann anuncia mudança para Nova York para se reconectar

    Rafa Kalimann agora quer mudar de endereço. A influenciadora contou que logo depois do Natal irá para Nova York "para se reconectar" consigo mesma....
    ENSINO MÉDIO

    Seduc abre inscrições para II Mostra Científica Virtual

    A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) abre inscrições para a II Mostra Científica Virtual de STEAM. O evento é voltado para os professores...
    SAÚDE

    Brasil registra menor média móvel de mortes desde o início da pandemia

    Em 19 de abril de 2021 o Brasil registrou a maior média móvel de morte em decorrência da covid-19: cerca de 3 mil óbitos...
    COMBATE AO CRIME

    PF e Receita fazem operação para combater contrabando de cigarros

    A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal deflagraram, hoje (19), uma operação para desarticular organização criminosa dedicada ao contrabando e produção clandestina de...
    HOSPITAL GERAL

    Princípio de incêndio destrói enfermaria e pacientes são retirados às pressas

    Um princípio de incêndio foi registrado na noite desta segunda-feira (19) no Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Segundo...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    Nova cidade do Mato-Grosso oferece oportunidade de empreendimentos e investimentos

    O Mato Grosso é o pilar do agronegócio no Brasil e tem este setor como responsável por 50% do Produto Interno Bruto (PIB) da...
    AMOR E SOLIDARIEDADE

    Projeto ‘Jardim de Deus’ atende crianças carentes e se mantém através de doações

    Um lugar para as crianças se alimentarem, conversarem e se sentirem acolhidas. Assim é conhecido pela vizinhança o salão em que funciona o ‘Projeto...
    CONHEÇA SANTIAGO DO NORTE

    No coração de Mato Grosso, Santiago do Norte é cenário de investimentos e desenvolvimento

    Em meio a uma das maiores crises sanitárias e econômicas de sua história, o Brasil procura alternativas para seguir crescendo economicamente. Na região central...
    FUTURO PROMISSOR

    Distrito planejado atrai empreendedores para interior do Mato Grosso

    O impacto do Mato Grosso na economia brasileira já não é novidade e cada vez mais o estado se torna parte fundamental no PIB...

    Editoriais