Mais
    Agora MT Editoriais Agora Agro Fundação MT orienta sobre manejo do capim-pé-de-galinha
    ATENÇÃO PRODUTOR

    Fundação MT orienta sobre manejo do capim-pé-de-galinha

    Planta daninha presente em todas as regiões do Brasil pode causar muita dor de cabeça aos produtores e perdas de até 80% da produção

    FONTE
    VIA

    Imagem: Capim pe de galinha Fundação MT orienta sobre manejo do capim-pé-de-galinha
    Capim-pé-de-galinha – Foto: Divulgação

    Para ter uma boa produção é necessário atenção e zelo ao longo de toda a safra. Se descuidar de alguma etapa do processo pode acarretar muitos problemas. Uma delas é o manejo, falando mais especificamente das infestações por plantas daninhas, como o capim-pé-de-galinha (Eleusine indica), muito complexa por apresentar biótipos com resistência múltipla à herbicidas. Com o objetivo de auxiliar os produtores rurais nessa situação, o pesquisador da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, doutor em Fitotecnia, Lucas Heringer Barcellos Júnior, orienta sobre os principais pontos que merecem cuidado.

    Apesar de existirem muitas espécies daninhas, o capim-pé-de-galinha é uma das mais problemáticas. Com incidência em todo o país, essa planta tem gerado muita dor de cabeça aos produtores, principalmente os mato-grossenses. Na soja, por exemplo, as primeiras aparições delas surgem em setembro, ainda antes do plantio e seguem por toda a safra. “De agora para frente, quem não controlou a planta, vai perder produtividade. Será muito difícil o manejo do pé-de-galinha resistente em pós-emergência da soja. Temos relatos na literatura de que as perdas nesses casos podem chegar a 80%, e se nada for feito, inviabilizará a colheita”, aponta o pesquisador.

    Danos diretos e indiretos

    O capim-pé-de-galinha causa danos diretos e indiretos ao produtor. De forma direta, por meio da competição gerada entre as plantas daninhas e as culturas por água, luz e nutrientes, causando consequentemente a diminuição na nutrição do cultivo principal. Os danos indiretos podem ocorrer por essas plantas se tornarem hospedeiras principalmente de pragas e doenças, que às vezes ficam ali alojadas nelas e acabam migrando posteriormente para a lavoura.

    E então, o que fazer?

    Tendo em vista a relevância de manejar a planta daninha, o pesquisador da Fundação MT relata os principais pontos de cuidado que devem ser levados em consideração. O primeiro acontece lá no início da infestação, antes do plantio da soja, recomenda-se fazer uma boa dessecação com produtos específicos para isso.

    O segundo ponto é manejar as daninhas com herbicidas nas épocas específicas indicadas pelos profissionais do setor. “Esse é um ponto muito importante, às vezes o produto funciona bem, mas ele é aplicado na época errada. Tem que entender os estágios corretos das plantas daninhas, é importante a aplicação do herbicida quando estão mais novas, assim o pré-emergente não permite que novas sementes emerjam”, explica Lucas Barcellos.

    Fundação MT em campo Circuito do Conhecimento

    Para falar sobre esse assunto e apresentar experimentos com o capim-pé-de-galinha, a instituição realizará no próximo dia 3 de dezembro, a partir das 7:30h, no Centro de Aprendizagem e Difusão (CAD) de Primavera do Leste, o Fundação MT em campo Circuito do Conhecimento. Na ocasião serão demonstrados aos convidados dois experimentos com manejo no sistema de produção soja-milho e manejo no sistema de produção soja-algodão com a planta daninha.

    “Vamos demonstrar resultados de dois anos de pesquisa com diferentes propostas de manejos de diversas empresas, com um debate no final da visita a campo. Outro ponto importante é um experimento que acompanhamos desde a safra 20-21, são dois anos de estratégias de manejo. Temos muitas informações importantes a repassar”, conclui o pesquisador da Fundação MT.

    Resistência é percalço

    O manejo básico do capim-pé-de-galinha ao longo dos anos vem sendo o mesmo: desseque e plante e utilize herbicidas pós-emergentes. O que deve ser mudado, segundo o doutor Lucas Barcellos, são as estratégias de manejo, posicionamento de herbicidas e momento correto de aplicação. “É necessário que em áreas com pé-de-galinha resistente, o produtor faça dessecação antecipada à semeadura da soja e introduza herbicidas pré-emergentes no sistema, possibilitando a rotação de mecanismo de ação. Isso muda o cenário”, aponta.

    Relacionadas

    Beneficiários com NIS final 3 recebem hoje Auxílio Brasil

    A Caixa Econômica Federal paga hoje (11) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 3....

    Espanha adota plano de poupança de energia

    A partir desta quarta-feira (10), a Espanha adota "medidas urgentes" de poupança de energia, que incluem vitrines sem iluminação à noite e ar condicionado...

    Governo vai cadastrar e premiar motorista sem multa com desconto em taxas a partir de setembro

    A ferramenta para adesão ao cadastro positivo de condutores será lançada em setembro. A informação é do secretário nacional de Trânsito, Frederico Carneiro, em...

    PM encontra maconha escondida em forro de teto de carro abandonado no Jardim Reis

    A Polícia Militar (PM) apreendeu 12 porções de substância análoga a maconha escondidas dentro de um carro Ford Fiesta abandonado nesta segunda-feira (8), no...

    Rússia diz que Ucrânia disparou contra usina nuclear de Zaporizhzhia

    O Ministério da Defesa da Rússia disse nesta segunda-feira (8) que a Ucrânia disparou contra a usina nuclear de Zaporizhzhia em 7 de agosto,...

    Wellington pede e Bolsonaro revoga decreto que prejudicava corretores de imóveis

    O senador Wellington Fagundes (PL) interveio junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) e ao ministro General Braga Netto, candidato à vice-presidente da...

    Estado nomeia 38 aprovados no concurso da Politec

    O Governo de Mato Grosso publicou, em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira (12), a nomeação de 38 aprovados do concurso público da...

    Criminosos morrem em troca de tiros com a PM após assalto

    Um assalto registrado em Diamantino-MT terminou com dois criminosos mortos pela Polícia Militar. Os suspeitos invadiram uma residência na cidade e levaram, entre outros...

    Peão sai para procurar gado e encontra cadáver comido por urubus dentro de fazenda

    Um peão de uma fazenda localizada em Vila Rica acionou a polícia após encontrar, por acaso, um corpo enterrado no pasto da propriedade, às...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas