Mais
    Agora MT Brasil Anvisa aprova uso da CoronaVac para crianças de 6 a 17 anos
    IMUNIZAÇÃO

    Anvisa aprova uso da CoronaVac para crianças de 6 a 17 anos

    Vacina será usada na mesma dosagem aplicada em adultos. Agência vetou uso do imunizante na faixa etária de 3 a 5 anos

    FONTE
    VIA

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  aprovou o uso da CoronaVac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. O pedido do Instituto Butantan pleiteava o uso a partir dos 3 anos, mas a reguladora limitou a extensão tendo como base os resultados preliminares dos estudos clínicos apresentados para nortear a autorização.

    A decisão foi unânime, tomada pela diretoria colegiada da reguladora, visto que a vacina não possui registro definitivo, cabendo aos diretores deliberar sobre o tema. A indicação da Anvisa prevê que a dose para crianças seja a mesma destinada a adultos: 600 SU do antígeno do vírus inativado em 0,5 ml. O intervalo entre as aplicações deverá ser entre duas e quatro semanas.

    A autorização vem pouco mais de um mês após o segundo pedido, feito em 15 de dezembro de 2021 pelo Instituto Butantan, responsável pela CoronaVac. O primeiro processo foi apresentado em julho de 2021 e, em agosto, a agência decidiu não aprovar a extensão do uso da vacina, considerando que, à época, não havia dados suficientes para sustentar o aval da reguladora.

    A relatora do processo, diretora Meiruze Freitas, destacou as condições críticas referentes ao cenário pandêmico mundial, com o surgimento das variantes e as potencialidades. “Aprovar o uso de mais uma vacina pediátrica é ampliar o direito do acesso ao imunobiológico que tem como finalidade proteger a saúde, em especial em um momento em que há aumento de transmissão pela variante Ômicron.”

    No voto, a relatora disse estar guiada pela ciência e pelos dados. “Concluo que os benefícios conhecidos da CoronaVac superam seus riscos para ampliar a aplicação da vacina em crianças com 6 anos ou mais e em adolescente de até 17 anos, desde que tais grupos não sejam imunossuprimidos”, votou.

    Somente com a apresentação de dados de estudos de fase 3 é que a Anvisa pretende ampliar a faixa etária contemplada com a CoronaVac, ponderou Meiruze. “A chave para proteger as crianças que não são elegíveis à vacinação é garantir que todos ao seu redor sejam vacinados e reforçados”, alertou a diretora.

    Para nortear os votos, os diretores também contaram com análise das áreas técnicas da Anvisa, além do parecer dos especialistas que acompanharam as reuniões da agência com o Instituto Butantan, responsável pela vacina no Brasil. De acordo com a Gerência-Geral de Medicamentos e Produtos Biológicos (GGMED) e a Gerência de Farmacovigilância (GFARM), a aplicação da vacina em crianças é benéfica e segura. Mas partiu das gerências a recomendação de disponibilizar a aplicação apenas a partir dos 6 anos.

    A orientação tem como base os dados fornecidos por estudo chileno, novidade principal que permitiu a análise favorável, mas que só apresentou resultados preliminares no público de 6 a 17 anos. Pesquisas feitas pelo governo do Chile foram apresentadas pelo Butantan no último encontro. O levantamento comparou resultados entre população pediátrica vacinada com CoronaVac e com a Pfizer e a não vacinada.

    Durante o encontro, as partes interessadas também firmaram compromissos que valerão a partir da aprovação da vacina para o público infantojuvenil, como garantir doses de qualidade, acompanhar o processo vacinal e atualizar a Anvisa em caso de qualquer nova constatação. “É condição necessária que essa vacina seja objeto de estudo [transversal de imunogenicidade, efetividade e reatogenicidade] e que o Instituto Butantan fomente e acompanhe esse tipo de monitoramento, a fim de gerar dados que possam apoiar a verificação da eficácia, efetividade da vacina diante da circulação da variante Ômicron”, destacou Meiruze, durante o voto.

    Para que a extensão do uso da CoronaVac passe a valer, é preciso que o Ministério da Saúde inclua o público no PNO (Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19). Em entrevista, o ministro Marcelo Queiroga já sinalizou a intenção de adquirir mais doses para esse fim, mas com a necessidade de uma avaliação por parte da equipe técnica da pasta.

    “Uma vez havendo a aprovação da Anvisa, como de costume, o ministério vai analisar o inteiro teor dessa aprovação para que essa ou qualquer outra vacina que seja aprovada para qualquer faixa etária seja disponibilizada para a população brasileira. É o procedimento padrão”, disse, na segunda-feira (17).

     

    Relacionadas

    Organização criminosa que usava postos de combustíveis para o tráfico é alvo de operação

    A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta segunda-feira (16), nos municípios de Cuiabá-MT, Várzea Grande (MT), Mirassol D `Oeste (MT), Poconé (MT) e Pontes e...

    Chá de nespereira: conheça os benefícios para sua saúde

    Você já ouviu falar na nespereira? Uma simples infusão de uma colher (sopa) da folha picada e um litro de água fervida fazem um...

    Homem é preso após invadir e furtar clínica veterinária

    Um homem de 23 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) suspeito de invadir e furtar uma clínica veterinária na madrugada desta quinta-feira (12),...

    PM instaura inquérito para apurar conduta do policial que dirigia viatura envolvida em acidente

    Mônica Louisa de Paula, 22 anos, morreu no último domingo após se envolver em um acidente de trânsito, em Primavera do Leste-MT. A jovem...

    Vítimas do desabamento de edifício em Miami receberão R$ 5 bilhões

    Sobreviventes e familiares das vítimas do desabamento de um edifício em Surfside, na Flórida, Estados Unidos, que deixou 98 mortos no ano passado, vão...

    Homem invade casa, rende vítima e foge com joias no Centro

    Uma casa foi invadida e roubada nesta quinta-feira (12), no Centro de Rondonópolis (MT). O suspeito fugiu levando correntes de ouro e brincos da...

    Várzea Grande comemora aniversário com quase 300 mil habitantes

    Segunda maior população de Mato Grosso, Várzea Grande, com quase 300 mil habitantes, comemora neste domingo (15) seu 155º aniversário com mais de R$...

    Deputado destina R$ 350 mil ao setor esportivo de Rondonópolis

    A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Rondonópolis (SAEL) foi contemplada com emenda parlamentar do deputado estadual Delegado Claudinei (PL), no valor de...

    Queda de temperatura pode chegar a 3ºC nesta semana em Rondonópolis

    Uma nova frente fria chegou neste fim de semana em Mato Grosso e fez a temperatura cair em Rondonópolis. O frio chegou na tarde...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas