Mais
    Agora MT Destaques MPMT emite nota pública de apoio à vacinação infantil
    COVID-19

    MPMT emite nota pública de apoio à vacinação infantil

    A instituição ressalta a importância da priorização dos interesses das crianças e conclama aos familiares e responsáveis legais que as levem aos locais de vacinação de acordo com os calendários divulgados

    FONTE
    VIA

    Imagem: vacina MPMT emite nota pública de apoio à vacinação infantil
    Vacinação em crianças- Foto:
    Reprodução

    Em nota divulgada nesta quarta-feira (19), o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) defende a vacinação de crianças de cinco a onze anos contra a Covid-19. A instituição ressalta a importância da priorização dos interesses das crianças e conclama aos familiares e responsáveis legais que as levem aos locais de vacinação de acordo com os calendários divulgados pelas autoridades de saúde de cada localidade.

    “Assim como outras vacinas aplicadas na infância, a vacina contra a Covid-19 pode evitar agravamentos e diminuir a taxa de óbitos pela doença, protegendo indivíduos vulneráveis e ainda em formação”, diz um trecho da nota.

    Afirma ainda que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) adotou as providências cabíveis para uma decisão segura e responsável a respeito da extensão da campanha de imunização para crianças.

    Cita também que várias instituições já manifestaram apoio à decisão da Anvisa.

    Assinam a nota pública o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira; o membro titular da Procuradoria de Justiça Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente, procurador de Justiça Paulo Roberto Jorge do Prado; o promotor de Justiça Nilton César Padovan, coordenador do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude; e a promotora de Justiça Enaile Laura Nunes da Silva, coordenadora adjunta do referido CAO.

    Confira aqui a nota na íntegra.

    NOTA PÚBLICA DE APOIO À VACINAÇÃO INFANTIL

    O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, por meio da Procuradoria-Geral de Justiça, da Procuradoria de Justiça Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescentee do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude, vem a público manifestar APOIO à decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária(ANVISA) que, no último dia 16/12/2021, aprovou, no Brasil, a vacina Comirnaty (Pfizer) para imunização das crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19, bem como ao Ministério da Saúde que, por meio do titular da pasta, médico Marcelo Queiroga, anunciou em 05/01/2022 a inclusão de crianças no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) no âmbito do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

    A ANVISA é uma instituição brasileira que, entre outras finalidades, visa promover a proteção da saúde da população por intermédio do controle sanitário da produção e do consumo de produtos e serviços, sendo que os pedidos submetidos a sua deliberação sujeitam-se a criteriosa análise de sua equipe técnica e podem contar com avaliação adicional de outros especialistas, como ocorreu na hipótese de extensão do uso da vacina da Pfizer às crianças de 5 a 11 anos de idade, pois a autorização veio após análise técnica criteriosa de dados e estudos clínicos conduzidos pelo laboratório e, segundo a equipe técnica da Agência, as informações avaliadas indicam que a vacina é segura e eficaz para o público infantil.

    Para que a vacinação do público infantil fosse aprovada dentro dos mais rigorosos critérios técnicos, a ANVISA compartilhou os dados dos estudos e resultados apresentados pela Pfizer com profissionais da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco),da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI),da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI) e da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e, somente após a cuidadosa apreciação conjunta foi possível a conclusão pela segurança e eficácia da imunização em relação ao público infantil.

    Portanto, conclui-se que foram tomadas as providências cabíveis para uma decisão segura e responsável a respeito da extensão da campanha de imunização para crianças de 05 (cinco) a 11 (onze) anos, tanto é que o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), a Academia Nacional de Medicina, a Academia Brasileira de Ciências, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, a Sociedade Brasileira de Imunizações, a Sociedade Brasileira de Infectologia e a Sociedade Brasileira de Pediatria manifestaram apoio à decisão da ANVISA.

    Nesse sentido, urge que haja um sensível engajamento, com riqueza de informações e conscientização da sociedade, sobre os inúmeros benefícios para a saúde física, mental, psicológica e psiquiátrica que a imunização segura poderá trazer ao bem-estar do público infantil, fomentando o convívio social sadio, seguro e harmônico, bem como interação pessoal, social e escolar.

    Portanto, é muito importante que os familiares e responsáveis legais pelas crianças de nosso Estado de Mato Grosso e do todo o país priorizem seus interesses e as levem aos locais de vacinação de acordo com os calendários divulgados pelas autoridades de saúde de cada localidade pois, assim como outras vacinas aplicadas na infância, a vacina contra a Covid-19 pode evitar agravamentos e diminuir a taxa de óbitos pela doença, protegendo indivíduos vulneráveis e ainda em formação.

    Diante disso, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso manifesta seu apoio à decisão da Anvisa quanto à ampliação da vacinação contra a Covid-19 para a faixa etária de 5 a 11 anos de idade e concita os pais e responsáveis a adotarem tal decisão em prol da saúde das crianças e de toda a sociedade.

     

    Relacionadas

    Várzea Grande comemora aniversário com quase 300 mil habitantes

    Segunda maior população de Mato Grosso, Várzea Grande, com quase 300 mil habitantes, comemora neste domingo (15) seu 155º aniversário com mais de R$...

    Urso é flagrado no banco do carona após vandalizar carro da sogra de morador

    Um morador da cidade de Cornwall, no estado de Connecticut (EUA), flagrou um urso sentado no banco de carona do carro da sogra dele. Isso depois do...

    Acidente com avião deixa dois mortos em Boituva

    O acidente com um avião de pequeno porte ocorrido em Boituva, no interior de São Paulo, nesta quarta-feira (11), deixou dois mortos. Ao menos...

    Derf prende dois indivíduos; um suspeito de realizar tráfico e o outro de praticar roubos na cidade

    Um indivíduo foi preso suspeito de estar realizando o crime de tráfico de drogas. A prisão aconteceu nesta quarta-feira (11), em uma residência no...

    ‘Comunidade Integrada’ apresenta forças de segurança e aproxima população

    A primeira edição do projeto Comunidade Integrada, em Campo Verde (MT), reuniu mais de 150 pessoas de todas as idades. Os visitantes puderam conhecer...

    Idosa é resgatada após 72 anos em situação análoga à escravidão

    Uma idosa foi resgatada após ter passado 72 anos trabalhando em condições análogas à escravidão em uma casa na zona norte do Rio. O...

    TRF-3 mantém condenação para Lula pagar quase R$ 830 mil em honorários

    A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região confirmou uma condenação em primeira instância que tinha sido imposta em 2018 ao ex-presidente...

    Elefantas vindas da Argentina chegam a santuário em Mato Grosso nesta quinta (12)

    Após um ano de espera e cinco dias de viagem, duas elefantas que viviam em Mendoza, na Argentina, chegarão nesta quinta-feira (12) ao SEB...

    Reajuste terá impacto nos alimentos, transporte público e fretes

    A Petrobras anunciou nesta segunda feira (9) reajuste de 8,8% no valor do diesel nas refinarias, que será válido a partir desta terça-feira (10)....

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas