Mais
    Agora MT Manchetes Procon Estadual recomenda cautela com liquidações de início de ano
    CONSUMO CONSCIENTE

    Procon Estadual recomenda cautela com liquidações de início de ano

    Além de evitar o endividamento, a orientação é estar atento com preços praticados, exigir nota fiscal e ter atenção redobrada com compras on-line

    Imagem: Materiais escoladores Procon Estadual recomenda cautela com liquidações de início de ano
    Materiais escolares – Reprodução

    O Procon Estadual de Mato Grosso orienta para o consumo consciente e cuidados com as liquidações do mês de janeiro. A prática de queima de estoque é comum nesse período e acontece para acelerar a venda de produtos de modelos anteriores e abrir espaço aos lançamentos, mas é fundamental antes de comprar fazer uma consulta de preços em sites, lojas, catálogos e panfletos para evitar publicidade enganosa.

    “É essencial também que o consumidor esteja atento, pois pode acontecer, por exemplo, de uma loja anunciar um produto em liquidação com o mesmo valor que já era cobrado anteriormente, ou seja, sem modificar o preço. Esse tipo de prática é proibida e considerada crime. Caso seja constatada, o fornecedor pode responder civil e criminalmente”, orienta o secretário adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo Taques.

    Outro alerta é exigir nota fiscal no ato da compra ou contratação de serviço. O documento é essencial para que as garantias e os direitos dos consumidores sejam respeitados, especialmente caso ocorra defeito no produto. Se possível, o consumidor deve optar pelo pagamento à vista e tentar negociar descontos, evitando prestações a curto ou a longo prazo, sobre as quais incidem juros.

    “Isso é importante para evitar  endividamento ou até superendividamento. Além disso, os preços promocionais não afetam os direitos do consumidor. No caso de produtos com defeito, por exemplo, o estabelecimento não pode se negar a realizar a troca ou reparo, considerando o prazo garantido por lei”, acrescenta o secretário adjunto do Procon.

    O Código de Proteção e Defesa dos Consumidores (CDC) estabelece prazo de 90 dias de garantia para bens duráveis, como aparelhos eletrodomésticos e eletrônicos, móveis, roupas e sapatos, por exemplo. Para os produtos não duráveis, como os alimentos e bebidas, a garantia é de 30 dias.

    Quando a compra é realizada pela internet a atenção deve ser ainda maior. Os consumidores precisam observar a autenticidade dos sites. É possível verificar se o site é seguro através do símbolo de um cadeado na sua barra de endereço eletrônico. Além disso, avalie se os dados da empresa, como endereço, formas de contato e CNPJ são informados (e verdadeiros), bem como as condições de entrega, como prazo e cobrança de frete.

    O Procon recomenda, também, que os consumidores imprimam ou printem a tela com as informações sobre o site e dados da compra. E, ainda, que evitem acessar links com promoções recebidas em redes sociais ou por e-mail.

    Para as compras realizadas fora do estabelecimento comercial, como pela internet, catálogos e telefone, o CDC estabelece que os consumidores têm direito de desistir da compra sem sequer precisar explicar o motivo. A solicitação pode ser feita em até sete dias da data da compra ou do recebimento do produto, independente de o item ter defeito ou não. Nesses casos, o consumidor terá o direito da devolução integral de qualquer valor que tenha sido pago, inclusive do frete.

    Atenção: Ao comprar artigos em promoção ou de mostruário, solicite que as condições do produto e os requisitos para a troca sejam especificadas na nota fiscal.

    Cuidados sanitários: Com o aumento de casos de gripe e de coronavírus, o Procon Estadual recomenda que a população siga à risca as medidas de biossegurança nos estabelecimentos, como usar máscara, lavar bem as mãos, utilizar álcool em gel disponibilizado pelas lojas e evitar aglomerações.

    Relacionadas

    Governo esclarece que não houve novo deslizamento de terras no Portão do Inferno

    Por meio de uma comunicado, o governo do Estado esclareceu que não houve novo deslizamento de terras na MT-251, na região do Portão do...

    Adonias nega confusão com diretório municipal do MDB

    O diretório municipal do MDB deu nesta semana o pontapé inicial nas discussões sobre as eleições. O assunto foi discutido na reunião da executiva...

    Homem é preso após ameaçar ex-companheira com facão

    Um homem de 44 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) após ameaçar a ex-companheira na noite deste domingo (23), em Jaciara (MT). Conforme informações,...

    Wellington pede agilidade na renegociação de dívidas de estudantes com FIES

    O Governo Federal editou no final do ano passado uma Medida Provisória que assegurava aos estudantes inadimplentes junto ao Fundo de Financiamento Estudantil, o...

    Olavo, Haddad e várias lideranças políticas confirmam diagnóstico de Covid-19

    O escritor Olavo de Carvalho, 74, considerado uma espécie de ‘guru’ da família Bolsonaro, e o ex-candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, foram...

    Chefe de facção morto teria ligação com traficante ganhador de loteria

    O chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC) encontrado morto na manhã deste domingo (23) na zona leste de São Paulo é investigado por...

    Julgamentos agendados no STF podem mudar dinâmica eleitoral

    A agenda de julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2022 prevê a análise em plenário de vários processos que podem afetar as eleições...

    Brasil bate recorde de novos casos de Covid-19

    O Brasil registrou, nesta terça-feira (18), 351 mortes por Covid-19 e 137.103 novos casos diagnosticados, um novo recorde, de acordo com os dados enviados...

    Estado disponibiliza mais 10 leitos de UTI para tratamento da Covid-19

    O Governo do Estado disponibilizou nesta segunda-feira (17) 10 novos leitos de Terapia Intensiva no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, para o tratamento da...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas