Mais
    Agora MT Brasil Procon quer que companhias expliquem cancelamento de voos
    FUNCIONÁRIOS INFECTADOS

    Procon quer que companhias expliquem cancelamento de voos

    Empresas aéreas têm adotado medidas por conta de afastamento de funcionários com Covid-19 ou influenza

    Imagem: Voos da Latam sao cancelados Procon quer que companhias expliquem cancelamento de voos
    Voos da Latam são cancelados

    O Procon-SP notificou nesta segunda-feira (10) as companhias aéreas Azul e Latam, pedindo explicações sobre o cancelamento de voos nos últimos dias em razão do aumento no número de casos de Covid-19 e influenza nas tripulações. Embora a Gol não tenha relatado cancelamentos por esse motivo, a empresa aérea também foi notificada pelo órgão.

    “As empresas deverão informar até a próxima quarta-feira quantos voos foram cancelados, quantos passageiros foram afetados, a previsão para os próximos 15 dias e qual o plano de contingência para minimizar os danos sofridos pelos consumidores”, disse o Procon-SP.
    Segundo o comunicado, as empresas aéreas também deverão explicar como e com qual antecedência os consumidores estão sendo informados, se estão recebendo assistência material e quantos passageiros optaram pelo reembolso ou pela reacomodação em outro voo. No que se refere ao reembolso, o Procon-SP quer saber em que prazo ele será feito pelas empresas.

    O Procon-SP também questiona as empresas sobre quantos funcionários foram diagnosticados com Covid-19 e influenza, se foi exigida a vacinação para ambas as doenças e se há testagem contínua dos funcionários, bem como escala subsidiária para a tripulação (reserva de segurança para a manutenção dos serviços).

    Procurada, a Gol disse que não vai se pronunciar.

    A Latam Brasil informa que foi notificada e que prestará os esclarecimentos necessários ao órgão.

    Já a Azul informou, por meio de nota, que recebeu a notificação do Procon-SP e que responderá ao órgão dentro do prazo estipulado. “A companhia destaca ainda que cumpre a legislação vigente acerca de reembolsos e remarcações de voos”, acrescentou.
    Segundo o órgão de defesa do consumidor, desde o início deste ano, a Lei nº 14.034/2020, que previa medidas emergenciais para a aviação civil brasileira em razão da pandemia de Covid-19 com prazo de até 12 meses para reembolsar o consumidor em caso de cancelamento de voo, não está mais valendo. Atualmente, valem as regras do Código de Defesa do Consumidor e as da resolução nº 400 de 2016, da Anac.

    “O cancelamento de voos, ainda que por motivo de força maior e que não seja por culpa da companhia aérea, como casos de Covid-19, por exemplo, dá ao consumidor o direito à reacomodação em outro voo ou ao reembolso integral dos valores pagos dentro de um prazo de até sete dias. O consumidor também pode optar pela remarcação da passagem, sem custo algum”, lembra o Procon-SP.

    Ainda de acordo com a resolução, no caso de o cancelamento partir do passageiro, a empresa pode cobrar as multas previstas no contrato para o reembolso, porém, para o Procon-SP, “essas multas não podem ser abusivas, e os valores devem ser condizentes com o valor pago pela passagem”.

    O órgão de defesa do consumidor afirma que as outras regras referentes a cancelamento ou atraso de voos continuam valendo, tais como: para atraso de uma hora, o consumidor tem direito à utilização de canais de comunicação, como internet e telefone; para atraso de duas horas, a empresa deve oferecer alimentação adequada; e, para atraso superior a quatro horas, o consumidor tem direito a serviço de hospedagem, em caso de pernoite e traslado.

    Relacionadas

    Trabalhador já pode consultar se tem direito ao abono PIS/Pasep

    Os trabalhadores já podem consultar na Carteira de Trabalho Digital ou no portal gov.br para saber se terão direito a receber o abono salarial...

    Rede de atendimento médico para síndromes gripais é ampliada em Rondonópolis

    Para o enfrentamento da crescente demanda de síndromes gripais, a Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ampliou a rede...

    Posto de Atendimento do Detran é inaugurado na Vila Operária

    A nova unidade do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) foi inaugurada na manhã desta segunda-feira (17), na Vila Operária, em Rondonópolis (MT)....

    Claudinei critica ‘batalhão da PM’ reservado para segurança do Governador

    O deputado estadual delegado Claudinei (PSL) manifestou indignação hoje (19) com o contingente de policiais destacado para cuidar da segurança pessoal do governador Mauro...

    Justiça de SP proíbe crianças no Carnaval do Anhembi

    A Justiça de São Paulo publicou portaria que proíbe participação de crianças com menos de 12 anos nos desfiles e ensaios de Carnaval no...

    Saiba quem tem direito e como pedir o salário-família em 2022

    Pais de filhos até 14 anos de idade ou inválidos de qualquer idade que têm direito ao salário-família receberão um novo valor a partir...

    Cantora tcheca morre após contrair Covid-19 propositalmente

    Hana Horka, cantora do grupo tcheco Asonance, que se opõe às vacinas contra a Covid-19, morreu no domingo (16), aos 57 anos, após contrair...

    Morador de Rondonópolis recebe carro zero da promoção Gazin 55 anos

    A última entrega do carro zero quilômetro da promoção Gazin foi feita na manhã desta terça-feira (18), em Rondonópolis (MT). O Ibrahim Mohamed é o...

    Desfiles de Carnaval em SP e RJ serão dias 22 e 23 de abril

    Após decisão das prefeituras de adiar os desfiles por conta da piora da pandemia de Covid-19, a Liga-SP (Liga Independente das Escolas de Samba...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas