Mais
    Agora MT Variedades Pesquisa desenvolve peixe sem espinhos
    CULTIVADA EM LABORATÓRIO

    Pesquisa desenvolve peixe sem espinhos

    Proteína foi cultivada em laboratório no Rio de Janeiro

    FONTE
    VIA

    Imagem: 62030a8b7cfd5 Pesquisa desenvolve peixe sem espinhos
    Peixe de laboratório – Foto: reprodução

    Já imaginou comer um peixe com nenhuma espinha? Isso já é possível e sem precisar retirá-las no processo de cozimento ou filetagem. Uma startup sediada, no Rio de Janeiro (RJ), conseguiu fazer a primeira bioprodução da carne de peixe cultivada em laboratório no Brasil.

    O trabalho é desenvolvido, inicialmente, com as espécies garoupa, cherne, robalo e linguado e abre espaço para a produção de peixes em laboratório em escala industrial, eliminando o abate dos animais. Funciona assim: a partir da biópsia das espécies comerciais, foram obtidas e cultivadas células-tronco que serviram de fonte das linhagens celulares, que possuem alta capacidade de reprodução. Depois, foram definidos os melhores nutrientes e as condições de cultivo em laboratório para seu crescimento. As células foram então alimentadas em biorreatores para formar a biomassa de proteínas da carne de pescado.

    O método foi desenvolvido no Banco de Células do Rio de Janeiro, localizado em Duque de Caxias, que vai executar todo o processo. A expectativa é desenvolver um protótipo até o final do ano e começar a produzir e comercializar a proteína já em 2023.

    Inicialmente seriam colocados no mercado embutidos, como salsichas, e alimentos preparados como nuggets e hambúrgueres. Com o uso de impressoras 3D também está prevista a fabricação de produção de filés e sashimis e avançar para outras espécies como atum, salmão, bacalhau e namorado.

    “É uma alternativa mais ecológica, sustentável. Você tem economia de água, espaço. Quando você fala de peixe, significa não ter mais que ficar pescando, acabando com populações, inclusive ameaçadas de extinção”, destacou o biólogo marinho Marcelo Szpilman, fundador e CEO da startup Sustineri Piscis.

    A Organização das Nações Unidas (ONU) projeta que será necessário aumentar a produção de alimentos em 70% até 2050 e por isso, estima-se que 35% das carnes consumidas no mundo em 2040 deverão ser produzidas a partir da reprodução celular.

    Relacionadas

    EUA emitem alerta após primeira infecção humana do ano por vírus da gripe que atinge porcos

    Os CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos emitiram um alerta na última semana após o país registrar a primeira...

    Incêndio destrói carreta cegonha e 11 carros na BR-364

    Uma carreta cegonha e 11 automóveis ficaram completamente destruídos após um incêndio no Km 105 da rodovia federal BR-364, altura da Serra da Petrovina,...

    Violência na fronteira entre Colômbia e Venezuela deixa 255 mortos

    Cerca de 255 pessoas foram assassinadas em 2022 na fronteira entre a Colômbia e Venezuela, cenário de um sangrento conflito entre dissidentes da ex-guerrilha Farc e rebeldes do...

    Evento ‘Expressão de Louvor’ é adiado por causa da chuva

    O Evento 'Expressão de Louvor' e show do cantor Fernandinho que iriam acontecer nesta terça-feira (9) foram adiados devido à chuva que caiu em...

    Acidente de alto impacto deixa motociclistas com graves ferimentos

    Duas pessoas sofreram graves ferimentos após se envolverem em um acidente frontal entre duas motos, o fato aconteceu na noite desta quarta-feira (10), no...

    Conheça quatro alimentos recomendáveis para pele acneica

    Acne é um problema inflamatório da pele que geralmente afeta o rosto resultando em manchas e espinhas. Pode acontecer em qualquer idade, porém é...

    Estresses ambientais impactam a safra 21/22 de algodão em MT

    O algodoeiro sofre interferência direta de fatores adversos ou favoráveis durante a safra, com impacto significativo sobre o desenvolvimento vegetativo, produção e na qualidade...

    Brasil registra 147 mortes e 17,7 mil novos casos de covid-19 em 24h

    Em 24 horas, foram registrados 17.726 novos casos de covid-19 no Brasil. No mesmo período, houve 147 mortes de vítimas do vírus. O Brasil...

    Brasil salta de um para mais de 3.000 casos de varíola do macaco em dez semanas

    O Brasil superou nesta terça-feira (16) a marca de 3.000 casos confirmados de varíola do macaco, dez semanas após o primeiro paciente ser diagnosticado com a doença. Com...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas