Agora MT Brasil Rio de Janeiro suspende vacinação de crianças sem comorbidades
FALTA DE DOSES

Rio de Janeiro suspende vacinação de crianças sem comorbidades

Crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades, bem como público acima dos 12 anos, ainda podem receber a 1ª dose

Fonte: R7

Imagem: Vacinacao em criancas Rio de Janeiro suspende vacinação de crianças sem comorbidades
Vacinação em crianças- Foto: Reprodução

A vacinação contra a Covid-19 avança em todo o país, e as capitais brasileiras imunizam novos grupos e faixas etárias nesta sexta-feira (18).

A Prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu a vacinação de crianças de 5 a 11 anos sem comorbidades devido à falta de doses.

Porém, a aplicação prossegue em crianças dessa faixa etária com deficiência ou comorbidades, além do público geral acima dos 12 anos. A segunda dose está disponível para a população a partir de 12 anos, de acordo com a data do comprovante.

A terceira e a quarta doses continuam sendo oferecidas ao público elegível.

São Paulo

A prefeitura paulistana continua vacinando as crianças de 5 a 11 anos e, com a vacina pediátrica da Pfizer, as de 5 anos e as imunocomprometidas.

A capital prossegue com a imunização com a primeira dose para crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente (física, sensorial ou intelectual) e para populações indígenas aldeadas, além do público geral a partir de 12 anos, e a segunda dose para os públicos elegíveis.

Os adultos que tomaram a segunda dose da vacina há pelo menos quatro meses podem receber o reforço do imunizante na capital paulista, bem como os imunossuprimidos que concluíram o esquema vacinal há 28 dias ou mais.

A capital paulista também segue com a aplicação de uma dose adicional em todos aqueles que tomaram o imunizante da Janssen há pelo menos dois meses. Veja mais informações no Vacina Sampa.

Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu a vacinação de crianças de 5 a 11 anos sem comorbidades devido à falta de doses.

Prossegue, no entanto, a aplicação em crianças dessa faixa etária com deficiência ou comorbidades, além do público geral acima dos 12 anos. A segunda dose está disponível para a população elegível a partir de 12 anos, de acordo com a data do comprovante.

O município oferece o reforço a todos os adultos que tenham recebido a segunda dose há quatro meses ou mais, e a quarta aos imunossuprimidos que receberam as três doses no esquema primário.

Belo Horizonte

A Prefeitura de Belo Horizonte aplica a dose de reforço em pessoas de 36 anos, desde que tenham recebido a segunda dose há ao menos quatro meses.

Também haverá a repescagem da dose de reforço para adolescentes imunossuprimidos de 12 a 17 anos cuja segunda dose tenha sido aplicada há pelo menos dois meses, além da dose de reforço para grupos prioritários e faixas etárias já convocadas com quatro meses desde a segunda dose.

Haverá ainda repescagem da quarta dose para imunossuprimidos (com quatro meses da dose adicional) e da primeira dose para crianças de 5 a 11 anos. Veja mais no site da prefeitura.

Curitiba

A capital paranaense realiza repescagem da primeira dose para crianças de 5 a 11 anos, bem como para o público acima dos 12 anos.

A prefeitura faz a repescagem com a segunda dose para quem perdeu a data de aplicação, e oferece a segunda dose a quem tem o agendamento realizado no app Saúde Já. Quem recebeu a dose única da Janssen até 22 de dezembro também pode tomar a segunda.

A terceira dose da Pfizer, AstraZeneca ou CoronaVac é disponibilizada para todos os adultos que receberam a segunda até 13 de outubro. A quarta dose será aplicada nos imunossuprimidos adultos que tomaram o reforço até 21 de outubro.

Florianópolis

A Prefeitura de Florianópolis continua vacinando crianças de 5 a 11 anos com a primeira dose, além do público a partir de 12 anos.

A segunda dose segue sendo aplicada em quem recebeu a primeira da AstraZeneca há 12 semanas, da Pfizer ou Janssen há oito semanas e da CoronaVac há quatro semanas. A terceira é oferecida aos adultos que tomaram a segunda dose até 21 de outubro e imunossuprimidos vacinados até 24 de dezembro.

A quarta dose é aplicada naqueles que receberam a terceira até 21 de outubro.

Goiânia

A Prefeitura de Goiânia aplica a primeira dose em crianças de 5 a 11 anos, além do público acima de 12 anos que ainda não se imunizou.

A segunda dose da AstraZeneca e a da Pfizer serão aplicadas naqueles que receberam a primeira há oito semanas (até o dia 24 de dezembro), e a da CoronaVac em quem tem data marcada para 18 de fevereiro ou em atraso. Quem tomou a primeira dose da Janssen até 10 de dezembro também pode receber o reforço do mesmo imunizante.

A terceira dose será aplicada nas pessoas a partir de 18 anos que receberam a segunda dose até 18 de outubro e em imunossuprimidos com 18 anos ou mais que tomaram a segunda há pelo menos 28 dias (até 20 de janeiro). Já a quarta dose é destinada aos imunossuprimidos acima de 18 anos com quatro meses de intervalo da terceira dose (até 18 de outubro).

João Pessoa

A cidade de João Pessoa continua aplicando a primeira dose em crianças de a partir de 5 anos sem deficiência ou comorbidades, sem necessidade de agendamento, bem como no público acima dos 12 anos.

A quarta dose é oferecida aos imunossuprimidos cuja data da terceira tenha sido há pelo menos quatro meses. A prefeitura também aplica a segunda naqueles que tomaram a CoronaVac há mais de 28 dias, a Pfizer há 60 dias e a AstraZeneca há 90 dias.

A terceira dose será disponibilizada para o público acima de 18 anos e trabalhadores da saúde, desde que tenham cumprido quatro meses da segunda dose, e para os imunossuprimidos que concluíram o esquema vacinal há pelo menos 28 dias. Confira os postos de vacinação e seu horário de funcionamento.

Relacionadas

Imagem mostra momento em que carro é ‘prensado’ entre carretas na MT-130

A imagem de uma câmera de segurança mostra o momento do trágico acidente ocorrido na manhã desta segunda-feira (27), na MT-130, perímetro urbano de...

Menino de 12 anos é atropelado após sair de casa escondido para andar de bicicleta

Um menino de 12 anos ficou ferido após ser atropelado por uma moto ao tentar atravessar a MT-480, na noite desta terça-feira (28), em...

Ônibus da linha Interbairros pega fogo na Lions Internacional e assusta passageiros

Um ônibus pegou fogo na tarde desta segunda-feira (27) na avenida Lions Internacional, em Rondonópolis-MT. O veículo de transporte coletivo que fazia a linha...

Segunda lista de convocados do programa SER Família CNH Social será divulgada nesta segunda-feira (27)

A primeira-dama Virginia Mendes e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) divulgam, na próxima segunda-feira (27), a segunda lista de convocação dos beneficiados pelo...

Governador cobra resposta “rápida e dura” sobre execução de sargento

O governador Mauro Mendes se reuniu com representantes das forças de Segurança Pública de Mato Grosso para reforçar uma investigação, identificação e prisão rápida...

Deputado cobra que segurança e judiciário impeçam que membros de facções participem de eleições

O deputado estadual Eduardo Botelho (União) cobrou que as forças de segurança e o judiciário impeçam que membros de facções criminosas participem de eleições....

A construção civil gera bons empregos e ajuda a cidade a se desenvolver, diz Paulo José

Um dos setores da economia local que mais gera empregos e renda na cidade, a construção civil de Rondonópolis segue à todo vapor e...

Taxa de desemprego fica em 7,5%, a menor para o trimestre desde 2014

A taxa de desemprego no trimestre encerrado em abril ficou em 7,5%, o menor para o período desde 2014. O índice é considerado estável...

Publicado edital do concurso unificado para preenchimento de 389 vagas na Justiça Eleitoral

Foi publicado nesta quarta-feira (29), no Diário Oficial da União (DOU), o edital do concurso unificado da Justiça Eleitoral. O edital prevê 389 vagas,...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas