Agora MT Bastidores Setor de peso, agronegócio já começou a ser “paquerado” por pré-candidatos à...
BUSCA POR APOIO

Setor de peso, agronegócio já começou a ser “paquerado” por pré-candidatos à presidência

Imagem: lula bolsonaro 1 868x644
Agronegócio já começou a ser “paquerado” por pré-candidatos. Foto: Reprodução

Pré-candidatos à Presidência da República em 2022 já miram o agronegócio em busca de apoio. Alicerce econômico do país em tempos de crise, o setor representa quase 30% de toda a produção econômica brasileira. Pelos menos dois nomes dados como certos na corrida eleitoral já ensaiaram a “paquera”: o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Neste momento, Bolsonaro sai em vantagem no cortejo, especialmente em Mato Grosso. Em 2018, o pré-candidato à reeleição foi vitorioso em 126 dos 141 municípios do Estado na disputa contra o também petista Fernando Haddad. Conta com base eleitoral forte e sintonia junto a lideranças políticas locais. Entre os aliados de peso, o atual senador e colega de partido, Wellington Fagundes (PL).

Já Lula estaria buscando a retomada de uma aliança antiga com o ex-governador de Mato Grosso, ex-senador e ex-ministro da Agricultura no governo Michel Temer, Blairo Maggi. O barão do agro, por enquanto, não comentou publicamente o assunto, mas seria a “ponte” do petista rumo à aproximação com o setor.

Ainda sobre Lula, de Rondonópolis, o pecuarista, ex-prefeito e ex-deputado federal, Percival Muniz, também vislumbrou apoio do agronegócio à candidatura petista. “O agro já apoiou Lula uma vez e já está conversando. Daqui uns dias vão estar juntos com Lula. Na outra eleição eram todos contra e depois o Blairo foi apoiar o Lula e todo mundo foi junto”.

Relacionadas

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas