Mais
    Agora MT Destaques CPI da renúncia ouve ex-conselheiros da Associação de Produtores de Soja e...
    SONEGAÇÃO

    CPI da renúncia ouve ex-conselheiros da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso

    A comissão quer saber se houve malversação de dinheiro público em 2020, quando foram encontradas irregularidades em 72% dos contratos

    ALMT
    VIA

    Imagem: Ex secretarios da aprojosa sao ouvidos em CPI CPI da renúncia ouve ex-conselheiros da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso
    Ex- secretários da aprojosa são ouvidos em CPI – Reprodução

    A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Fiscal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) ouviu nesta quinta-feira (3), três ex-conselheiros fiscais da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja): Naildo da Silva Lopes, José Guarino Fernandes e José Cassol. O objetivo era apurar se houve irregularidades ou malversação de dinheiro público no período de 2018 a 2020, durante a gestão de Antonio Galvan.

    Na época, foram identificadas falhas em 72% dos contratos da Aprosoja, o que levou os conselheiros a reprovarem as contas da gestão. Dos 171 contratos executados no período, 126 tinham algum problema.

    “Nada mais justo que colocar em discussão os apontamentos de irregularidades. Tipo certidão de INSS que o prestador de serviço não tinha, certidões, contrato social e outros documentos. Tudo foi feito com aval dos conselheiros e principalmente da Assembleia que é soberana. […] Confirmo que 72% dos contratos tinham alguma irregularidade”, disse o então conselheiro José Guarino Fernandes.

    Os problemas foram registrados em atas que serão entregues à CPI, conforme sugeriu o conselheiro Naildo da Silva Lopes.

    “Temos os documentos, as atas e podemos compartilhar com a Comissão de Inquérito da Assembleia. Temos tudo registrado e estamos com a consciência tranquila”, comentou.

    Vale ressaltar que as contas dos anos 2018 e 2019 foram aprovadas. Apenas as contas do ano de 2020 foram reprovadas.

    O presidente da CPI, deputado estadual Wilson Santos, questionou o motivo do bloqueio das contas da Aprosoja pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em setembro de 2021. Os conselheiros disseram não ter conhecimento já, que não faziam parte desta gestão.

    “Nós observamos que os conselheiros tiveram muito cuidado, muito dedo. Mas ficou claro que houve sim malversação de recursos dentro da diretoria da Aprosoja. Nos sugeriram que solicitemos a auditoria externa que foi feita, especialmente de 2020, e todas as atas onde os conselheiros fizeram as manifestações sobre as irregularidades e ressalvas. […] Ficou claro que eles concordam que o presidente [Antônio] Galvan não agiu com correção em 72% dos processos movidos durante 2020. A CPI vai buscar a documentação necessária porque segundo parte do Supremo Tribunal Federal trata-se de mau uso de recursos públicos”, explicou Wilson Santos.

    O prazo final para entrega do relatório destas investigações é 20 de abril. Antes disso, os atuais conselheiros fiscais da associação devem ser ouvidos.

    Relacionadas

    Cadê o Estado que era para estar aqui?

    Era o ano de 1895. No interior da Bahia, surgia um beato profetizando o fim do mundo. Antônio Conselheiro, como era conhecido, ergueu-se contra...

    Detran-MT oferta curso de instrutor de trânsito para profissionais com formação em Libras

    O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), por meio da Escola Pública de Trânsito, abriu, nesta segunda-feira (20), as inscrições para o Curso de Formação...

    Outdoor com “homenagem” a vereadores que aprovaram aumento de IPTU é incendiado

    Não durou muito a “homenagem” feita pelo Movimento Conservador de Rondonópolis aos vereadores do município que votaram a favor da aprovação do aumento do...

    O oposto também é verdadeiro

    Quando Maria fala do João, eu sei mais sobre Maria que de João. O oposto é verdadeiro. Só reconheço aquilo que conheço. Como é fácil...

    Grávida que foi encontrada morta dentro de mala tinha três relacionamentos

    A mulher de 22 anos que foi encontrada morta na terça-feira (21) dentro de uma mala em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, mantinha três...

    Em 48 horas, 33 cidades de MT têm fornecimento de energia afetado por batidas em postes

    A manhã começa e logo cedo equipes da Energisa atuam para a troca de mais um poste atingido por veículo. Desta vez 40 imóveis...

    Sesp e TJ buscam parcerias para ampliar contração de mão de obra de reeducandos

    A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) montaram comitiva para vistoriar as unidades prisionais...

    Confira 6 vegetais que podemos cultivar em ambientes menores

    Ter uma horta em casa pode ser uma forma prática e econômica de começar a se alimentar melhor. Além de do prazer de estar...

    Homem morre durante teste físico para inspetor da Polícia Civil

    Um homem morreu durante um teste físico de concurso para inspetor da Polícia Civil. Ele fazia uma prova de corrida e passou mal a...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas