Agora MT Esportes Palmeiras goleia o São Paulo, faz 4 a 0 e leva o...
REVIRAVOLTA

Palmeiras goleia o São Paulo, faz 4 a 0 e leva o Paulistão

Tricolor havia vencido jogo de ida por 3 a 1, mas não suportou a pressão no Allianz Parque e viu o rival levantar o 24º título estadual

Fonte: R7

Imagem: Palmeiras Palmeiras goleia o São Paulo, faz 4 a 0 e leva o Paulistão
Danilo, do Palmeiras, cabeceia sozinho para marcar o primeiro gol do jogo no Allianz Parque-EDU GARCIA/R7 (

A taça do Campeonato Paulista tem uma nova casa. O Palmeiras conseguiu reverter a vantagem do São Paulo, venceu por 4 a 0 no Allianz Parque na tarde deste domingo (3) e garantiu o 24º estadual. Os gols do título foram de Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga (duas vezes), garantindo o placar agregado de 5 a 3.

Jogando em seus domínios, o Verdão foi avassalador, fez valer o canto de sua torcida e foi o time da virada. Com menos de 30 minutos de bola rolando no Allianz Parque, já tinha destruído a boa vantagem de dois gols que o rival construiu com o 3 a 1 no jogo de ida. E, com 2 minutos da etapa final, já vencia por 3 a 0, assumindo a vantagem no placar agregado.

Mais um na prateleira

O Paulistão 2022 é o quinto título do Palmeiras com Abel Ferreira. O técnico português, que assumiu a equipe em novembro de 2020, já levou o time a nove decisões, tendo conquistado também duas Libertadores (2020 e 2021), Copa do Brasil (2020) e Recopa Sul-Americana (2022).

Além de impedir o bicampeonato do Tricolor, que venceu no ano passado justamente em cima do Verdão, a conquista palmeirense deste domingo também evita que o rival empate em número de títulos — o São Paulo segue com 22.

A taça inédita de Abel também adia o primeiro título de Rogério Ceni como treinador do clube em que é ídolo e multicampeão como jogador.

90 minutos em 30

Como esperado, o decisivo confronto no Allianz Parque começou em ritmo forte. O Palmeiras tentava pressionar, e o São Paulo buscava encaixar um contra-ataque rápido para ampliar a boa vantagem da primeira partida.

A pressão alviverde deu resultado, e a vantagem construída pelo Tricolor em 90 minutos no Morumbi foi por terra antes dos 30’.

Aos 21’, após jogada ensaiada no escanteio, Scarpa cruzou e Danilo apareceu sozinho na pequena área para cabecear: 1 a 0 Verdão.

Depois, aos 27’, Veiga cruzou forte na área, a bola foi rebatida pela zaga e sobrou para Zé Rafael, que dominou e bateu rasteiro e cruzado. A bola ainda pegou na trave antes de entrar: 2 a 0 (no placar agregado, 3 a 3).

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Palmeiras ainda teve chances de fazer o terceiro. Uma delas em cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa, que quase fez um gol olímpico.

Polêmica e VAR

Com apenas 7 minutos, antes mesmo dos gols, veio a primeira polêmica. Danilo chegou batendo e a bola explodiu na marcação são-paulina dentro da área. O lance foi muito parecido com o de Marcos Rocha, no lance que originou o primeiro gol do Tricolor no jogo de ida. O VAR (árbitro de vídeo) chamou Raphael Claus para conferência, mas, dessa vez, o árbitro de campo manteve sua interpretação na hora do lance: nada de pênalti.

O VAR voltou a aparecer ainda no primeiro tempo. Logo após o segundo gol palmeirense, Raphael Claus foi chamado novamente para checar uma falta em Calleri no início da jogada, antes do gol de Zé Rafael. Mais uma vez, Claus manteve a decisão de campo e confirmou o gol palmeirense.
Saída pela direita
Para o segundo tempo, Rogério Ceni tentou amenizar a situação colocando o zagueiro Arboleda no lugar do lateral-esquerdo Welington. Por aquele setor, Dudu deitou e rolou no primeiro tempo.

O plano era esse, mas, na prática, foi por ali que o Palmeiras voltou a marcar. E logo aos 2 minutos. Dudu arrancou em contra-ataque, deixou Diego Costa para trás e cruzou rasteiro para Raphael Veiga. De carrinho ele fez o terceiro do Alviverde: 3 a 0.

Tudo ou nada

Os três gols de diferença no placar vieram muito cedo. A partir do gol de Veiga, o São Paulo precisou entrar no jogo e buscar o gol a qualquer custo. Ceni mexeu outra vez. Colocou Luciano e Nikão. Mas a verdade é que o Palmeiras, desde o apito inicial, dominava a partida.

O domínio alviverde se manteve. O Tricolor não assustava a defesa, que, tirando o jogo de ida no Morumbi, foi vazada apenas quatro vezes.

Aos 35’, Raphael Veiga acabou com a esperança são-paulina. Gabriel Veron encontrou o meia entrando na área, deu lindo passe e só esperou Veiga tocar na saída de Jandrei para fechar o placar em 4 a 0.

A partir do quarto gol, o jogo estava definido. Luciano se irritou, mas a confusão foi controlada. O apito final deu início à festa alviverde. Uma festa que só começou no Allianz Parque e que já se repetiu, só neste ano, duas vezes: nas conquistas da Copinha e da Recopa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras 4 x 0 São Paulo
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data e hora: domingo (3), às 16h
Público e renda: 31.836 torcedores / R$ 2.772.491,61

Arbitragem: Raphael Claus
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Ines Back
VAR: Thiago Duarte Peixoto

Cartões amarelos: Gustavo Gómez, Raphael Veiga e Wesley (Palmeiras); Luan e Luciano (São Paulo)
Cartão vermelho: Rafinha, aos 44’/2ºT (São Paulo)

Gols: Danilo aos 21’/1ºT, Zé Rafael aos 27’/1ºT, e Raphael Veiga aos 2’/2ºT e aos 35’/2ºT (Palmeiras)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez (Jorge, aos 11’/2ºT); Danilo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa (Wesley, aos 39’/2ºT) e Raphael Veiga; Dudu (Mayke, aos 39’/2ºT) e Rony (Gabriel Veron, aos 34’/1ºT). Técnico: Abel Ferreira.

SÃO PAULO: Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Léo e Welington (Arboleda, no intervalo); Pablo Maia, Rodrigo Nestor (Nikão, aos 27’/2ºT), Igor Gomes e Alisson (Patrick, aos 37’/2ºT); Éder (Luciano, aos 9’/2ºT) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

Relacionadas

Passageira é presa pela PRF transportando droga ônibus

Uma jovem de 23 anos foi presa apela Polícia Rodoviária Federal (PRF) pelo crime de tráfico de drogas, durante fiscalização de rotina em um...

Dentistas denunciam reutilização de material e assédio moral, mas vereadores rejeitam convocação de responsáveis

O requerimento apresentado pelo vereador Subtenente Guinancio (PSDB) que pretendia convocar a secretária municipal de Saúde, Ione Rodrigues, e a superintendente de saúde bucal,...

Idosa é socorrida com traumatismo craniano grave após ser atropelada por moto no Centro da cidade

Uma idosa ficou gravemente feira após ser atropelada por um motociclista no final da manhã desta quarta-feira (19) no Centro de Rondonópolis. A mulher...

IFMT Rondonópolis abre 40 vagas para curso superior na área de Tecnologia

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) Campus Rondonópolis está com 40 vagas abertas para o curso superior em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento...

Produtores indígenas começam a comercializar café cultivado com suporte do Governo de MT

Indígenas da Aldeia Massepô, da etnia Umutina, localizada em Barra do Bugres, começaram a embalar para comercialização o café produzido com o suporte do...

Marido de cuidadora estupra crianças de 3 e 6 anos que ficavam na casa e acaba preso

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (21), em Juara, um homem que abusou sexualmente de duas crianças, de três e seis anos, na casa...

Morador é encontrado carbonizado em residência após imóvel pegar fogo

O corpo de um homem identificado Divino da Silva Gomes, 59 anos, foi encontrado carbonizado dentro de uma residência, no  bairro Residencial Juscelino Farias,...

Perfis do ‘jogo do Tigrinho’ incomodam usuários no Instagram e WhatsApp

Nos últimos dias, usuários do Instagram no Brasil ganharam novos seguidores com frequência. O problema é que isso nada tem a ver com popularidade: os...

Heitor Wallas é recebido com saudação pelo prefeito após ser aclamado melhor jogador de futsal para surdos

Convidado pelo prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, que queria parabenizá-lo e abraçá-lo pessoalmente pelo título de melhor jogador de futsal para surdos,...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas