Mais
    Agora MT Editoriais A rifa tucana
    EDITORIAL

    A rifa tucana

    FONTE
    VIA

    Imagem: AGORA com Vanzeli A rifa tucana

    O ex-governador de São Paulo, João Dória, está sendo rifado pelo próprio partido, o PSDB, que busca construir com o MDB e o Cidadania a tão sonhada “terceira via” para as eleições desse ano. A trinca partidária definiu o nome da Senadora emedebista Simone Tebet, do Mato Grosso do Sul, como candidata ao Planalto. O problema é que o nome de Dória foi aprovado em prévias dentro do PSDB, em que os filiados da legenda o escolheram como candidato e ele tem, por isso, batido o pé, qual criança birrenta, para manter a candidatura.

    Dória usou toda a máquina do governo paulista para vencer essa prévia e, como consequência, sequer tem a simpatia dos filiados que o escolheram. Dentro do tucanato, ele parece ser o “candidato de si mesmo”. Não é sem razão! Não cumpriu a promessa que fez aos paulistanos de ficar no cargo de prefeito para o qual foi eleito em 2016, disputando o governo paulista em 2018. Nessa eleição, traiu o então companheiro Geraldo Alckmin nas eleições de 2018, abandonando-o e emprestando apoio a Jair Bolsonaro, ainda no primeiro turno. Chegou mesmo a alcunhar-se de “Bolsodória”. Logo depois, ambicionando já o pleito de 2022, rompeu com o já Presidente Bolsonaro, passando a fazer-lhe oposição.

    Dória anteviu sua perda de prestígio dentro do partido. Aos 2 de abril desse ano, data limite para sua desincompatibilização do cargo de governador de São Paulo para poder disputar a eleição para presidente do Brasil, ele ameaçou não renunciar e disputar a reeleição como governador. Condicionou a renúncia a uma declaração por escrito do PSDB de que ele seria o candidato da sigla. O presidente tucano, Bruno Araújo, apareceu com a tal carta de compromisso e Dória renunciou.

    Só que Bruno Araújo está “minando” essa candidatura mesmo antes das prévias. Tanto que definiu critério de votação que não favorecia a Dória. Pela primeira vez na história das prévias do PSDB o voto dos parlamentares eleitos tinha peso maior que os filiados comuns. E mais! O presidente tucano contratou uma instituição para o desenvolvimento de um aplicativo para a votação dos filiados sediada em Pelotas-RS, reduto eleitoral de Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul e preferido de Araújo naquelas prévias.

    Mesmo com relatórios que apontavam inconsistências no tal aplicativo, Araújo determinou que a votação se desse por aquele meio eletrônico e foi um fisco colossal para o partido, que precisou inventar outros meios para que as prévias acontecessem de fato.

    Bom, depois do compromisso assumido com Dória de que ele seria o candidato do partido, “vazou” um áudio de uma fala de Araújo por ele dada em jantar acontecido em Abril, onde disse abertamente que o PSDB não teria candidato própria em 2022. O ato foi interpretado como traição por João Dória, que, ato contínuo, fastou Araújo da coordenação da campanha. Sobre isto, ele tuitou: “Ufa. Comando que nunca fiz questão de exercer”.

    E no encontro de ontem, em que o nome de Simone Tebet foi escolhido para representar a coligação de PSDB, Cidadania e MDB, Araújo avaliou que, embora o nome da senadora apareça em último lugar nas pesquisas, ela teria menor rejeição que Dória e, por isso, se mostraria mais viável. Quando foi que menor rejeição passou a ser critério para a escolha do candidato? Se apresentarem o meu nome como candidato à presidência da República, provavelmente não terei qualquer rejeição: ninguém me conhece Brasil afora! Simone Tebet tem menor rejeição por isso. Ela não tem a mesma visibilidade de um governador de São Paulo. Mas isso não interessa a Bruno Araújo. O que ele quer mesmo é rifar o João Dória. Alguém quer comprar um número? São 45 reais. Alguém? É, ninguém quer. Vai que ganha, né!?

    Ontem, falei do Moro; hoje, do Dória. Amanhã, escreverei do Ciro. E nada de “terceira via” até aqui. Até lá!

    Relacionadas

    Após denúncia, jovem é preso com 19 porções de maconha e dinheiro

    Um jovem de 24 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) na noite desta terça-feira (28), no Bairro Parque Universitário, em Rondonópolis (MT). A...

    Prefeita assina Ordem de Serviço para construção do Batalhão da PM-MT em Jaciara

    Mais uma ação da Prefeitura de Jaciara que fortalecerá a segurança no município. É que a prefeita Andréia Wagner assinou na tarde de quarta-feira...

    Condutor perde controle do carro, bate na lateral da carreta e capota

    O motorista de um carro de escolta foi socorrido com ferimentos leves após se envolver em um acidente na tarde desta quarta-feira (29) no...

    Como conseguir a tão sonhada liberdade

    Nesta semana a indicação literária é a obra do filósofo e Nobel de Economia, Amartya Sen, “Desenvolvimento como liberdade”, em que o autor aborda...

    Mulher mata marido enforcado após ser chamada de ‘gorda e velha’

    Um servidor público de 51 anos morreu após ser asfixiado em Itajubá, a 451 km de Belo Horizonte. A esposa dele confessou ser a...

    Vítimas da Covid-19 serão homenageadas no cemitério da Vila Aurora neste domingo (26)

    Uma bela homenagem às vítimas da Covid-19 será realizada a partir das 8h deste domingo (26) no cemitério e Memorial Vila Aurora, em Rondonópolis...

    Com mortos e feridos, aumentam os prejuízos da invasão da Ucrânia

    Em quatro meses desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, os dois lados perderam um grande número de soldados. No dia 11 de junho, o...

    Suspeitos de roubarem relojoaria são presos em ação conjunta da Polícia Militar e Civil

    Equipes da Polícia Judiciaria civil de Tangará da Serra em ação conjunta com Polícia Militar atendem uma ocorrência de roubo praticada numa ótica e...

    PF cumpre mandados de busca e apreensão contra líderes de comércio ilegal de ouro em MT

    A Polícia Federal cumpre hoje (28) 52 mandados de busca e apreensão em endereços relacionados a líderes de um grupo investigado por crimes de...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas