Mais
    Agora MT Brasil Hospital terá que pagar por tratamento de bebê que caiu durante parto
    EM BELO HORIZONTE

    Hospital terá que pagar por tratamento de bebê que caiu durante parto

    Apoios médico, cirúrgico e psicológico devem ser fornecidos à criança; em caso de descumprimento, a multa será de R$ 5.000 por dia

    Fonte: R7
    VIA

    Imagem: A recem nascida teve traumatismo craniano Hospital terá que pagar por tratamento de bebê que caiu durante parto
    A recém nascida teve traumatismo craniano – R7

    A Justiça de Minas Gerais determinou, nesta segunda-feira (23), que o Hospital Sofia Feldman forneça tratamento médico, cirúrgico e psicológico à bebê que sofreu traumatismo craniano durante o parto. O caso ocorreu na sala de espera da unidade no bairro Tupi, na região norte de Belo Horizonte, no dia 6 de maio, enquanto a gestante aguardava atendimento.

    O juiz Armando Ghedini Neto, da 8ª Câmara Civil de Belo Horizonte, foi o responsável pela decisão e também determinou que, em caso de desobediência, o hospital deverá pagar uma multa diária de R$ 5.000.  Na decisão, também foi solicitado que as imagens de circuito interno e o prontuário da paciente sejam apresentados em até cinco dias.

    A Justiça afirmou que o tratamento rápido pode ser fundamental para que a recém-nascida não tenha ainda mais prejuízos decorrentes do acidente. “Se não lhe for garantido o fornecimento do procedimento cirúrgico e psicológico, com a urgência requerida, a inércia prolongada durante o tempo pode gerar consequências ainda maiores, principalmente ao desenvolvimento da saúde da incapaz, colocando em risco a sua vida”, reforçou o juiz na decisão.

    Posicionamento do hospital 

    Questionado, o Hospital Sofia Feldman informou que cumprirá a decisão da Justiça, mas que também vai avaliar a possibilidade de entrar com recurso. Isso porque, segundo a instituição, “a decisão foi proferida apenas com base na narrativa dos autores, antes que o hospital pudesse se manifestar nos autos”. Em nota enviada à imprensa, a maternidade alega que a narrativa levada ao Judiciário pela família não corresponde à verdade e que as imagens disponibilizadas para a Polícia Civil e a imprensa “desmentem vários pontos da narrativa da petição inicial”.

    Além disso, segundo a administração do hospital, os prontuários foram entregues à Polícia Civil, mas ainda não foram disponibilizados para a família devido aos protocolos seguidos pela instituição, que permitem a liberação do documento em até 15 dias após a solicitação. Sobre as imagens, o hospital alegou que a família não solicitou o acesso e que elas foram disponibilizadas para a imprensa e para a Polícia Civil espontaneamente.

    Mais uma vez, a maternidade alegou que “não houve qualquer falha na assistência dispensada à paciente” e que todos os cuidados após o nascimento da bebê foram tomados.

    O caso 

    A gestante Josiane Marques Pereira foi à maternidade Sofia Feldman no dia 6 de maio quando começou a sentir as primeiras contrações. A paciente recebeu uma pulseira verde (tempo de espera de até duas horas pelo atendimento) e teve que aguardar cerca de 40 minutos para ser atendida, mas a bebê não esperou. Josiane entrou em trabalho de parto na recepção do hospital e, sem o suporte necessário da maternidade, a recém-nascida caiu no chão e sofreu traumatismo craniano.

    A menina foi levada para o Hospital João XXIII, onde passou por cirurgia. Depois, continuou internada no Hospital João Paulo II. Ela recebeu alta na quarta-feira (11) e passa bem. Os pais alegam que houve negligência médica. A Polícia Civil investiga o caso.

    Relacionadas

    Governo confirma o primeiro caso de varíola do macaco em Minas Gerais

    O Governo de Minas Gerais confirmou, nesta quarta-feira (29), o primeiro caso de varíola do macaco no estado. O caso foi registrado em Belo Horizonte....

    O tiro no pé!

    Um outdoor chamou muito a atenção em Rondonópolis esses últimos dias. Nele, via-se uma arte dando publicidade, a quem passasse ali pela Av. Governador...

    Sobe para 53 o número de imigrantes mortos após ficarem trancados em caminhão

    O número de imigrantes mortos após terem sido expostos a altas temperaturas dentro de um caminhão abarrotado, em San Antonio, no estado do Texas,...

    Criminosos se passam por integrantes do Proerd para pedir patrocínio a empresários

    Ousados, criminosos tentaram se passar por policiais que integram o Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd), para pedir dinheiro a...

    Guerra na Ucrânia precisa terminar até o inverno, diz Zelenskiy

    O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse aos líderes do grupo das sete principais democracias industriais (G7) que queria que a guerra da Rússia na...

    Pesca do pintado não está proibida em Mato Grosso, afirma Conselho

    A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e o Conselho Estadual da Pesca (Cepesca) esclarecem que a pesca do pintado não está proibida...

    Adolescente com diversas passagens criminais é apreendido durante investigação em crime de homicídio

    Um adolescente foi apreendido pelos investigadores da Polícia Civil (PC) da Delegacia de Homicídios e Delitos Gerais, em cumprimento a dois mandados em decorrência...

    Governador firma convênio para construção de três pontes em Primavera do Leste

    O governador Mauro Mendes firmou convênio com a Prefeitura de Primavera do Leste para a construção de três novas pontes de concreto no município,...

    Petrobras reinicia processo de venda de três refinarias

    A Petrobras anunciou o reinício, nesta segunda-feira (27), dos processos de venda de três refinarias. Fazem parte do pacote a Refinaria Abreu e Lima...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas