Mais
    Agora MT Economia Inflação, desemprego e juros altos causam fuga recorde da poupança
    SAQUES SUPERAM R$ 40,4 BI

    Inflação, desemprego e juros altos causam fuga recorde da poupança

    Brasileiros sacaram mais de R$ 40 bilhões da caderneta somente no primeiro trimestre, o maior valor da história para o período

    Fonte: R7
    VIA

    Imagem: Renda mensal dinheiro Inflação, desemprego e juros altos causam fuga recorde da poupança
    Dinheiro- Foto: Reprodução

    Os saques das cadernetas de poupança superaram os depósitos em R$ 40,4 bilhões nos primeiros três meses de 2022. A maior fuga de recursos para o período desde 1995, início da série histórica do BC (Banco Central), é justificada pelo cenário econômico adverso, com inflação, taxa de juros e desemprego em níveis elevados.

    O desempenho negativo da poupança no período entre janeiro e março é fruto de R$ 872,6 bilhões aplicados e R$ 832,3 retirados da aplicação utilizada por quase um de cada quatro (23%) brasileiros, segundo dados do Raio-X do Investidor 2022, da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

    Para Francis Wagner, presidente do App Renda Fixa, a inflação oficial acumulada de 12,13% nos últimos 12 meses, os juros básicos em 12,75% ao ano e o desemprego que atinge 11,9 milhões ajudam a explicar a situação da aplicação ainda tradicional.

    “Um país com inflação e taxas de juros de dois dígitos torna outros tipos de ativos muito mais interessantes para quem tem um pouco mais de capital ou acesso a outros tipos de investimentos”, afirma Wagner.

    Bruno Komura, analista da Ouro Preto Investimentos, destaca que o momento atual faz com que as pessoas resgatem os recursos para cumprir com as despesas do dia a dia. “A população, no geral, não tem aumento de renda salarial, mas sofre com a alta dos custos por conta da inflação. Isso faz com que essas reservas guardadas sejam utilizadas”, lamenta ele.

    Também pesa contra a poupança a atual rentabilidade da aplicação, 0,5% ao mês, o equivalente a 6,17% ao ano. Significa dizer que, ao colocar dinheiro na caderneta, os brasileiros amargam uma perda real na faixa de 5,3%, o que pode ser revertida em outros com investimentos mais rentáveis, com a mesma segurança, que já pagam facilmente 1% ao mês.

    “Hoje em dia é muito fácil e rápido abrir conta em bancos e corretoras, o que pode ser determinante na hora de se investir, aliando-se a isso o acesso por smartphones às inúmeras notícias sobre investimentos também pode ser outra fonte dessa migração de recursos”, ressalta Wagner.

    Saldo final
    Com as dificuldades econômicas, o saldo de todos os valores investidos na caderneta, que superou R$ 1 trilhão em setembro de 2020, caminha para perder a marca após uma série de perdas iniciada há um ano. O valor, atualmente em R$ 1,006 trilhão, é 3,15% inferior ao pico atingido em julho do ano passado (R$ 1,038 trilhão).

    Mesmo com as quedas, o presidente do App Renda Fixa afirma que o resultado segue elevado e, por enquanto, não há motivos para crer que essas retiradas em nível recorde possam afetar negativamente a economia e nem o mercado imobiliário.

    O saldo final da caderneta é essencial para o setor, já que 65% dos recursos captados pelas instituições financeiras devem ser destinados para o SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) o financiamento da casa própria, conforme determinação do BC (Banco Central).

    Para Komura, a continuidade do movimento pode trazer preocupação para o segmento. “Nesses ciclos econômicos vai existir esse tipo de coisas. O ponto positivo em relação a isso é que, por mais que a gente tenha uma redução da caderneta e isso se traduz na redução do crédito imobiliário, a demanda por imóvel também acaba caindo junto com a demanda, ocasionando uma compensação”, afirma.

     

    Relacionadas

    Cidadania Portuguesa: será que você tem esse direito?

    Você sabia que muitos brasileiros têm direito à Cidadania Portuguesa? Apesar da língua ligeiramente diferente, sabemos que descendemos de uma população gigantesca advinda da...

    Morre aos 88 anos, a atriz, escritora e ex-modelo Danuza Leão

    A jornalista, escritora e ex-modelo Danuza Leão morreu na noite de ontem (22), na Clínica São Vicente, na Gávea, zona sul do Rio de...

    China comprou 67% da soja brasileira nos cinco primeiros meses de 2022

    A China importou 28,743 milhões de toneladas de soja do Brasil de janeiro a maio de 2021. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior...

    Conheça exercícios que melhoram a respiração dos idosos

    Com o envelhecimento, é natural ocorrerem alterações fisiológicas no organismo, favorecendo assim o aparecimento de  problemas na saúde da terceira idade. Um dos sistemas...

    Marcha para Jesus de Cuiabá supera todas as edições com público recorde de 50 mil pessoas

    “É a força dos cristãos de Mato Grosso. Foram dias difíceis, onde fomos criticados, apunhalados, mas sabíamos que Deus estava no controle de tudo,...

    Polícia prende 12 suspeitos em galpão usado para falsificar cerveja

    Uma ação das polícias Civil e Militar prendeu 12 pessoas em um galpão onde bebidas eram falsificadas em Queimados, na Baixada Fluminense. Segundo as...

    Virginia mostra barriga de cinco meses de gravidez e web reage: ‘A minha está maior que a dela’

    A influenciadora digital Virginia Fonseca mostrou aos seguidores, nesta sexta-feira (24), a barriga dos cinco meses de gestação, em comemoração a música Bandido, do marido,...

    Polícia Civil prende agressor que lesionava e mantinha ex-companheira em cárcere privado

    Um homem investigado pela cometimento de violência doméstica e familiar contra a ex-convivente, no município de Cáceres, foi preso pela Polícia Civil, na terça-feira...

    Tiroteio termina com seis baleados em noite de show de Wesley Safadão

    Seis pessoas foram baleadas em uma festa junina ocorrida na madrugada da última quarta-feira (15) no Benedito Bentes, em Maceió, em que Wesley Safadão...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas