Mais
    Agora MT Brasil Decisão da Justiça impede atuação da PRF fora de rodovias federais
    APÓS MORTES

    Decisão da Justiça impede atuação da PRF fora de rodovias federais

    Pedido do MPF ocorreu após operações policiais conjuntas, com mortes

    VIA

    Imagem: prf divulgacao 0 Decisão da Justiça impede atuação da PRF fora de rodovias federais
    PRF – Foto: © Ascom/PRF

    A Justiça Federal decidiu impedir a atuação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em operações fora de rodovias federais. A 26ª Vara Federal do Rio de Janeiro aceitou pedido do Ministério Público Federal (MPF) para suspender o Artigo 2º da Portaria 42/2021, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

    Segundo o artigo suspenso, a PRF poderia designar efetivo para integrar equipes em operação conjunta com outras forças, prestar apoio logístico, atuar na segurança das equipes e do material empregado, ingressar em locais alvos de mandado de busca e apreensão, mediante previsão em decisão judicial, lavrar termos circunstanciados de ocorrência e praticar outros atos relacionados ao objetivo da operação conjunta.

    O MPF pediu a nulidade do Artigo 2º para impedir a atuação da PRF em operações policiais em locais como as comunidades localizadas dentro da cidade do Rio. A Justiça aceitou o pedido por considerar que ele viola o parágrafo 2º do Artigo 144 da Constituição Federal, que especifica que a PRF “destina-se, na forma da lei, ao patrulhamento ostensivo das rodovias federais”.

    O pedido do MPF veio depois de três operações policiais, com a participação da PRF, que resultaram na morte de 37 pessoas, uma na comunidade do Chapadão (que deixou seis mortos), em março; e duas na Vila Cruzeiro (uma em fevereiro, com oito mortos, e outra em maio, com 23 mortos).

    A assessoria de imprensa da PRF informou que, no momento, não fala a respeito do assunto. “Aguardamos o posicionamento oficial para divulgação”, acrescentou.

    Relacionadas

    Na contramão de Fávaro, deputados do PSD reafirmam apoio a Mauro Mendes

    Deputados estaduais pelo PSD, Wilson Santos, Nininho e Dr. Gimenez, confirmaram que não irão seguir os passos do presidente estadual da sigla, senador Carlos...

    Em primeiro ato de campanha, Bolsonaro convoca apoiadores para o 7 de setembro

    Em seu primeiro ato oficial da campanha eleitoral deste ano, o candidato do PL à reeleição à Presidência da República, Jair Bolsonaro, criticou, nesta...

    Polícia Civil cumpre prisão de homem que matou morador de rua

    O autor do homicídio que vitimou o morador de rua Robson Nardine, no mês de junho deste ano, em Cuiabá, teve o mandado de...

    Ministro do TSE determina retirada de vídeos de Lula contra Bolsonaro

    O ministro Raul Araújo, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou a exclusão de vídeos publicados no YouTube em que o ex-presidente Lula (PT) chama...

    Governo edita decreto que autoriza empréstimo a beneficiários do Auxílio Brasil

    O Ministério da Cidadania editou nesta quinta-feira (11) um decreto de lei que autoriza a realização de empréstimo consignado por beneficiários do Auxílio Brasil....

    Asas do Jahu

    Este é o centésimo editorial que escrevo para o AGORAMT (como passa rápido!). E tinha que coincidir com a data de fundação de minha...

    A coragem que herdei do meu pai

    Eu não tenho fotografias com o meu pai, mas carrego comigo muitas lembranças do pouco tempo que vivi com ele. Foram apenas 11 anos...

    O primeiro ano do novo governo Talibã e o sofrimento de meninas e mulheres afegãs

    Sob o controle de um governo que mergulhado em seu radicalismo semeia o ódio perante à figura feminina, as mulheres do Afeganistão sofrem com...

    Wellington pede e Bolsonaro revoga decreto que prejudicava corretores de imóveis

    O senador Wellington Fagundes (PL) interveio junto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) e ao ministro General Braga Netto, candidato à vice-presidente da...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas