Mais
    EDITORIAL

    Rachou

    FONTE
    VIA

    Imagem: AGORA com Vanzeli Rachou

    O termo “rachar a Alemanha” é empregado em análises políticas para descrever o fenômeno pelo qual um segmento (econômico, cultural, religioso etc) é instado à desunião, com o propósito de seu enfraquecimento ou perda de influência. E a “ Alemanha” do agronegócio está se rachando por aqui.

    Coesos nas eleições nacionais desde sempre, parece que há uma ruptura à vista. Parte do agronegócio, liderado pela família Maggi, já se posicionou pela candidatura de Luís Inácio Lula da Silva à presidência. Nesta semana, Elusmar Maggi chamou a Bolsonaro de “motociclista ruim de serviço”, e Blairo já se posicionou em apoiar o “queridinho” de seu parente Eraí ao Senado, o deputado federal Neri Geller (PP), que já selou acordo em Brasília para dar palanque a Lula aqui no estado, ao lado do Senador Carlos Fávaro (PSD). A outra parte (a maior, diga-se de passagem) segue em coerência apoiando ao Presidente Jair Bolsonaro.

    O movimento dos Maggi acontece justamente porque o Governador Mauro Mendes, que prefere apoiar a reeleição de Bolsonaro, declarou que terá como candidato ao Senado Wellington Fagundes, do mesmo partido do Presidente, o PL. Como não coubesse deste lado a candidatura do “queridinho” Neri Geller, acabaram buscando outro palanque.

    Claro que os Maggi não são cartas fora do baralho. O poder de influência política da família é conhecido, especialmente pelos aportes financeiros que fazem às campanhas. Mas sacas de soja não são exclusividade dos Maggi e, por isso, seu afastamento da candidatura de Mauro Mendes não assusta, embora possa preocupar.

    Mas o tão aguardado anúncio da candidatura do senador Carlos Fávaro ao Governo de Mato Grosso não aconteceu, o que indica que Mauro não vai sentir tanto essa oposição. Claro que o apoio do agronegócio é relevante para qualquer um que pretenda se candidatar a cargo majoritário no estado. Mas, Mauro Mendes tem como principal cabo eleitoral a qualidade do seu governo, que ganha ainda mais realce quando comparado com as duas últimas administrações, as de Silval Barbosa e Pedro Taques, ambas desastrosas.

    Essa é a razão de a parte do agro que quer ver Geller no Senado da República não forçar a mão para lançar um concorrente a Mendes. Sabe que será tarefa difícil desbancar um governador que já fora elogiado pelo próprio Blairo Maggi. Até que Fávaro seria um bom candidato, mas não conseguiria construir uma candidatura robusta para além da bolha em que vive, o agronegócio. A disputa ao Senado será a mais concorrida dentro do segmento. Ficarão os integrantes desse importante bloco econômico ao lado de Geller e Lula, ou manterão a coerência e apoiarão a Wellington Fagundes e Bolsonaro? Em outubro, saberemos.

    Quanto ao racha, cuidado. Embora a Alemanha tenha conseguido se reunificar, uma outra nação jamais voltou a ser uma só após sua divisão, a coreana. Coreia do Norte e Coreia do Sul seguem como água e óleo e nada indica que se reunificarão outra vez. Será o agro uma Alemanha ou uma Coreia? É esperar para ver.

    Relacionadas

    Brasil registra 147 mortes e 17,7 mil novos casos de covid-19 em 24h

    Em 24 horas, foram registrados 17.726 novos casos de covid-19 no Brasil. No mesmo período, houve 147 mortes de vítimas do vírus. O Brasil...

    Mulher sofre fratura na perna após acidente e moto pega fogo e fica destruída

    Um acidente deixou uma motociclista gravemente ferida após ser vítima de um acidente na tarde desta sexta-feira (12), no bairro Tarumã, em Tangará da...

    Atualização do WhatsApp permite esconder o status online e sair de grupos sem ninguém saber

    O WhatsApp anunciou nesta terça-feira (9) novos recursos que prometem dar mais privacidade aos usuários. Algumas das mudanças são pedidos antigos de quem usa...

    Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago nesta terça-feira

    A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta terça-feira (9) a parcela de agosto do Auxílio Brasil e do Auxílio Gás. Recebem hoje os...

    Mato Grosso é o Estado que mais cresceu em 2022

    Mato Grosso lidera o ranking dos estados com maior crescimento econômico em 2022. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (11) pelo jornal Valor Econômico,...

    Caminhoneiros recebem hoje auxílio com parcela dobrada

    Os motoristas de carga autônomos recebem hoje (9) as duas primeiras parcelas do Auxílio Caminhoneiro, benefício emergencial para repor os efeitos do aumento do...

    Prazo para registro de candidatos termina nesta segunda (15)

    Termina nesta segunda-feira (15) o prazo para que partidos, coligações e federações partidárias apresentem o registro de candidatos para qualquer dos cargos em disputa...

    Marido de Simone desabafa após boatos de affair com Simaria: ‘A mentira jamais pode ser provada’

    Kaká Diniz, marido de Simone Mendes, usou suas redes sociais, na noite desta segunda-feira (8) para falar sobre os boatos e notícias inverídicas relacionada...

    Beneficiários de NIS final 2 recebem hoje o Auxílio Brasil

    A Caixa Econômica Federal paga hoje (10) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas