Mais
    Agora MT Economia Após quatro meses em alta, indústria cai e fica abaixo do nível...
    DADOS IBGE

    Após quatro meses em alta, indústria cai e fica abaixo do nível pré-pandemia

    Setor segue abaixo do nível pré-pandemia (1,5%) e interrompe a alta de 1,8%, acumulada nos meses anteriores, mostra IBGE

    Fonte: R7
    VIA

    Imagem: Trabalhador do setor da industria Após quatro meses em alta, indústria cai e fica abaixo do nível pré-pandemia
    Trabalhador do setor da indústria – Reprodução

    Após registrar alta por quatro meses consecutivos, a produção industrial no Brasil teve queda de 0,4% em junho, na comparação com o mês anterior, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os meses anteriores de expansão acumularam alta de 1,8%.

    A indústria segue abaixo do patamar pré-pandemia (1,5%) e também está 18% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011.

    Em relação ao mesmo mês de 2021, o setor recuou 0,5%. No primeiro semestre do ano, a indústria acumula queda de 2,2%. Já nos últimos 12 meses, a retração foi de 2,8%.

    Segundo o gerente da pesquisa André Macedo, “a indústria não havia recuperado a perda de janeiro (-1,9%), mesmo com os quatro meses de crescimento em sequência, período em que houve alta acumulada de 1,8%. Com o resultado de junho, há uma acentuação do saldo negativo no ano (-0,5%) quando comparado com o patamar de dezembro de 2021. Isso reflete as dificuldades que o setor industrial permanece enfrentando, como o aumento nos custos de produção e a restrição de acesso a insumos e componentes para a produção de bem final. Nesse sentido, o comportamento da atividade industrial tem sido marcado por paralisações das plantas industriais, reduções de jornada de trabalho e concessão de férias coletivas”.

    “Há a taxa de juros elevada, a inflação que segue em patamares altos, a diminuição da renda das famílias e, ainda que a taxa de desocupação venha caindo nos últimos meses, há um contingente de aproximadamente 10 milhões de desempregados no país. A característica dos postos de trabalho que estão sendo criados aponta para uma precarização do mercado de trabalho e isso é refletido na massa de rendimento, que não está crescendo. Todos esses aspectos são fatos importantes na nossa análise e ajudam a explicar esse saldo negativo do setor industrial”, completa Macedo.

    Atividades

    Em junho, três das quatro grandes categorias econômicas e quinze dos 26 ramos pesquisados mostraram redução na produção. A queda mais acentuada foi dos farmoquímicos e farmacêuticos (-14,1%) e dos derivados do petróleo e biocombustíveis (-1,3%). As duas categorias interromperam os avanços alcançados em abril e maio de 2022, quando acumularam crescimento de 5,3% e 5,0%, respectivamente.

    Registraram recuo, ainda, o setor de máquinas e equipamentos (-2,0%), de metalurgia (-1,8%), de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-2,8%) e de outros equipamentos de transporte (-5,5%).

    Por outro lado, entre as nove atividades em alta, veículos automotores, reboques e carrocerias tiveram aumento de 6,1%, intensificando o crescimento verificado no mês anterior (3,8%). Já indústrias extrativas subiram 1,9%, recuperando parte da queda de 5,7% observada em maio. Os dois setores exerceram os principais impactos positivos em junho.

    Entre as grandes categorias econômicas, ainda em relação a maio de 2022, os bens de capital (-1,5%) registraram a taxa mensal negativa mais acentuada, após subirem 7,5% em maio e caírem 8% em abril. Os setores produtores de bens intermediários (-0,8%) e de bens de consumo semi e não duráveis (-0,7%) também recuaram.

    O segmento de bens de consumo duráveis teve a única taxa positiva em junho, 6,4%, e seguiu o crescimento do mês anterior (4,1%).

    Todas as grandes categorias econômicas acumulam quedas no ano. O índice no primeiro semestre do 2022, frente a igual período do ano anterior, caiu 2,2%, com resultados negativos em todas as quatro grandes categorias econômicas.

    As principais influências negativas no total da indústria vieram de veículos automotores, reboques e carrocerias (-5,4%), produtos de metal (-12,1%), produtos de borracha e de material plástico (-10,0%), indústrias extrativas (-3,3%) e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-14,6%).

    A contribuição para a queda veio também de ramos de metalurgia (-5,4%), produtos têxteis (-15,3%), produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-9,1%), móveis (-19,8%), produtos de minerais não metálicos (-5,2%), confecção de artigos de vestuário e acessórios (-9,3%), produtos diversos (-7,0%), perfumaria, sabões, produtos de limpeza e de higiene pessoal (-5,0%) e de máquinas e equipamentos (-1,3%).

    Já entre as oito atividades em alta, no acumulado do ano, coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis foi a que teve o maior impacto (10,3%), impulsionada pela maior produção dos combustíveis. Outros impactos positivos importantes vieram de bebidas (2,9%) e manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (5,9%).

    Houve no período menor dinamismo para bens de consumo duráveis (-11,7%), pressionados, em grande parte, pelas reduções verificadas na fabricação de eletrodomésticos da “linha branca” (-21,7%) e da “linha marrom” (-12,6%) e de automóveis (-7,0%).

    Relacionadas

    Inscrições para curso “Processos e Novas Tecnologias” encerram hoje

    Seguem até esta sexta-feira (12) as inscrições para o curso de formação continuada “Processos e Novas Tecnologias”, ofertado pela Escola Superior da Magistratura de...

    Secretarias de Rondonópolis se organizam para otimizar cursos de qualificação

    A Prefeitura de Rondonópolis tem formado todo semestre novos profissionais capacitados em cursos de diversas áreas. Nesta quarta-feira (10) as lideranças das Secretarias Municipais...

    Foragido, suspeito de matar ex-policial e filha adolescente em Rondonópolis é preso em Goiás

    Lucas Soares Dias, 25 anos, que estava foragido com dois mandados de prisão da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de...

    Derf localiza e prende homem que matou policial militar em Rondonópolis

    A Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf) prendeu, nesta segunda-feira (15) no Jardim Pindorama, Jaciel Almeida Maciel Junior, 35 anos, que responde pela...

    Governo edita decreto que autoriza empréstimo a beneficiários do Auxílio Brasil

    O Ministério da Cidadania editou nesta quinta-feira (11) um decreto de lei que autoriza a realização de empréstimo consignado por beneficiários do Auxílio Brasil....

    Cidade mexicana tem dia violento, com homicídios e lojas incendiadas

    Várias pessoas foram assassinadas, incluindo quatro trabalhadores de uma estação de rádio e três presos, num dia de violência em Ciudad Juárez, no México,...

    Idosa é atropelada ao atravessar faixa de pedestre na avenida Júlio Campos

    Uma idosa de 62 anos ficou ferida após ser atropelada por uma caminhonete ao atravessar uma faixa de pedestre, na avenida Júlio Campos, no...

    Dupla invade comércio, rende e amarra funcionários, mas acaba presa pela PM

    Dois jovens foram presos pela Polícia Militar (PM) na manhã desta terça-feira (09) após invadirem uma loja de manutenção de aparelhos celulares localizada na...

    Motociclista é socorrido com fraturas após se envolver em grave acidente na região central

    Um motociclista de 44 anos ficou gravemente ferido após se envolver em um acidente na manhã deste domingo (14), no cruzamento da avenida Cuiabá...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas