Agora MTManchetesUFR é a primeira universidade pública a formalizar reajuste de bolsas e...
NOVOS VALORES

UFR é a primeira universidade pública a formalizar reajuste de bolsas e auxílios

A proposta já havia sido antecipada durante a 157ª Reunião Extraordinária do Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes)

Fonte: Assessoria
VIA
Imagem: ufr UFR é a primeira universidade pública a formalizar reajuste de bolsas e auxílios
Campus da Universidade Federal de Rondonópolis – Foto: Vandréia de Paula/Agora MT

A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) publicou na quinta-feira (23) a portaria que reajusta o valor das bolsas e auxílios no âmbito da instituição. Com a mudança, os valores pagos a estudantes universitários passaram de R$ 400,00 para R$ 700,00.

Para os secundaristas do ensino médio, a alteração foi de R$ 100,00 para R$ 300,00. A proposta já havia sido antecipada durante a 157ª Reunião Extraordinária do Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), da qual a UFR também participou. Com a publicação da portaria, a UFR torna-se a primeira universidade pública brasileira à formalizar o reajuste anunciado pelo Governo Federal.

A reitora da UFR, professora Analy Polizel, explicou que o aumento foi possível devido à um conjunto de fatores que permitiram a antecipação da medida. Entre estes fatores, a reitora citou o repasse e complementação de recursos liberados pelo Ministério da Educação (MEC) por meio da PEC da Transição (PEC 32/22), o ajuste nas contas da universidade e a economia gerada pela implantação da usina fotovoltaica da UFR como determinantes para viabilizar o aumento.
“O reajuste das bolsas e auxílios são fundamentais para que estudantes universitários e secundaristas concluam seus estudos. Com o aumento das bolsas e auxílios assegurados pela UFR, desejamos promover a inclusão, consolidar a permanência e aumentar as taxas de conclusão dos cursos de graduação. A universidade possui um papel importante na minimização das desigualdades sociais e nós esperamos que estas medidas possibilitem que mais pessoas tenham condições de ingressar e se manter nas instituições públicas de ensino do nosso país”, declarou a reitora.

A portaria Reitoria/UFR nº155, de 23 de fevereiro de 2023, reajusta todas as bolsas pagas no âmbito da instituição e os auxílios-moradia e auxílio-permanência que integram parte das políticas de inclusão e assistência promovidos pela universidade. Com relação às bolsas de programas de pós-graduação que possuem fonte pagadora externa, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) já publicou portaria que formaliza um aumento de 40%, passando de R$ 1.500 para R$ 2.100 nos programas de mestrado, e de R$ 2.200 para R$ 3.100 no doutorado.

Relacionadas

Siga-nos