Agora MT Notícias Australiana de 13 anos é torturada por colegas após ser convidada para...
FOI PARAR NO HOSPITAL

Australiana de 13 anos é torturada por colegas após ser convidada para festa falsa

Agressoras tinham praticamente a mesma idade da vítima, e motivação ainda é desconhecida

Fonte: R7

Imagem: adolescente Australiana de 13 anos é torturada por colegas após ser convidada para festa falsa
Adolescente agredida – Foto: Reprodução

Kirra Hart, de 13 anos, foi convidada por suas colegas de classe para uma festa no mês de março, mas quando chegou ao endereço, em Sunshine Cost, na Austrália, não encontrou o que esperava.

Na casa só havia outras três meninas, que trancaram a porta assim que a vítima entrou e começaram a torturá-la. As outras adolescentes tinham entre 12 e 15 anos, e nenhum responsável estava na residência.

A motivação do crime ainda é desconhecida, já que as agressoras, até então, se passavam por amigas da vítima. A mãe de Kirra contou ao Australian Courier Mail que sua filha tinha conhecido o grupo há duas semanas.
Por mais de cinco horas, a vítima foi submetida a uma verdadeira sessão de tortura, que incluía ser queimada, humilhada, amarrada e pisoteada, além de ter sido cortada com facas e pedaços de vidro. Toda a ação, que aconteceu no dia 15, foi registrada por uma das convidadas, e as imagens vazaram nas redes recentemente, chocando a internet.

Depois do ataque, uma das envolvidas acompanhou Kirra até em casa, instruindo a garota a mentir sobre o que tinha acontecido, caso contrário, elas matariam a jovem junto de toda sua família.

Quando chegou, a vítima e a suspeita mentiram para os Hart, alegando que Kirra tinha sofrido uma tentativa violenta de assalto, mas que “por sorte” suas amigas estavam lá e a ajudaram. A mãe da menina desconfiou da versão, e conseguiu extrair a verdade da filha mais tarde.
“Além dos hematomas, dos dois olhos roxos, do pulso fraturado e do rosto inchado, ela foi esfaqueada no joelho e, por pouco, não atingiu um tendão”, relatou a mãe ao jornal local.

Agora, a família Hart está escondida enquanto as investigações acontecem, para terem privacidade e segurança. Em seu perfil do Instagram, Kirra divulga os nomes e rostos de suas agressoras, pedindo justiça.

Contas com o nome “Justice for Kirra Hart” (justiça para Kirra Hart) estão surgindo nas redes, além de hashtags e trends sobre o assunto. Em um vídeo recente postado no TikTok, a vítima aparece recuperada de seus ferimentos, mas garante que nunca esquecerá o acontecido.

Relacionadas

Sanear apresenta trabalhos técnicos e é destaque em evento nacional de saneamento

Os avanços no setor de saneamento em Rondonópolis foram destaque na 52ª edição do Congresso Nacional da Assemae, encerrado nesta sexta-feira (24) no município...

Paulo José propõe a construção de condomínio para idosos

O pré-candidato a prefeito Paulo José Correia (PSB) defendeu a criação de um condomínio exclusivo para abrigar pessoas da terceira idade. A ideia foi...

Suspeito de atirar em cachorro é preso em flagrante pela Polícia Militar

Policiais militares do 11º Batalhão prenderam um casal, nesta quinta-feira (23), suspeitos por porte ilegal de arma, ameaça, desacato e resistência, durante abordagem em...

A construção civil gera bons empregos e ajuda a cidade a se desenvolver, diz Paulo José

Um dos setores da economia local que mais gera empregos e renda na cidade, a construção civil de Rondonópolis segue à todo vapor e...

Polícia Civil prende professora de educação infantil em flagrante por agressão a três crianças

Uma professora da rede municipal de educação de Sorriso foi detida em flagrante pela Polícia Civil, na última segunda-feira (27) por agressão contra três...

Governo autoriza compra de 1 milhão de toneladas de arroz

O governo federal autorizou, através de medida provisória assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira (24), a compra de até um...

Juros do cartão de crédito voltam a subir em abril e atingem 423,5% ao ano

A taxa média de juros do rotativo do cartão de crédito voltou a subir e, em abril, chegou a 423,5% ao ano, maior nível...

Acusado de matar e colocar fogo no corpo do colega pede carona a policiais

Assueiro Alves Santos, 39 anos, que estava sendo procurado desde segunda-feira (20), acusado de matar o colega de trabalho e colocar fogo no corpo...

Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado no Jardim Tropical

Um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado na tarde desta quinta-feira (23), no bairro Jardim Tropical, em Rondonópolis-MT. João Nunes Filho, de...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas