Agora MTEconomiaHaddad deve discutir descontos para eletrodomésticos com o presidente Lula
NESTA SEXTA-FEIRA

Haddad deve discutir descontos para eletrodomésticos com o presidente Lula

Ministro da Fazenda critica a alta da Selic e alega que a taxa pesa sobre o consumo; juro real chega a 30% para a população

Fonte: R7
VIA
Imagem: Fernando Haddad e o presidente Lula em Brasilia Haddad deve discutir descontos para eletrodomésticos com o presidente Lula
Fernando Haddad e o presidente Lula, em Brasília – Reprodução

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira (13) que vai se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na sexta (14) para discutir descontos em eletrodomésticos. Ele criticou a alta taxa básica de juros, a Selic, mantida pelo Banco Central (BC) em 13,75% ao ano, que pesa sobre o consumo, incluindo o de produtos da linha branca. Essa é uma das bandeiras de Lula para fomentar a indústria.

O governo federal faz uma intensa campanha contra a alta da Selic, na expectativa de reaquecer a economia ao baratear a concessão de crédito. Desde a corrida eleitoral, Lula vocaliza críticas a Roberto Campos Neto, presidente do BC.

Segundo Haddad, a expectativa é que o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC reveja sua posição sobre a taxa no próximo encontro, em agosto. “A expectativa de todo mundo é que abaixe [os juros, em agosto].”

Juro real
O ministro da Fazenda também reiterou que a manutenção da Selic em 13,75% ao ano impacta o juro real, que, de acordo com Haddad, é de 10% se comparado com a inflação acumulada, de 3,40%. Com a taxa básica de juros no atual patamar, o ministro avalia que o juro real pode variar entre 20% e 30% para a população.

Relacionadas

Siga-nos