Agora MT Brasil Facebook diz ao STF que não tem como recuperar vídeo publicado por...
VÍDEO FOI APAGADO

Facebook diz ao STF que não tem como recuperar vídeo publicado por Bolsonaro após o 8/1

Meta afirma não ter acesso a postagens apagadas por usuários; Moraes havia dado 48 horas para empresa enviar cópia do vídeo

Fonte: R7

Imagem: ex presidente jair bolsonaro Facebook diz ao STF que não tem como recuperar vídeo publicado por Bolsonaro após o 8/1
Ex-presidente Jair Bolsonaro – Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Meta, empresa que administra o Facebook, informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que não tem mais o vídeo publicado e apagado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) após os ataques do dia 8 de janeiro. Em manifestação enviada à Corte, a empresa afirma que não possui meios para recuperar publicações quando elas são apagadas pelo usuário.

A plataforma compartilhou o resultado das buscas internas. O documento, em inglês, conclui que “não há registros disponíveis” (no responsive records located). Os advogados da Meta argumentam que o STF não pode penalizar a empresa por descumprir uma ordem “materialmente impossível”.

“A Meta Platforms reafirma sua intenção de cooperar plenamente sempre que instada e requer seja reconhecida a impossibilidade material de cumprimento da r. ordem”, diz um trecho do ofício enviado ao STF.

As explicações foram dadas depois que o ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, deu 48 horas à empresa para entregar uma cópia do vídeo. A multa diária em caso de descumprimento é de R$ 100 mil.

Moraes atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que afirma que o vídeo é necessário para decidir se há ou não elementos para denunciar Bolsonaro. Foi a PGR quem sugeriu a imposição de multa. Advogados da Meta chegaram a se reunir com o subprocurador-geral da República, Carlos Frederico Santos, que coordena as investigações do 8 de Janeiro.

O vídeo foi publicado por Bolsonaro no dia 10 de janeiro e apagado minutos depois. Em depoimento à Polícia Federal, o ex-presidente afirmou que estava medicado quando fez a publicação. A versão dele é de que o vídeo seria compartilhado no WhatsApp, para assistir depois, e não no perfil aberto no Facebook.

A primeira decisão que determinou que o vídeo fosse preservado é de janeiro. Moraes pediu uma cópia do material nos autos da investigação sobre os “autores intelectuais” dos atos extremistas na praça dos Três Poderes. Também foram requisitadas informações sobre o alcance da publicação de Bolsonaro — total de visualizações, número de compartilhamentos e de comentários. Uma nova notificação foi enviada em julho.

A Meta afirma que só foi intimada em agosto e que “desconhecia” a ordem para preservar o vídeo. Cabe agora a Moraes decidir se as explicações da plataforma são suficientes para afastar a multa.

Relacionadas

Idoso embriagado é preso e moto com registro de roubo é apreendida pela PM

Um idoso de 60 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) pelos crimes de receptação e por conduzir veículo automotor sob influencia de álcool,...

Projeto que proíbe trilhos de ferrovias em núcleo urbano é aprovado na ALMT

A Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transporte analisou 17 projetos durante a 1ª reunião ordinária do colegiado na tarde desta terça-feira (14). Entre...

Carretas com doações de Rondonópolis chegam à central de recebimento no Rio Grande do Sul

As 15 carretas carregadas de doações que saíram de Rondonópolis na última sexta-feira (10) acabam de chegar à central de recebimento de doações em...

GAP apreende entorpecentes e homem com várias passagens criminais é preso por tráfico de drogas

Um homem de 42 anos foi preso pela Grupo de Apoio (GAP) da Polícia Militar (PM) pelos crimes de tráfico de drogas e associação...

Pacheco e Padilha anunciam que governo vai manter desoneração de municípios em 2024

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta quinta-feira (16) que o governo, o Congresso e os municípios entraram em acordo para que...

Mulher é presa com droga ao tentar visitar esposo na Mata Grande

Uma mulher de 37 anos foi presa pela Polícia Penal tentando entrar com entorpecentes na Mata Grande, neste domingo (12), em Rondonópolis-MT. Conforme informações, durante...

Paulo José defende criação de um novo distrito industrial na cidade

O pré-candidato a prefeito Paulo José Correia (PSB) afirmou que trabalhará pela criação de um novo distrito industrial na cidade. A ideia foi defendida...

Idosa de 78 anos que estava em garupa de moto durante acidente morre após 33 dias no hospital

Uma idosa de 78 anos, identificada como Azoraide Silva, morreu na noite da última terça-feira (14), no Hospital Regional. Ela foi vítima de um...

Idosa de 62 anos é encontrada morta em residência no Jardim Ipanema

Uma idosa de 62 anos, identificada como Adeval Souza de Lara, foi encontrada morta na manhã deste domingo (19), na residência em que morava...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas