Agora MT Brasil Corregedor decide afastar Gabriela Hardt e mais três por irregularidades na Lava...
OPERAÇÃO LAVA JATO

Corregedor decide afastar Gabriela Hardt e mais três por irregularidades na Lava Jato

Juíza que substituiu Sergio Moro é suspeita de ilegalidades na condução dos processos da operação

Fonte: R7

Imagem: CNJ Corregedor decide afastar Gabriela Hardt e mais três por irregularidades na Lava Jato
Conselho Nacional de Justiça – Foto: Reprodução

O corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, decidiu nesta segunda-feira (15) afastar da magistratura a juíza federal Gabriela Hardt, que atuou na 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, por ilegalidades cometidas ao longo da operação. Além dela, o ministro afastou os desembargadores Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz e Loraci Flores de Lima e o juiz federal Danilo Pereira Júnior. Nesta terça-feira (16), o plenário do CNJ vai julgar os processos envolvendo os quatro e pode ratificar as decisões de Salomão.

Entre os crimes supostamente cometidos por Gabriela, estão os de peculato-desvio, prevaricação, corrupção privilegiada e corrupção passiva. Salomão apontou uma série de irregularidades supostamente cometidas pela juíza à frente do caso, como o direcionamento dos recursos obtidos a partir da homologação de acordos de colaboração e de leniência da Petrobras com a finalidade de se obter o retorno dos valores em multa pagos pela empresa para fins privados e interesses particulares, sem qualquer participação da União.

Gabriela teria convencido representantes da Petrobras a firmar com ela, como representante do Estado brasileiro, acordo de assunção de compromissos, posteriormente homologado pelo juízo da 13ª Vara, com o objetivo de permitir o direcionamento de pelo menos R$ 2,5 bilhões a uma fundação de direito privado de interesse pessoal dos próprios procuradores da Lava Jato que ainda seria criada.

Salomão afirma que “a natureza da atividade desenvolvida pela reclamada [Gabriela] exige e impõe atuar probo, lídimo, íntegro e transparente, sendo inaceitável que, aparentemente descambando para a ilegalidade, valha-se da relevante função que o Estado lhe confiou para fazer valer suas convicções pessoais”. Ele destacou que a ideia de combate à corrupção da Lava Jato acabou sendo “transformada em uma espécie de ‘cash back’ para interesses privados”.

De acordo com as acusações contra a juíza, ela também atuou em processo autônomo — instaurado de ofício, com absoluto sigilo e sem a participação dos interessados — para suposto controle e destinação de valores oriundos de acordos de colaboração e leniência, inclusive referentes a ações penais sem sentença e, também, sem trânsito em julgado, estabelecendo critérios sem fundamentação legal, eivados de contradição e sem transparência, atingindo montantes superiores a R$ 5 bilhões.

Segundo Salomão, “há elementos que atestam a existência de indícios de cometimento de graves infrações disciplinares” por Gabriela e é “inconcebível que a investigada possa prosseguir atuando, quando paira sobre ele a suspeita de que o seu atuar não seja o lídimo e imparcial agir a que se espera”.

“O afastamento atende à necessidade de resguardo da ordem pública, seriamente comprometida pelo agir irregular dos reclamados, assim como, atende à necessidade de estancar a conduta aparentemente infracional”, afirmou o ministro.

“A gravidade dos fatos investigados e a presença de fortes indícios de participação da magistrada apontam para o comprometimento do exercício da função judicante e da credibilidade do Poder Judiciário, o que recomenda o excepcional afastamento das funções do cargo de Desembargador, ainda na fase investigatória, prévia à de eventual oferecimento de denúncia, de modo a preservar-se a segurança e a confiança que a sociedade deve ter no conteúdo das decisões judiciais”, acrescentou Salomão.

Relacionadas

Indústria de bebida de MT cria modelo de negócio para o empreendedorismo familiar

A cada ano o número de empreendedores cresce em Mato Grosso, em busca de oportunidades e modelos de negócios que se adequem dentro de...

SES realiza Semana Mato-Grossense de Doação, Proteção e Sensibilização da Amamentação

Em maio é celebrado o dia mundial de sensibilização do método ‘canguru’, de doação de leite humano e da proteção à amamentação. Para celebrar...

Homem é preso após apalpar e assediar colega de trabalho em Rondonópolis

Um homem foi preso no final da manhã desta terça-feira (21) após importunar sexualmente uma colega de trabalho em um estabelecimento no Centro de...

Operação Lei Seca prende 12 condutores por embriaguez ao volante

A Operação Lei Seca realizada em Cuiabá, na madrugada deste domingo (19), prendeu 12 condutores por embriaguez ao volante. Em uma das prisões, um...

Presidente do Irã morre em acidente de helicóptero, afirma agência estatal

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu nesta segunda (20) vítima de um acidente com o helicóptero em que viajava. O chefe de Estado...

Inscrição para a escolha da Garota Exposul terá novo formato em 2024

O formato de inscrição da Garota Exposul deste ano será diferente das edições anteriores, o processo para as candidatas participarem ocorrerá de forma presencial,...

Bandidos rendem e roubam família na Vila Aurora; PM prende um e identifica criminosos

Um homem de 30 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) após um crime de roubo em uma residência no bairro Vila Aurora, na...

Homem é executado com tiro na cabeça enquanto caminhava em calçada

Um homem ainda não identificado morreu após ser atingido por cerca de três disparos de arma de fogo, na noite deste domingo (19), rua...

Câmara de Comércio Exterior zera tarifa de importação para garantir abastecimento de arroz

Três tipos de arroz deixarão de pagar Imposto de Importação para entrar no país. Em reunião extraordinária, o Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas