Agora MT Mato Grosso Governo de MT aplicou R$ 478 milhões em multas por crimes ambientais...
OPERAÇÕES

Governo de MT aplicou R$ 478 milhões em multas por crimes ambientais de janeiro a abril

No total, 142 operações foram realizadas nos primeiros quatro meses de 2024; maior parte das autuações ocorreu no bioma amazônico

Fonte: SECOM-MT

Imagem: CRIME AMBIENTAL Governo de MT aplicou R$ 478 milhões em multas por crimes ambientais de janeiro a abril
Estado já realizou mais de 140 operações contra crimes ambientais em 2024 – Foto: Karla Silva/Sema-MT

O Governo de Mato Grosso deflagrou 142 operações contra crimes ambientais entre janeiro e abril de 2024 em todo o Estado, que resultaram em R$ 478 milhões em multas. A maioria das autuações, R$ 314,2 milhões, ocorreu no bioma amazônico. As ações tiveram como alvos principais os desmatamentos e queimadas ilegais.

As equipes de fiscalização embargaram 83 mil hectares contra desmatamento ilegal. Nos primeiros quatro meses do ano, a Sema atendeu 1.413 alertas de desmatamento e emitiu 1.401 autos de infração.

“O Estado tem atuado com tolerância zero contra crimes ambientais com equipes da Sema e Forças de Segurança agindo de forma integrada. O investimento em tecnologia e os equipamentos de ponta melhoram cada vez mais a resposta e a responsabilização”, destaca a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

As ações foram coordenadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com Polícia Militar (PMMT) e Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA). Do total de operações, 13 aconteceram com o apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer) e algumas ações foram comandadas pelo Batalhão de Emergência Ambiental (BEA).

Nas operações do quadrimestre foram apreendidos 27 tratores, 27 esteiras, 26 caminhões, 16 motosserras, 14 veículos e motos, 5 escavadeiras, 3 retroescavadeiras, 11 dragas ou balsas, 14 barcos e 40 motobombas e motores estacionários.

Das autuações realizadas entre janeiro e abril de 2024, 46,7% foram feitas de forma remota e 53,3% in loco. As principais infrações são: impedir ou dificultar a regeneração natural da vegetação, desmatamento ilegal, empreendimentos sem licença, exploração seletiva e descumprimento de embargo.

Além da Superintendência de Fiscalização (SUF), as nove Diretorias de Unidades Desconcentradas (DUD) da Sema também coordenaram operações contra crimes ambientais.

Operação Amazônia

A Operação Amazônia foi colocada em prática por órgãos estaduais e federais, sob a coordenação da Sema. O Governo do Estado irá destinar R$74,5 milhões para o combate de crimes ambientais em todo o território mato-grossense ao longo de 2024. Desde 2019, foram aportados mais de R$ 314,5 milhões para combate aos incêndios florestais e desmatamento ilegal.

As equipes têm como auxílio equipamentos de monitoramento em tempo real por satélite de todo o território de Mato Grosso e mantêm fiscalização contínua no local onde é identificado o crime ambiental.

A ferramenta, contratada pelo REM, age de forma preventiva, minimiza os danos, aumenta a celeridade na resposta, facilita a responsabilização e permite o embargo da área de forma imediata por meio do monitoramento diário e alertas semanais de desmatamento.

Os agentes também apreendem e removem maquinários flagrados em uso para o crime, efetivando a responsabilização, já que apreensão de bens promove a descapitalização do infrator.

Denúncias

Os crimes ambientais devem ser denunciados à Ouvidoria Setorial da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, pelo 0800 065 3838, pelo aplicativo MT Cidadão ou em uma das regionais da Sema. Quem se deparar com um crime ambiental também pode denunciar à Polícia Militar, pelo 190.

Relacionadas

Condenado por matar o próprio primo a tiros em Rondonópolis é preso pela Polícia Civil

Fernando Souza Lara, 29 anos, foi preso nesta sexta-feira (07) em uma obra em condomínio fechado em Rondonópolis-MT. Ele foi condenado por matar o...

Investigação da PF diz que só uma pessoa planejou ataque a Bolsonaro em 2018

A Polícia Federal concluiu nesta terça-feira (11) a investigação sobre o atentado a faca sofrido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, em 2018. Segundo a corporação,...

Vereadores de Palmares do Sul são investigados por desvio de doações ao Rio Grande do Sul

Três vereadores e um secretário municipal de Palmares do Sul, no Rio Grande do Sul, no litoral norte do estado, são suspeitos de desviar...

Suspeito por tentativa de homicídio em bar é preso pela Polícia Militar

Policiais militares do 22º Batalhão prenderam, na noite do último domingo (09), um homem de 41 anos, suspeito por tentativa de homicídio em um...

Governador Mauro Mendes sugere lei para proibir aumento de impostos no país

O governador Mauro Mendes sugeriu, em reunião com a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a criação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição)...

Mais de 3,2 mil vagas de emprego estão disponíveis em Mato Grosso nesta semana

O Sistema Nacional de Emprego (Sine-MT), vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), divulgou a oferta de 3.265 oportunidades para...

Serra de São Vicente será interditada para manutenção neste sábado

A BR-364 será interditada neste sábado (08), a partir das 22h, para manutenção e conservação da rodovia no trecho da Serra de São Vicente...

Vazio sanitário da soja começa neste sábado (08) em Mato Grosso

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) lembra a todos os sojicultores que o período do vazio sanitário da soja...

Seduc abre processo seletivo para contratação temporária de militares da reserva

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) abriu, na sexta-feira (07), as inscrições para o processo seletivo simplificado destinado à formação do cadastro de...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas