Agora MT Brasil Famílias mais pobres são as mais afetadas pela inflação de 2024, mostra...
IMPACTO

Famílias mais pobres são as mais afetadas pela inflação de 2024, mostra indicador do Ipea

Dados divulgados nesta sexta indicam que os preços aumentaram mais os grupos de renda baixa ou muito baixa; alimentos puxam alta

Fonte: R7

Imagem: PRECO ALIMENTOS Famílias mais pobres são as mais afetadas pela inflação de 2024, mostra indicador do Ipea
Alimentos são grupo com maior peso na inflação – Foto: Edu Garcia/R7

Quanto mais pobre a família, mais afetada ela foi pelo aumento de preços nos cinco primeiros meses deste ano. É o que mostra o indicador de Inflação por Faixa de Renda do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgado nesta sexta-feira (14). O índice divide as famílias em seis faixas de receita: muito baixa, baixa, média-baixa, média, média-alta, alta. Para as três primeiras, a inflação deste ano é maior que o IPCA oficial, calculado em 2,27%.

No caso dos grupos de renda muito baixa, o índice está em 2,57% em 2024. Entre abril e maio, o índice avançou de 0,41% para 0,48%. Segundo o Ipea, os grandes vilões são encontrados nos supermercados: alimentos consumidos em domicílio e artigos de higiene pessoal. A alta nos custos de água, esgoto e energia elétrica também tem destaque nesta conta.

O relatório do órgão atribuiu parte dos problemas inflacionários deste ano aos efeitos dos eventos climáticos extremos. Apesar dos resultados ruins, as famílias mais pobres são o grupo menos afetado pela inflação acumulada nos últimos 12 meses. Quando visto por esse ângulo, o indicador geral está em 3,93% e afeta mais quem tem renda alta, média ou média-alta.

Neste último caso, o Ipea indica que os principais responsáveis estão nos grupos de alimentos e bebidas, transportes e saúde e cuidados pessoais. Carnes, aves e ovos, leites e derivados e óleos e gorduras tiveram uma redução de preço que variou entre -8% e -1,2%. Os cerais, tubérculos, frutas e hortaliças tiveram aumentos que foram de 12,1% a 38,4%.

Nos transportes, as passagens aéreas lideram o ranking de reajuste de preços, com ganho de 19,9% em 12 meses. Elas são seguidas pelo transporte por aplicativo (11,7%), metrô (10,4%) e ônibus intermunicipal (10,2%).

Relacionadas

Período de férias escolares na rede estadual começa na segunda-feira (15)

As férias escolares nas 648 escolas da Rede Estadual de Ensino começam na segunda-feira (15) e o retorno está agendado para o dia 30...

Faccionado morre em confronto com a Polícia Militar em Mato Grosso

Um homem identificado como André Ribeiro Pereira, vulgo “Fanho”, morreu em um confronto com a Polícia Militar (PM), na noite de quarta-feira (10), no...

Brasil deixa lista dos 20 países com mais crianças não vacinadas

O ano de 2023 marcou um avanço do Brasil na imunização infantil e fez o país deixar o ranking das 20 nações com mais...

Presidente da Itália chega ao Brasil neste domingo para reforçar laços

Após 24 anos desde a última visita oficial, a equipe da embaixada da Itália aguarda a vinda do presidente Sergio Mattarella. A temporada no...

Polícia prende dupla que manteve mãe e bebê reféns durante assalto

Dois homens suspeitos de assaltar apartamentos na região de Perdizes, zona oeste de São Paulo, foram presos por agentes do Deic (Departamento Estadual de...

Passageiro fica preso às ferragens após acidente envolvendo dois caminhões na MT-358

Um grave acidente envolvendo dois caminhões deixou um passageiro ferido e preso às ferragens na noite da última sexta-feira (12), na MT-358, a cerca...

Lucro bilionário do FGTS será decidido nesta terça-feira; saiba quem tem direito

O lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço ( FGTS) de 2023 será definido nesta terça-feira (16), e a distribuição para os trabalhadores...

Idoso morre após bater carro em duas carretas na BR-163

O motorista de um carro Saveiro, identificado como José Santos Ribeiro, 69 anos, morreu em um acidente envolvendo duas carretas, nas primeiras horas da...

Novo leilão da Receita Federal tem iPhone por R$ 840 e até carro por R$ 500

A Receita Federal vai fazer um novo leilão de mercadorias apreendidas ou abandonadas, no dia 30 de julho, em São Paulo. Smartphones, notebooks, videogame, roupas de...

Especiais

Últimas

Editoriais

Siga-nos

Mais Lidas