Número de acidentes e prisões por embriaguez aumenta nas rodovias federais de MT

Nos quatro dias de Operação Corpus Christi, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou, nas rodovias federais em Mato Grosso, 1.348 testes de alcoolemia, 30 pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante e 13 foram presas, um número 25% maior de prisões em relação à operação de 2018.

Houve ainda a autuação de seis pessoas por dirigirem sob a influência de substância psicoativa – drogas ilícitas, 96 por estarem sem cinto de segurança, 227 por ultrapassagem irregular.

Na área da criminalidade, meia tonelada de maconha foi apreendida, além de 141 quilos de agrotóxico e 204 mil maços de cigarros, três veículos roubados foram recuperados.

Foram registrados 25 acidentes em que 26 pessoas ficaram feridas e duas morreram. Na operação de 2018 foram 17 acidentes com 18 pessoas feridas e 2 mortas.

A Operação Corpus Christi ocorreu entre a zero hora de quinta-feira (20) e a meia noite de domingo (23).

Acabe diz à Jezabel que Elias matou todos os sacerdotes de Baal

Imagem: Novela jezabel
Novela jezabel – Foto/Reprodução

Queila fica emocionada ao ver a forte chuva caindo. Micaías diz à Raquel que quer se casar com ela. Raquel sorri, mal se cabendo de felicidade. Micaías e Raquel se beijam. Obadias encontra Joana na rua. Ele pede para ela voltar para casa, mas ela recusa e diz que irá se casar com Sidônio. Obadias diz que não permitirá e Joana o desafia. Joana diz a Sidônio que já avisou o seu pai que irá se casar. Sidônio diz que não vai se casar com ela. Joana fica chocada.

Sidônio vai à casa de Obadias para conversar sobre Joana. Os dois discutem e Obadias manda Sidônio sair de sua casa. Elias encontra com Nabote que se emociona e eles se abraçam. Safate e Hannah felizes com o retorno de Eliseu, que está abraçado à Dalila e conta as novidades. Eliseu conta que Elias executou os sacerdotes de Baal no rio Quisom e que depois subiu ao cume do Monte Carmelo e a chuva não tardou a cair.

Hannibal fica extremamente chocado ao ouvir de Barzilai que Pigmaleão e Thanit estão mortos e todos os sacerdotes e sacerdotisas de Baal e Aserá. Jezabel está ávida para ouvir a resposta de Acabe, que está muito molhado da chuva. Acabe diz à Jezabel que Elias matou todos os sacerdotes de Baal e Aserá. Jezabel fica irada.

Contas externas têm saldo positivo de US$ 662 milhões em maio

As contas externas fecharam o mês de maio com saldo positivo. O superávit em transações correntes, compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com outras nações, chegou a US$ 662 milhões, em maio segundo dados divulgados hoje (24), pelo Banco Central (BC). Em igual mês de 2018, também houve superávit: US$ 900 milhões.

Segundo o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, é comum haver resultados positivos em maio devido ao aumento das exportações de produtos agrícolas, o que leva a aumento do superávit comercial. “As exportações de produtos agrícolas, tais como soja, são mais favoráveis. É quando se concentram os embarques”, disse Rocha.

De janeiro a maio, o déficit chegou a US$ 7,576 bilhões, contra US$ 8,162 bilhões em igual período do ano passado.

Entre os dados das contas externas está a balança comercial, que registrou superávit de US$ 5,686 bilhões, em maio e acumulou US$ 20,585 bilhões, nos cinco meses do ano.

No caso das viagens internacionais (receitas de estrangeiros no Brasil e despesas de brasileiros no exterior), Rocha explicou que o resultado dessa conta é afetado pela alta do dólar, o que leva à redução das despesas no exterior. Em maio deste ano, a cotação média da moeda chegou a R$ 4, enquanto que no mesmo mês do ano passado estava em R$ 3,64.

“A desvalorização do câmbio [alta do dólar] torna mais cara a despesa no exterior”, explicou. Em maio, as despesas de brasileiros no exterior chegaram a US$ 1,471 bilhão, contra US$ 1,615 bilhão em igual período de 2018. Ao se incluir as receitas de estrangeiros no Brasil, a conta de viagens internacionais registrou déficit de US$ 1,053 bilhão, menor do que o resultado de maio de 2018 (US$ 1,187 bilhão).

Por outro lado, a conta de serviços (viagens internacionais, transporte, aluguel de investimentos, entre outros) registrou saldo negativo de US$ 2,989 bilhões, em maio, e de US$ 12,709 bilhões, nos cinco meses do ano.

A conta renda primária (lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários), que também faz parte das transações correntes, ficou negativa em US$ 2,484 bilhões no mês passado e em US$ 16,807 bilhões, no acumulado do ano até maio.

A conta de renda secundária (renda gerada em uma economia e distribuída para outra, como doações e remessas de dólares, sem contrapartida de serviços ou bens) teve resultado positivo de US$ 449 milhões, em maio, e de US$ 1,355 bilhão, em cinco meses.

Investimento estrangeiro
De janeiro a maio, o resultado negativo para as contas externas foi totalmente coberto pelos investimentos diretos no país (IDP). Quando o país registra saldo negativo em transações correntes precisa cobrir o déficit com investimentos ou empréstimos no exterior.

A melhor forma de financiamento do saldo negativo é o IDP, porque os recursos são aplicados no setor produtivo. Nos cinco meses do ano, o IDP chegou a US$ 35,137 bilhões. Em igual período de 2018, esses investimentos chegaram a US$ 26,886 bilhões. Em maio, esses investimentos totalizaram US$ 7,070 bilhões, contra US$ 2,994 bilhões em igual mês de 2018.

Policiais civis de MT devem paralisar atividades nesta terça

Imagem: IMG 2462 760x490
Assembleia dos policiais civis – Foto: assessoria

Os policiais civis de Mato Grosso devem paralisar as atividades nesta terça-feira (25), para protestar em defesa dos direitos das polícias brasileiras. O movimento foi aprovado durante Assembleia-Geral Extraordinária do Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado Mato Grosso (Sinpol-MT), onde participaram cerca de 200 policiais.

A decisão foi tomada por unanimidade de votos da assembleia unificada entre investigadores e escrivães da Polícia Civil. Durante a reunião foi discutido outros assuntos como adicional noturno, sobreaviso e reforma da previdência, temas estes que despertam muito interesse da categoria.

A paralisação será realizada em escala nacional e contará com a adesão de todos os servidores da segurança não-militares do país em defesa dos direitos das polícias brasileiras. Participarão do movimento policiais que compõem a Polícia Judiciária Civil (PJC), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), agentes do sistema penitenciário e guardas municipais.

De acordo com o vice-presidente do Sinpol-MT, Gláucio de Abreu Castañon, o movimento visa mostrar ao Governo Federal a insatisfação na diferenciação do tratamento dado a policiais militares e às outras polícias. “O objetivo é manifestar a insatisfação da categoria policial não militar (PC, PF, PRF) com essa Proposta de Emenda à Constituição (PEC) em relação ao tratamento desigualitário e desproporcional dispensado aos militares. A PEC da forma que está posta, massacra ainda mais os policiais e por consequência a segurança pública afetando a sociedade”, afirmou Gláucio.

Ainda na dependência dos acontecimentos, investigadores e escrivães poderão voltar a Brasília no dia 2 de julho, em uma grande movimentação nacional, quando deverão participar representantes de todas as polícias civis do Brasil, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Guardas Municipais e Sistema Prisional, para mostrar a insatisfação do segmento segurança pública com as mudanças e preservar os direitos conquistados.

 

 

Previsão do Tempo – 24 06 2019

Giro de Notícias – 24 06 2019

Balcão de Emprego – 24 06 2019

Salada colorida

Imagem: salada colorida detox 0Ingredientes

1 cenoura crua ralada fina
1 rabanete cortada em rodelas finas
1 tomate cortado em cubos (de preferência orgânicos)
6 col. (sopa) de azeite extravirgem
Sal e gotas de limão a gosto
1 col. (chá) de manjericão seco
10 folhas de manjericão fresco
9 folhas grandes de alface lisa

Modo de fazer

Em uma tigela, junte a cenoura, o rabanete e o tomate. Regue com o azeite já misturado com o sal, o limão e o manjericão seco e fresco. Sirva dentro da folha de alface.

Rende: 3 porções.
Calorias por porção: 78.

Senadora chama repórter de ‘retardado e ridículo’

Trechos de uma conversa via WhatsApp mostra a senadora Selma Arruda (PSL) ofendendo um repórter de um veículo de comunicação de Mato Grosso (MT).

Conforme informações, o repórter tentou ouvir a senadora por uma ligação telefônica sobre o pagamento de aposentadoria acima do teto constitucional a magistrados e depois o repórter enviou mensagem pelo aplicativo de conversas para obter a versão da senadora, mas Selma disparou ofensas contra o jornalista.

“Você é um ridículo”, “retardado”, foram alguns dos adjetivos usados por Selma Arruda na conversa.

 

CONFIRA PARTE DA CONVERSA

Imagem: conversa1

 

Imagem: conversa3

Governo deve apresentar proposta ao Sintep durante assembleia

Uma proposta deve ser apresentada pelo Governo do Estado de Mato Grosso (MT) ao  Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) nesta segunda-feira (24) durante uma assembleia geral.

O encontro deve redefinir os rumos da paralisação, que vem enfrentado corte de pontos por parte do Governo do Estado e sucessivas derrotas judiciais, como bloqueio de contas bancárias do sindicato e falta de adesão de quase metade das escolas.

O documento, que será fruto da mediação do Ministério Público Estadual (MPE) e Assembleia Legislativa, deverá garantir, conforme o Sindicato, “no mínimo, parâmetro para a construção de uma proposta para o passivo salarial de 2019, cronograma para reforma das escolas, a convocação dos concursados”.

O presidente do Sintep, Valdeir Pereira, entregou o documento ao promotor para que o MPE tome as devidas providências ao descumprimento da decisão.

Paralisados desde o dia 27 de maio, os servidores estão com os pontos cortados e já receberam o salário com descontos referentes aos dias parados.

 

Paciente é baleado e morre dentro de Hospital em Sorriso

Imagem: whatsapp image 2019 06 23 at 08
Quarto em que a vítima estava – Foto: divulgação

Um paciente do Hospital Regional de Sorriso identificado como  Jaconias Antônio de Oliveira, de 43 anos, morreu após ser baleado no pescoço, nesse domingo (23). Jaconias estava internado na unidade depois de ser ferido com um tiro no ombro há cinco dias.

Conforme informações da Polícia Militar (PM), um homem, ainda não identificado, quebrou a janela do quarto em que o paciente estava, atirou na vítima e fugiu.

Jaconias passou novamente por outra cirurgia, mas não resistiu e morreu no início da noite. Segundo a PM, Jaconias tinha deixado o sistema prisional há alguns meses, onde cumpria pena pelo crime de roubo.

A polícia está investigando o caso e ainda busca identificar o suspeito.

Contra violência nas cadeias, Paraguai expulsará presos brasileiros

O PCC (Primeiro Comando da Capital) tornou-se uma quadrilha transnacional e já está estabelecida também no Paraguai. De acordo com o próprio governo paraguaio, cerca de 400 presos no país estão ligados à facção criminosa brasileira, a qual assumiu o controle de algumas cadeias do país vizinho.

Uma delas é o presídio em San Pedro del Ycuamandiyú, a cerca de 220 km da fronteira com o Brasil. No dia 16, presos ligados ao PCC mataram outros dez presidiários no local –cinco foram decapitados e três foram carbonizados- durante uma rebelião iniciada logo após o almoço.

O caso levou o governo do Paraguai a anunciar a expulsão de presos brasileiros do país. A medida vai afetar os brasileiros que tenham alguma ligação com facções criminosas e que também sejam procurados ou condenados no Brasil.

O ministro do Interior do Paraguai, Juan Ernesto Villamayor, informou que cerca de 10% membros do PCC presos em cadeias paraguaias são brasileiros, ou seja, cerca de 40. Disse também que, neste momento, o Paraguai trabalha para que entre 12 e 14 presos desse grupo sejam expulsos.

A expulsão de um estrangeiro é uma ação unilateral de um governo. Ou seja, o Paraguai pode expulsar presos brasileiros de seu território sem o aval do Brasil.

Villamayor, entretanto, declarou na última terça que mantém contato com o Brasil sobre o caso e aguarda uma posição brasileira para enviar os presos para cá.

“Há uma série de questões operacionais a serem definidas”, explicou o ministro. “Eles [o governo brasileiro] têm que decidir para que penitenciárias os presos expulsos irão. Há procedimentos administrativos que eles têm que fazer.”

Procurado pelo UOL, o Ministério da Justiça informou que a Polícia Federal trabalha num acordo de cooperação para recepção dos presos brasileiros expulsos do Paraguai. Segundo o órgão, as negociações estão em fase preliminar.

PCC trava guerra contra facção local
O promotor paraguaio Hulgo Volpe investiga a participação do PCC em crimes no país. Segundo ele, o governo paraguaio já vinha estudando expulsar grupos de presos brasileiros há alguns meses. A rebelião serviu para acelerar o anúncio da medida.

Segundo Volpe, é fato que o PCC já controla presídios no Paraguai. Hoje, inclusive, ele tem força para disputar a hegemonia em cadeias do país vizinho, assim como nas rotas de tráfico de drogas e contrabando, com facções paraguaias.

Uma quadrilha rival do PCC no Paraguai como o Clã Rotela, cujo líder é o paraguaio Armando Rotela. Ele está preso desde o ano passado e é acusado de controlar a venda de drogas no Paraguai, sobretudo o crack.

A rebelião no presídio de San Pedro del Ycuamandiyú, aliás, estaria ligada a essa disputa entre o PCC e o Clã Rotela. Dos dez presos mortos no motim, nove pertenciam ao grupo paraguaio.

Segundo autoridades paraguaias, o PCC também seria o responsável por uma rebelião ocorrida no presídio de Tacumbú, que fica na capital Assunção, local em que Armando Rotela está preso.

Dois dias antes do motim em San Pedro del Ycuamandiyú, presos recém-recrutados pela facção brasileira mataram dois presidiários e feriram outro numa ação que serviu para eles como um “batismo de sangue”.

Por conta das rebeliões, além da expulsão dos presos brasileiros, o ministro paraguaio Villamayor afirmou que o governo pretende utilizar as Forças Armadas do país na segurança de seus presídios. A mobilização dos militares, segundo o ministro, seria temporária e utilizada para guardar o entorno das cadeias. Para que ela ocorra, contudo, uma legislação específica precisa entrar em vigor.

“O Executivo já se comprometeu a providenciar [a legislação]”, disse o ministro. “As Forças Armadas protegerão o perímetro dos presídios. Não cumprirão as funções de agentes penitenciários.”

PCC busca espaço desde 2016
O promotor Volpe ressaltou que presos ligados ao PCC já foram expulsos do Paraguai e transferidos para o Brasil anteriormente. Nesses casos, as expulsões afetaram principalmente líderes da facção criminosa que estavam detidos no país vizinho.

Em novembro do ano passado, o traficante Marcelo Fernando da Veiga, conhecido como Piloto, foi enviado ao Brasil. Em março deste ano, foi a vez de Thiago Ximenes, o Matrix, ser entregue ao Brasil.

Segundo Volpe, esses traficantes lideravam as ações do PCC no Paraguai. A facção tenta, desde 2016, assumir o controle de rotas de tráfico de drogas, armas e de contrabando para o Brasil.

A ofensiva do PCC começou em junho daquele ano com o assassinato do brasileiro Jorge Rafaat Toumani em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia na fronteira com o Brasil. Rafaat era, até então, o chefe do comércio ilegal de drogas e armas na região.

O assassinato chamou a atenção de autoridades pois ocorreu após uma emboscada que envolveu pelo menos três veículos – um deles transportava uma metralhadora antiaérea. Os tiros vindos dela romperam a blindagem do carro de Rafaat e o mataram.

De lá para cá, a disputa pelo controle do tráfico na fronteira Brasil-Paraguai matou pelo menos 30 pessoas, muitas assassinadas em emboscadas.

Intimação por WhatsApp em Mato Grosso

O Poder Judiciário de Mato Grosso instituiu o procedimento de intimação de partes mediante a utilização do aplicativo de mensagem WhatsApp, no âmbito dos Juizados Especiais Cíveis, Criminais, da Fazenda Pública e da Turma Recursal Única.

De acordo com a Portaria Conjunta da Presidência e da Corregedoria n. 774/2019, disponibilizada nesta quarta-feira (19 de junho), as intimações serão enviadas de um aparelho celular destinado à serventia judicial exclusivamente para essa finalidade ou via WhatsApp Web. O telefone móvel funcional será disponibilizado pelo TJMT, ficando sob a responsabilidade do gestor judiciário ou outro servidor designado para a referida função.

A intimação será considerada realizada no momento em que o ícone do aplicativo demostrar que a mensagem foi devidamente entregue, independentemente da comprovação de leitura, sendo que a contagem dos prazos obedecerá ao estabelecido na legislação.

A adesão para a intimação via WhatsApp é voluntária e deverá ser feita mediante preenchimento de termo de adesão, declarando que a parte está ciente dos termos conforme determina a Portaria, isto é, concorda com os termos da intimação via WhatsApp, possui o aplicativo instalado em seu celular, tablet ou computador; foi informado do número que será utilizado pela serventia judicial, e que, na hipótese de intimação para comparecimento, deverá dirigir-se às dependências do fórum no endereço descrito.

A portaria também define que se não houver a entrega da mensagem no prazo de três dias, a serventia providenciará a intimação por outro meio idôneo de comunicação, conforme o caso.

 

 

Bate e rebate

Imagem: Charge

Estadual de tênis começa nesta terça em Cuiabá

A 5ª edição da Copa Borges Veículos Open de Tênis começará nesta terça-feira (25), válida pela 6ª etapa do Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso, e findará com as finais no domingo (30.06), no Cuiabá Tênis Clube, em Cuiabá-MT. E três meninas disputam a liderança do ranking mato-grossense na segunda Classe Feminina: Lara Bela Santos, Anna Laura França e Carolina de Campos.

“A Lara Bela tem treinado para aperfeiçoar as transições de fundo para dentro da quadra junto com variações de jogadas. Temos dado ênfase à movimentação e ao jogo de pernas. A Copa Borges é importante e servirá para avaliarmos o desempenho dela. Temos a expectativa de bons resultados devido as muitas horas de trabalho tático”, disse o professor de tênis, Livas Tarcilio Damazio.

Lara Bela Santos, de 14 anos, disputou quatro dos cinco torneios já realizados do Circuito Estadual de Tênis de 2019, foi campeã num deles e vice-campeã em outros dois. Ela lidera o ranking estadual com 500 pontos, seguido por Anna Laura França, de 12 anos, com 350 pontos e participação em três torneios e por Carolina de Campos, de 12 anos, com 180 pontos e participação em um torneio.

“Intensifiquei os treinamentos diários e tenho me fortalecido mentalmente. Me sinto confiante devido a regularidade de treinos e por causa disso espero ter um bom resultado no torneio. E, atualmente, estou dedicada ao aperfeiçoamento do saque e das bolas de ataque”, comentou a tenista da 2ª Classe Feminina, Anna Laura França, de 12 anos de idade.

A Copa Borges é considerada um dos maiores torneios de MT por dois motivos: detém os recordes de quantidade de inscrições de tenistas em torneios estaduais (313 inscrições em 2017 e 393 inscrições em 2018) e detém a terceira e quarta posição em maior premiação em dinheiro (R$ 9.000,00 em 2018 e R$ 14.000,00 em 2019). E, além disso, sempre reúne bom público para prestigiar as partidas.

“O Circuito Estadual está no auge. Tem mais torneios que anos anteriores, maior participação de tenistas, mais público, mais cidades-sede e etapas com maior premiação. E teremos outros dois grandes torneios já no próximo mês, o Bruna Paes Open, de 11 a 14 de julho, no Caiçara Tênis Clube, em Rondonópolis, e a Casa Prado Open, de 23 a 28 de julho, no Cuiabá Tênis Clube”, menciona o presidente da Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), Rivaldo Barbosa.

O Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso conta com dezesseis torneios em 2019, um aumento de 60% na comparação de 2019 com 2015 (ano marco), sendo seis deles promovidos no primeiro semestre deste ano e outros dez no segundo semestre. E circula por sete cidades do estado: Cuiabá, Sinop, Sorriso, Rondonópolis, Alto Araguaia, Primavera do Leste e Lucas do Rio Verde.

Cerca de 1,4 mil vagas de trabalho estão disponíveis para esta semana

Carteira de Trabalho - Foto/Reprodução
Carteira de Trabalho – Foto/Reprodução

O Sistema Nacional de Emprego (Sine-MT) está com 1.394 vagas de emprego abertas nesta terça-feira (24.06). As vagas estão distribuídas em diversas áreas em vários municípios do estado.

Em Cuiabá, ao todo, são 52 oportunidades, sendo 28 para o público em geral. As áreas são de garçom, pedreiro, auxiliar de cozinha, mecânico de manutenção de ar condicionado, cozinheiro em geral, técnico florestal, camareira de hotel, vaqueiro, encarregado de obras.

Para as pessoas com deficiência (PCD) que moram na capital, as 24 vagas são nas áreas de ajudante de motorista, auxiliar de linha de produção, empacotador a mão e promotor de vendas.

Interior

No interior de Mato Grosso, Sapezal, Lucas do Rio Verde e Sinop são os municípios que se destacam em vagas de emprego.

Sapezal (a 529 km de Cuiabá) conta com 369 oportunidades de trabalho. Somente no setor agrícola são 290 vagas como operador de máquina agrícola, operador de caldeira, operador de maquinas fixas, operador de motoniveladora, dentre outros.

No município de Lucas do Rio Verde (a 335 km de Cuiabá) são 169 vagas ofertadas. As áreas são de apanhador de cultura, operador de processo de produção, ajudante de cozinha, eletricista de instalações, assistente de vendas, copeiro de bar.

Já em Sinop (a 480 km de Cuiabá) são 85 vagas de emprego disponíveis nas áreas de motorista de ônibus rodoviário, motofretista, repositor em supermercado, vendedor pracista, operador de caixa, auxiliar de escritório, ajudante de vaqueiro.

Os interessados em fazer parte do banco de dados, podem comparecer aos postos de atendimento portando documentos pessoais, carteira de trabalho e comprovante de residência, facilitando os trâmites do atendimento.

Na região metropolitana, o horário de atendimento do Sine localizado no Ganha Tempo Ipiranga, do CPA I e do bairro Cristo Rei em Várzea Grande é das 08h às 18h de segunda a sexta-feira. Já no Ganha Tempo do Várzea Grande Shopping é das 10h às 18h. No portal Emprega Brasil é possível se informar sobre os serviços do Sine.

Sem manutenção, Vila Cuiabana começa a cair na orla do Porto

Sem receber manutenção a estrutura da Vila Cuiabana, um dos pontos turísticos mais visitados de Cuiabá, começa a cair. A vila foi inaugurada a pouco mais de dois anos e fez parte do calendário de obras para os 300 anos da capital de Mato Grosso. A estrutura traz a fachada de casas históricas, muitas delas em tamanho real.

Imagem: Vila cuiabana
Vila cuiabana- -Foto:Pedro Couto / AGORA MATO GROSSO

Mas a ação do tempo já causa problemas, que passam a ameaçar os frequentadores da orla do Porto.

A reportagem do Agora Mato Grosso flagrou vários destes problemas nas oito fachadas feitas de madeira em forma de compensado, entre luminárias quebradas até a queda de parte das fachadas.

A revitalização da orla do Porto custou aos cofres públicos cerca de R$ 28 milhões (vinte e oito milhões de reais). Desde que foi inaugurada a estrutura não recebeu reformas. Os problemas são tão sérios, que o espaço para eventos atrás das fachadas está ocioso, isso depois de ser extremamente disputado nos meses seguintes a inauguração.

Operação ambiental apreende armas e munições em Porto Alegre do Norte

Uma operação conjunta entre a Polícia Militar Ambiental de Rondonópolis e Secretaria do Meio Ambiente do Mato Grosso (Sema/MT) resultou na apreensão de três armas e munições de vários calibres. A ação, que tem como objetivo coibir a pesca predatória e caça ilegal de animais, aconteceu no município de Porto Alegre do Norte durante barreira na MT-413 neste domingo (23).

Imagem: Armas munições apreendidos pela polícia ambiental
Armas munições apreendidos pela durante Operação em Porto Alegre do Norte – Foto: Polícia Ambiental

Ao todo foi apreendido, um rifle cal. 22; uma espingarda cal. 32; um revólver cal. 38; três munições cal. 38; cinco cartuchos carregados cal. 32, cinco cartuchos vazios cal. 32; 11 munições cal. 22.

Três pessoas foram conduzidas para Delegacia de Porto Alegre do Norte e devem responder por porte ilegal de arma de fogo.