Cidades:

Destaques, Rondonópolis



Publicado em 1 de outubro de 2013 - 10:00h | por Jeyson Nascimento

Conselho do Idoso de Rondonópolis registra cerca de 7 denúncias ao dia

Presidente do Conselho Municipal de Direito dos Idosos, Lindomar Lemes dos Santos - Arquivo AGORA MT

Presidente do Conselho Municipal de Direito dos Idosos, Lindomar Lemes dos Santos – Arquivo AGORA MT

“Não temos muito que comemorar hoje ainda é alto a quantidade de denúncias registradas”, afirma o presidente do Conselho Municipal de Direito dos Idosos, Lindomar Lemes dos Santos, na data em que é celebrada o Dia Internacional da Pessoa Idosa, nesta terça-feira (1), e também os 10 anos de criação do Estatuto do Idoso.

Lindomar frisa que infelizmente o Estatuto quase não tem utilidade é praticamente uma peça fictícia, pois os direitos dos idosos ainda não são atendidos. A prova disto é que são registrados no conselho uma média de sete denúncias por dia, sendo as principais a utilização ou exploração financeira e agressão física ou maus tratos.

O presidente afirma que houve avanços, mas mínimos e diante de todas as conquistas que devem ser alcançadas. “Estamos a passos de tartaruga. O Brasil já é considerado um país envelhecido e as pessoas ainda agem como se não fossem envelhecer e desrespeitam questões simples como a preferência nas filas”, destacou Lindomar.

O conselheiro ressalta que Rondonópolis avançou um pouco mais, em relação aos demais municípios do Estado, em razão da atuação dos promotores de justiça que apoiam e cobram que os direitos dos idosos sejam cumpridos.

Uma das cobranças do Conselho, para Rondonópolis, é a construção do Centro de Referência do Idoso, onde serão concentrados serviços de saúde, assistência social, esporte e lazer que oferecerão mais qualidade de vida aos usuários e a criação de Políticas Públicas para os Idosos, que envolvam todas as Secretarias do município.

Rádio AgoraMT