Foto: Assessoria

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP) disse que os deputados deram uma demonstração de maturidade ao manterem o veto aposto pelo governador Silval Barbosa (PMDB) ao projeto de Lei que repristinava a legislação que resguardava o retorno do Fundo de Aposentadoria Parlamentar (FAP) de Mato Grosso.

“O fato é que os deputados estaduais, assim como os demais agentes políticos vão poder se aposentar como qualquer trabalhador desde que contribuam nos prazos previstos em lei”, disse ele informando que o deputado Ezequiel Fonseca (PP) está presidindo uma comissão composta para definir o melhor modelo de aposentadoria que respeitará a previsão Constitucional do Fundo de Previdência de Mato Grosso Funprev.

Leia também:  "Sem reforma da Previdência, pode faltar dinheiro", diz ministro da Fazenda em discurso

Riva lembrou que os deputados tinham que ter no mínimo seis mandatos, 24 anos de contribuição para se aposentarem com a integralidade do salário e que agora a regra deverá respeitar os parâmetros de outros trabalhadores como os 35 anos de contribuição de 60 de idade.

Já o deputado Ezequiel Fonseca, assinalou que está participando das discussões com o Governo do Estado, Poder Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública para cumprirem a regra constitucional que prevê o fundo previdenciário único que será o Funprev que apresentou déficit nas contas do Governo de 2010 justamente por não estarem os poderes recolhendo para o mesmo, mantendo suas aposentadorias de forma errônea.

Leia também:  Oito edições do Sábado Social foram realizadas em 2017

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.