Foto Arquivo / Agora MT

Em viagem a Cuiabá, o prefeito Zé Carlos do Pátio pediu apoio aos representantes da Rede Centrais Elétricas Mato-grossenses – Cemat – para renegociar as dívidas relacionadas ao gasto com energia elétrica nas gestões anteriores. “Já pagamos aproximadamente R$3 mil de dívidas anteriores, mas como ainda existe um saldo vim buscar uma alternativa”, disse. No encontro que aconteceu na segunda-feira (25), Pátio também solicitou a ampliação do investimento quanto ao Programa Eficiência Energética – que faz a distribuição de geladeiras para a população carente.

Outro pedido do prefeito foi em relação ao Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente – Reluz de responsabilidade da Eletrobras. A intenção é melhorar e ampliar a iluminação nas ruas e avenidas da cidade.

Leia também:  Estudo sobre nova tabela de cobrança avança

Ainda em agenda na capital do estado, Zé Carlos do Pátio se reuniu com superintendentes da Caixa Econômica Federal e discutiu sobre o projeto de habitação e explicou que a meta é distribuir 5 mil casas populares até o fim de 2012. As discussões sobre o Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 2 também foram retomadas e conversamos sobre a criação do Parque Escondidinho, na região da Vila Olinda e o Parque das Mangueiras, na região da Vila Operária. “Os técnicos estão fazendo a conclusão da análise dos projetos e logo vamos poder iniciar o processo de licitação”, anunciou o prefeito.

SAÚDE PÚBLICA

Pátio também participou de um encontro com o secretário estadual de Saúde, Pedro Henry. Na oportunidade, o prefeito pediu celeridade no processo da instalação de uma UTI pediátrica no Hospital Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis.

Leia também:  Ministro defende que medidas cautelares sejam mais utilizadas como alternativas às prisões

Ele recordou sobre o Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre Estado e Município no mês de abril deste ano. “Precisamos avançar na política de saúde pública e fortalecer os serviços disponibilizados a população de forma gratuita. Nesta administração já apoiamos a instalação da UTI neonatal e dos procedimentos de oncologia”, concluiu.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.