O britânico Dan Wheldon morreu depois de um acidente que envolveu 15 carros na 12ª volta do GP de Las Vegas da Fórmula Indy, na noite deste domingo. O piloto de 33 anos chegou a ser levado de helicóptero para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos causados pela violenta batida. A corrida era a última desta temporada.

Depois do anúncio da morte de Dan Wheldon, a corrida foi cancelada e os pilotos voltaram para a pista para dar cinco voltas em ritmo lento em homenagem ao britânico. Emocionados, os membros de todas as equipes ficaram de pé na saída dos boxes.

– É tão difícil falar nessas horas… Não é concebível a morte de um jovem justamente num esporte que amamos tanto, que é vida, alegria, emoção, desprendimento. Claro que o automobilismo tem seus riscos, mas a morte não faz parte da cartilha do esporte, não pode fazer parte, entende? O Dan era um cara tão legal, alegre, estava sempre de bom humor. Todos nós estamos arrasados, com o coração apertado. É uma perda enorme, do profissional, do cidadão e do pai de família – lamentou o brasileiro Helio Castroneves.

Leia também:  Título da Champions pode fazer CR7 alcançar Messi

Também envolvido no acidente, Will Power foi avaliado pelos médicos e liberado horas depois. Apesar de estarem acordados e alertas, Pippa Mann e JR Hildebrand passarão a noite no hospital.

Sem a última corrida, o escocês Dario Franchitti ficou com o título desta temporada, o quarto de sua carreira e terceiro consecutivo. Will Power terminou na segunda posição.

Nascido na cidade de Emberton, na Inglaterra, Wheldon estreou na Fórmula Indy em 2002 e conquistou o campeonato em 2005, além de ter vencido duas vezes as 500 Milhas de Indianápolis (2005 e 2011). Na categoria, o piloto teve 128 largadas, fez cinco poles e ganhou 16 corridas.

Depois de ser dispensado pela Panther no fim do ano passado, Wheldon não teve uma equipe fixa nesta temporada e disputava apenas a sua terceira corrida do ano. Além da vitória em Indianápolis, ele havia conseguido um 14º lugar em Kentucky. O piloto estava bem perto de um acerto com a equipe Andretti Autosport para 2012.

Leia também:  Inscrições para 1° Duathlon Rondon estão abertas até 15 de maio

O inglês era casado com Susie Behm desde 2008, com quem tinha dois filhos – Sebastian, de dois anos, e Oliver, que completará sete meses na quarta-feira. A família morava em St. Petersburg, na Flórida.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.