Fonte: Site Observatório do Crack

O crack está presente em 107 cidades de Mato Grosso o que representa 79,4% dos municípios existentes no estado, segundo uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Desse total 26 cidades possuem um índice alto de consumo de drogas, entre elas estão Poxoréu, Cáceres, Novo São Joaquim, São José do Povo, Sorriso e Lucas do Rio Verde.

De acordo com a pesquisa Rondonópolis aparece  como índice médio de consumo do crack assim como Jucimeira, Alto Araguaia, Alto Taquari, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço e Primavera do Leste. O estudo da CNM, que leva o nome de “Presença do Crack nos Municípios Brasileiros”, ouviu gestores para uma avaliação sobre o nível de consumo do entorpecente em seus municípios, e para que o classificassem em alto, médio ou baixo. Isso levando em conta problemas que a droga acarreta, nas mais variadas áreas, como Educação e Saúde.

Leia também:  Ministros participam de inauguração na Santa Casa

Na pesquisa as cidades de Mato Grosso informaram o custo que ações em combate as drogas dão aos municípios. Mais de 40 mil são gastos com recursos humanos, 6 mil em manutenção com a estrutura física (reforma, agua, energia, limpeza), mais de 6 mil com ações e serviços (insumos, material expediente), 6.400  em educação em saúde (palestras, impressos) e 1 1.680 Medicação e insumos.

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, anunciou que o caso se agrava nas escolas municipais, pois não há policiamento nas periferias e existem casos sérios de violência nos Municípios. “Não há prevenção e  nem tratamento e não temos plano de enfrentamento para isso. Os Municípios estão assumindo toda essa responsabilidade. Isso recai na prefeitura. Eu não sei onde vamos parar com essa realidade. Vamos enviar o estudo para a União, para o Congresso Nacional e para cada parlamentar”, conta.

Leia também:  Moradores ficam apavorados com tempestade de areia que se formou em Campo Verde

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.