Foto da internet

As contratações para o fim do ano não foram suficientes para alavancar o emprego em Rondonópolis. Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) o emprego com carteira assinada caiu em novembro fechando o mês com o saldo negativo de 49. Situação que foi bem diferente do que a do mesmo período do ano passado quando a cidade empregou 111 pessoas.

Em novembro deste ano houve 2.161 contratações, só que 2.210 foram demitidas. O comércio foi o setor que mais empregou com 108 vagas, em seguida, ficou o ramo de serviços que admitiu 53 novos funcionários. A indústria foi a responsável pelo maior número de demissões terminando o mês com o saldo negativo de 82.

Leia também:  Avião cai no Pantanal matogrossense e deixa um morto e outro gravemente ferido

O setor da construção civil que lidera em Rondonópolis o número de vagas disponíveis também demitiu mais do que contratou em novembro. Foram 300 admitidos, mas 365 perderam o emprego. A gerente de núcleo do Balcão de Empregos, Fátima Alves, comentou que as profissões relacionadas à construção civil como pedreiro e servente continua sendo a responsável pelo maior número de vagas. “Também temos várias vagas para doméstica e auxiliar de produção”, conta.

No ano em Rondonópolis, o emprego formal acumula a geração de 2.284 postos de trabalho. Dos 11 meses analisados pelo Caged em 2011, três terminaram com o saldo negativo de empregos, sendo eles março, agosto e novembro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.