A reunião aconteceu no gabinete do prefeito - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Vereadores e representantes da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (Acir), Sindicato do Comércio Varejista e Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL) se reuniram com o prefeito Zé Carlos do Pátio para pedir que ele adie o início da lei que aumentaria a alíquota do imposto para terrenos.

O presidente da Câmara Municipal, Ananias Martins Filho, explicou que como não houve uma conscientização da população em relação ao aumento achou melhor pedir a prorrogação da lei que entraria em vigor em janeiro para que ela passe a valer apenas em 2013. “Enquanto isso, vamos trabalhar na reformulação e na divulgação da lei”, fala.

O presidente da Acir, Edson Ferreira, falou que a entidade veio representar a classe empresarial e pedir para que não haja o aumento nos impostos no ano que vem, já que os empresários têm cargas tributárias altas e isso seria mais um gasto. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista, Sebastião Buquigaré, deu a sugestão para que em vez da prefeitura aumentar o valor do IPTU de todos os prédios, houvesse uma fiscalização.

Leia também:  Simpósio sobre dignidade humana será realizado em Rondonópolis

“Muitos estabelecimentos começaram com uma portinha, ocupando apenas 200 metros quadrados, mas com o passar dos anos houve a ampliação, mas o valor do IPTU continua sendo cobrado por apenas aqueles 200 metros por não haver uma fiscalização nesse sentido, ou seja, pagariam a mais apenas aqueles que aumentaram o seu espaço. O município conseguiria uma receita maior sem ter que aumentar o preço do IPTU”, explica.

O prefeito Zé Carlos do Pátio contou que a lei que aumentaria a alíquota do imposto para as áreas sujas e com matagal foi criada incialmente para combater a dengue e a leishmaniose, “mas vou levar em conta o pedido dos vereadores e das entidades, antes de tomar qualquer decisão”, alega.

Leia também:  Juiz Pós-doutor de Rondonópolis publica Livro de Direito Ambiental

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.