Foto da assessoria

O presidente da Câmara Municipal de Rondonópolis, Ananias Filho (PR), juntamente com os vereadores Adonias Fernandes e Lourisvaldo Manoel de Oliveira (Fulô), ambos do PMDB, participaram nesta quinta-feira (01/03), de uma reunião com o secretário adjunto da Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana (Septu), José Márcio Guedes, em Cuiabá. Eles cobraram explicações a respeito das obras de canalização do córrego Canivete e tiveram a garantia que a ordem de serviço para dar início a execução dos trabalhos deve ser assinada na próxima semana.

De acordo com Guedes, a empreiteira que passou a ser a responsável pela execução das obras_ a Geosolo Engenharia_ já apresentou a Caixa Econômica Federal uma planilha orçamentária conforme estava sendo exigido, e a mesma já foi aprovada pela instituição financeira, concluindo o processo burocrático. “Com a finalização dos entendimentos com a Caixa a nossa expectativa é que na semana que vem já seja dada a ordem de serviço”, assegurou o secretário adjunto.

Leia também:  Avenida Amazonas será bloqueada nesta terça-feira (13) para passagem de adutora

Questionado pelos vereadores sobre a data de início das obras, o representante da Setpu informou que após a assinatura da ordem de serviço, a empresa já deve dar início aos preparos para que o córrego possa receber as obras. Sendo assim, passado o período chuvoso, as obras devem começar. “Acredito que em abril os trabalhos de canalização do córrego Canivete já tenham início”, repassou Guedes, acrescentando que a empresa tem o prazo de dois anos para concluir as obras e que, para a canalização do córrego Canivete, a empreiteira vai dispor de recursos na ordem de R$ 12,7 milhões.

O presidente do Legislativo Municipal assegurou que os vereadores vão fiscalizar e cobrar severamente o governo do Estado de forma a não deixar que ocorram mais atrasos nestas obras. “Vamos estar em cima, ficar de olho para que os prazos sejam cumpridos. Chega de promessas, a população está esperando por essas obras e nós vamos exigir que elas aconteçam”, colocou Ananias.

Leia também:  Mutirão oferecerá casamento comunitário em Rondonópolis

Por fim, os vereadores agradeceram o empenho do secretário adjunto do Setpu em resolver o problema que estava emperrando as obras do córrego Canivete. “Agradecemos ao Zé Márcio por ter acatado os nossos pedidos e ter colaborado para solucionar essa questão”, falou Ananias, lembrando da luta de todos os vereadores em prol da população que mora na região onde fica localizado o Canivete e que vem sendo prejudicada com as enchentes do córrego no período de chuvas.

As obras do córrego Canivete, que foram lançadas ainda durante a gestão do ex-governador Blairo Maggi (PR), estavam paradas porque a empresa Texas, vencedora da licitação, havia decretado falência. Com isso, a Geosolo Engenharia, que foi a segunda colocada na licitação, assumiu a responsabilidade pela execução das obras, contudo, a mesma não deu início aos trabalhos pois pediu revisão do valor da obra. Por causa disso, cogitou-se o cancelamento do processo de licitação, porém, a empreiteira voltou atrás e decidiu por realizar as obras com o valor que já estava estimado.

Leia também:  Rondonópolis | Inquérito investiga fraude de R$ 9,5 milhões em licitação para compra de merenda

A canalização dos 2,7 quilômetros de extensão do córrego tem por objetivo evitar o transbordamento do córrego e o assoreamento do curso da água, promovendo a drenagem profunda e superficial das águas da chuva nas ruas de todos os bairros da região. Com a execução das obras, cerca de 20% da população rondonopolitana será beneficiada, pois, elimina-se os atuais riscos de desabamentos e outros danos causados pelas enchentes no córrego Canivete, entre o Jardim Tropical e o córrego Arareau.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.