Foto da assessoria

A celeuma que envolve a execução das obras do Córrego Canivete que se arrasta há quase três anos está próxima do fim. Pelo menos é o que garante o secretário de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana (Setpu), Zé Marcio Guedes ao informar que até abril as obras terão começado. O deputado estadual, Ondanir Bortolini –Nininho (PR-MT) acompanhou a Comissão Pró Canalização do Córrego Canivete na secretaria estadual e disse que cobrará do Estado o cumprimento desse prazo, já que vem sendo prorrogado constantemente. “Essa obra pode melhorar a qualidade de vida de aproximadamente 20 mil pessoas que moram às margens desse córrego”, defende o republicano.

O recurso de pouco mais de R$ 16 milhões para a obra foi desmembrado em aproximadamente R$ 12,5 milhões e R$ 3,5 milhões para facilitar a execução do projeto. O secretário explica que a divisão foi necessária para que a quantia maior pudesse ser liberada somente para a canalização, ficando o restante para atender outros projetos como de galerias pluviais, ruas para ligação inter bairros e desapropriações. “Agora o recurso é estritamente para o Canivete e ficará mais fácil para a empreiteira trabalhar com foco nisso”, especifica Guedes.

Leia também:  Inscrições para desfile cívico de 7 de Setembro estão abertas

O parlamentar republicano defende a urgência dessa obra, pois o período de chuvas intensas já se inicia. “Chega ser injusto. Esses moradores sofrem a muito tempo com alagações, perdem seus bens e correm risco de morte nas grandes chuvas, porque a enxurrada com lama é intensa e desce muito forte”, descreve Nininho.

Um dos integrantes da Comissão Pró Canalização, Mauro Campos informa que o desmembramento parece ser a melhor opção. A Caixa Econômica Federal será a executora do recurso de R$ 3,5 milhões, apresentando como exigência a aplicação do montante naquela Região do bairro Rivera. “Sob pena de perder o recurso”, complementa Campos.

A presidente do Rivera, Nilza Sirqueira comenta que os moradores que estão “à beira do córrego” ficam com medo a cada época de chuva. “Já perderam muito patrimônio e infelizmente teve gente que perdeu a vida. É um descaso, mas a comunidade está lutando para mudar isso. Ficamos contentes em conseguir o apoio do deputado Nininho, que se colocou à disposição para cobrar a realização desse projeto”, acrescenta ela.

Leia também:  Acontece em Rondonópolis o 2º Encontro de Gestão de Cozinhas

Mauro Campos enfatiza que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso tem ajudado nas cobranças do Sul do Estado. “Nininho tem sido um deputado atuante nessa Região”, diz. O projeto de canalização do Córrego Canivete pode levar melhor qualidade de vida aos moradores dos bairros Jardim Tropical, Pindorama, Quênia e Carvalho, Vila Ipê, Rivera e outros.

Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorJoy Boliche
Próximo artigoFilé mignon ao gorgonzola com salada

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.